Curiosidades

Lenda do pirarucu – Origem e história do peixe tradicional da Amazônia

Parte importante da cultura amazonense, a lenda do pirarucu traz a história do índio maldoso que foi transformado em peixe pelo deus Tupã.

O pirarucu é um dos maiores peixes de água doce do Brasil, bastante encontrado na bacia Amazônica. Dessa forma, com o tempo, surgiu a lenda do pirarucu, uma das lendas indígena. Logo, acreditavam na história de um índio guerreiro com coração maldoso que foi amaldiçoado por um deus.

Ademais, o pirarucu era um índio guerreiro bastante forte. Entretanto, ele era muito orgulhoso, vaidoso e maldoso, praticava diversos atos ruins. Assim, matava até mesmo indígenas da sua própria tribo por puro prazer.

Por isso, o deus Tupã se enfurece com o pirarucu e lança sobre ele uma maldição. E assim o transforma em um peixe gigante, de cor escura com tons avermelhados. Portanto, se tornou uma marcante lenda indígena, que serve de lição para pessoas maldosas aprenderem a serem melhores.

O peixe Pirarucu

Imagem: Freepik

O pirarucu é um dos maiores peixes de água doce do Brasil, já foram até encontrados desses peixes tendo quase 3 metros de comprimento. E seu peso pode ir até 200kg. Logo, até seu nome científico diz isso, pois é Arapaima gigas e significa gigante do gênero arapiama.

Ademais, o nome desse peixe é tupi, onde pirá significa peixe, e urucum significa vermelho, devido a cor da sua cauda. Geralmente, esse peixe é encontrado na bacia Amazônica, especificamente nas áreas de várzea. Dessa forma, costumam ser encontrados em lagos e rios de águas claras e calmas, com temperaturas de 24 a 37 °C.

Curiosamente, ele precisa ir até a superfície para conseguir respirar, caso não faça isso pode morrer afogado. Pois, ele possui uma bexiga natatória modificada que funciona como pulmão. Por isso, o pirarucu se torna mais suscetível a ser pescado, por ter que subir a superfície.

Continua após a publicidade

Dessa maneira, ele também é conhecido como o bacalhau da Amazônia, por ser servido como um componente principal em vários pratos típicos do Amazonas. E a sua carne é bastante valorizada no estado, e é bastante requisitada.

Origem da lenda do pirarucu

Imagem: UOL

A lenda do pirarucu se originou nas águas amazônicas. Os índios acreditavam em uma lenda, onde o pirarucu era um índio guerreiro da nação dos Nalas. Entretanto, ele era alguém muito valente, vaidoso, injusto, orgulhoso e gostava de praticar maldades.

Dessa forma, o deus Tupã decidiu castiga-lo por suas maldades. Então, pediu para a deusa Luruauaçu fizesse cair uma enorme tempestade sobre a floresta de Xandoré, e assim ela o fez.

Por fim, com a longa tempestade cheia de raios, uma árvore caiu sobre a cabeça do maldoso índio, e o deus ainda não satisfeito, o transformou em um peixe avermelhado.

A lenda do pirarucu: O Índio maldoso

Imagem: Agência Brasília

Pirarucu foi o nome dado a um jovem índio guerreiro da nação Nalas, mas que possuía atitudes bastante malvadas. Ademais, o seu pai Pindarô era o chefe da tribo e todos se espelhavam nele, por ser um homem bom, justo e generoso.

Entretanto, apesar de ser valente, o Pirarucu era bastante orgulhoso, vaidoso e injusto, sempre esperava seu pai sair da aldeia para fazer suas atrocidades. Desse modo, ele executava injustamente os indígenas de sua própria tribo, sem nenhum motivo aparente, apenas por prazer. Além disso, ele ousava criticar os deuses, sem ter medo algum.

Continua após a publicidade

Tupã: O deus se revolta contra pirarucu

Imagem: Xapuri

Tupã, o deus dos deuses, vendo todo o comportamento daquele mero humano, se irou contra o pirarucu. Logo, ele convocou dois deuses, a deusa Lururaruaçu, que fez chover bastante sobre a floresta Xandoré, e o deus Polo, que provou um enorme vendaval.

Ademais, na hora da tempestade, o índio estava pescando às margens do Rio Tocantins, onde se formavam grandes ondas e ele debochava do deus Tupã. Em seguida, ele tentou fugir, para mostrar aos deuses que era melhor que eles, e Tupã invocou o deus da irá e ódio, o Xandoré. Dessa forma, o Xandoré começou a disparar relâmpagos fortíssimos e um deles atingiu diretamente o coração do índio maldoso.

Lenda do pirarucu: A maldição

Imagem: Mega Curioso

Após tudo isso, Pirarucu ainda não havia morrido, e quando pessoas de sua tribo o viam saiam correndo de medo. Ademais, ele acabou caindo nas profundezas do rio Tocantins, e o deus Tupã ainda enfurecido o amaldiçoou.

Desse modo, o pirarucu não teria mais pernas ou braços, seria agora um peixe gigante, escuro com tons avermelhados. Certamente suas cores representam como ele era em vida, o escuro como seu coração e o vermelho do sangue dos inocentes que matou. E desde então não se teve mais notícias do índio.

E você, conhece alguma outra lenda indígena? Se você gostou dessa matéria, também vai gostar dessa: Lendas indígenas – Origens e importância para a cultura. 

Fontes: Embrapa, Globo, Só História, Xapuri, Ocean Inspiration

Continua após a publicidade

Imagens: Xapuri, Freepik, UOL, Agência Brasília, Mega Curioso

Próxima página »

Escolhidas para você