Curiosidades

Lágrimas – O que são, quais os tipos e do que são feitas

Além de surgir em momentos de emoção, como alegria ou tristeza, as lágrimas também desepenham importantes funções para a saúde dos olhos

Por P.H Mota

Seja por tristeza, alegria, raiva ou irritação, certamente todo mundo chora. As lágrimas não apenas contribuem para expressar emoções, mas também servem para limpar e lubrificar os olhos.

Normalmente, as glândulas lacrimais fluem pelos canais excretores principais e são levadas para a área entre o globo ocular e as pálpebras. Quando os olhos piscam, então, esses fluidos se espalham pelo olho, garantindo sua hidratação.

Os fluidos lacrimais produzidos ficam armazenados num reservatório chamado de saco lacrimal. Logo depois, são transportados para o ducto nasolacrimal e para a cavidade nasal. É por isso que, em situações de lágrimas em excesso, o nariz pode começar a escorrer.

Do que são feitas as lágrimas

Lágrimas - o que são, quais os tipos e do que são feitas
TCM Academy

Uma das principais funções das lágrimas é limpar impurezas dos olhos. Isso acontece graças a um agente bacteriostático chamado lisosina, presente em grandes quantidades nas lágrimas. Além disso, há uma série de proteínas, lipídios e mucina.

Já os sais minerais são responsáveis por dar o gosto salgado às lágrimas. Além disso, também atuam como antisséptico, ajudando na prevenção de infecções causadas por bactérias e fungos.

As lágrimas possuem ainda substâncias como enzimas, óleos e anticorpos e são dividas em três camadas. A mais externa e gordurosa, que impede a evaporação em excesso; a intermediária, que garante o aspecto líquido e lubrifica os olhos; já a mais interna, que tem contato direto com a córnea e garante a aderência das lágrimas no olho.

Continua após a publicidade

Tipos de lágrimas

Lágrimas - o que são, quais os tipos e do que são feitas
Unsplash

Lágrima basal: lubrifica os olhos com frequência, mantendo a córna úmida e bem nutrida É formada por água, mucina, lípidos, lisozima, lactoferrina, lipocalina, lacritina, imunoglobulinas, glicose, ureia, sódio e potássio. Pode combater infecções e tem teor de sal semelhante ao plasma do sangue

Lágrima reflexiva: surge em resposta ã alguma irritação causada no olho por substâncias como vapores de cebola, gás lacrimogêneo ou spray de pimenta. Além disso, pode surgir como resposta a luzes muito fortes, pimenta na boca e reações do corpo como vômito, tosse ou bocejo.

Lágrima psicogênica, ou emocional: normalmente causada por excesso de produção lacrimal, resultado de estresse, raiva, tristeza ou mesmo felicidade. Também podem ser acompanhadas de reações como vermelhidão da faça e soluço e possuem uma composição diferente. Elas contêm prolactina, hormônios à base de proteínas, hormônio adrenocorticotrófico, e encefalina leucina (que é um analgésico natural).

Fontes: InfoEscola, EBC, Mundo Educação, Drauzio Varella

Imagem de destaque: Unsplash

Continua após a publicidade
Próxima página »

Escolhidas para você