Curiosidades

Illuminati, o que é? Origem e os principais símbolos

Illuminati é o nome de um grupo secreto que tem como objetivo a dominação mundial e a fundação da Nova Ordem Mundial, um governo global.

Em primeiro lugar, Illuminati é o nome de um grupo secreto que tem como objetivo a dominação mundial e a fundação da chamada Nova Ordem Mundial. Desse modo, o termo deriva do latim, com tradução literal de iluminado para representar uma ordem que se identifica com o iluminismo. Contudo, existem incontáveis mistérios relacionados a essa organização.

Sobretudo, teorias negam e confirmam a existência desse grupo. Ademais, tornou-se um grande burburinho na mídia afirmar que famosos e celebridades são membros da organização. Como exemplo, pode-se citar a polêmica envolvendo Beyoncé e Jay-Z, de modo que o público afirmou que eles são Illuminati como forma de explicar a riqueza do casal.

Contudo, há um consenso geral de que o objetivo principal dessa organização é a dominação mundial por meio de pressões políticas, econômicas e sociais. Sendo assim, a Nova Ordem Mundial consiste num governo global, com autoridade sobre todos os países. Curiosamente, há boatos que afirmam que um dos objetivos do grupo é manter a população global abaixo dos 500 milhões.

Portanto, parte da agenda desse grupo secreto envolve o genocídio e a morte em massa. Ademais, há teorias que afirmam que os Illuminati manipulam diversos alimentos e até a água em alguns países para causar infertilidade e esterilização a fim de realizar esse plano. Por outro lado, diante do surgimento de novas doenças estima-se que também seja ação dessa organização.

Em contrapartida, também define-se Illuminati como um nome dado a um conjunto de grupos secretos, tanto reais quanto fictícios. Sendo assim, tornou-se uma expressão popular para diferentes sociedades secretas ao longo da história.

Illuminati: o que é, qual é a origem e quais são os principais símbolos
Fonte: Pixabay

Origem e história do Illuminati

A princípio, a história do Illuminatyi começa com Adam Weishaupt, um professor de Direito Canônico e filosofia prática na Universidade de Ingolstadt. Basicamente, o professor tornou-se profundamente anti-clérigo e decidiu espalhar os ideais do Iluminismo através de uma sociedade secreta. Sobretudo, queria reunir indivíduos com opiniões semelhantes.

Desse modo, fundou-se A Ordem dos Illuminati da Baviera na noite de 30 de abril e 1 de maio de 1776. Ademais, o evento aconteceu em uma floresta perto da cidade de Ingolstadt, no estado da Baviera, localizada no sul da Alemanha. Sendo assim, um grupo de jovens prometeu cumprir os fins da sociedade secreta.

Contudo, somente se sabe da identidade de três pessoas que estavam nesse grupo, sendo eles o professor e seus companheiros Max Merz e Anton von Massenhausen. Posteriormente, o grupo acumulou discípulos e espalhou-se por outros países europeus. Nesse sentido, diversos barões, filósofos, artistas, políticos e outras personalidades conhecidas adentraram o movimento.

Apesar disso, estima-se que no dia 16 de julho de 1782 houve um grande conflito entre os membros do Illuminati e os maçons. Basicamente, o grupo secreto tentou unificar e controlar todos os ramos da Maçonaria. Entretanto, a ação teve fracasso e acredita-se que a organização se dissolveu aos poucos como consequência.

Entretanto, as teorias atuais defendem que os membros originais espalharam a doutrina, de modo que ela tenha se mantido viva. Como consequência, houve o fortalecimento gradativo, assim como um reforço da identidade secreta. Portanto, entende-se o Illuminati como uma mão invisível atuando na sociedade.

Ademais, estima-se que o grupo original desapareceu com o tempo, mas que outros grupos adotaram a nomenclatura. Sendo assim, utiliza-se da expressão Illuminati para descrever esses vários grupos.

Illuminati: o que é, qual é a origem e quais são os principais símbolos
Fonte: Pixabay

Simbologia e associações

Comumente, o Illuminati tornou-se famoso por suas simbologias e significados na sociedade. Desse modo, os principais elementos são o triângulo, a pirâmide, o Olho Que Tudo Vê, a coruja e o obelisco. Porém, grande parte desses ícones foram incorporados da maçonaria, de modo que tenham valores semelhantes.

Nesse sentido, estima-se que todos os símbolos tenham relação com a onipresença e onisciência da organização. Ou seja, com a capacidade de acompanhar todos os acontecimentos importantes. Sendo assim, essa simbologia explica as teorias da conspiração que afirmam que os Illuminati deram início a movimentos históricos como a Revolução Francesa.

Por outro lado, elementos como a coruja referem-se à sabedoria, ao pensamento filosófico e aos princípios iluministas que orientam o grupo secreto. Dessa maneira, há referência à Antiguidade, sobretudo aos gregos com a mitologia e as bases do pensamento crítico. Porém, o obelisco, por sua vez, conecta-os com a mitologia egípcia.

Em resumo, o obelisco é um monumento arquitetônico criado durante o Egito Antigo, como marco de homenagem ao deus Rá. Sobretudo, representa a proteção e defesa da civilização, um papel que os Illuminati parecem ter adotado como pilar para suas ações. Portanto, estima-se que o grupo via seus planos de dominação mundial como uma forma de cuidar e proteger a todos.

Entretanto, esses símbolos associam a organização secreta à ideia de superioridade e divindade. Ou seja, significa que o grupo se entende como superiores e responsáveis por desempenhar um papel semelhante a Deus. Como consequência, há grandes associações da organização com movimentos antirreligiosos e até com o próprio Anti Cristo.

E aí, aprendeu sobre os Illuminatis? Então aprenda também sobre as Cidades medievais.

Fontes: Wiki | Significados | Revista Galileu | BBC

Imagens: BBC | Pixabay

Próxima página »

Escolhidas para você