Manter amizade com ex pode ser sinal de psicopatia, diz estudo

O que você faz quando termina um relacionamento: exclui a pessoa completamente de sua vida (e das redes sociais também) ou simplesmente segue a vida e mantem amizade com ex sem grandes problemas? Se você fizer parte do segundo grupo, embora pareça bem civilizado de sua parte, fique sabendo que pode ser uma atitude preocupante.

Segundo a Ciência, pessoas que mantém amizade com ex depois do fim do relacionamento costumam apresentar traços de psicopatia e de narcisismo. Tenso, não?

Amizade colorida

Ao que tudo indica, isso acontece na grande maioria das vezes porque a tal amizade com ex não se trata de uma relação desinteressada. Pelo menos durante o estudo, realizado por pesquisadores da Universidade de Oakland, nos Estados Unidos; as pessoas revelaram que a relação amigável era favorável devido às recaídas sexuais, a possíveis interesses financeiros, às oportunidades de vida que a relação proporcionava e por causa de afetos casuais.

Isso, claro, sem falar na familiaridade com a pessoa com quem elas mantinha uma relação, fator que deixava muito mais fácil manipular o outro em benefício próprio. Ou seja, tudo o que fazia a amizade com ex valer a pena era estrategicamente pensado para satisfazer o próprio ego, o que é comprovadamente um dos traços característicos da psicopata.

Amizade com ex, mas pra quê?

Para chegar a essa conclusão, os cientistas analisaram o comportamento e as respostas de 861 voluntários. A intenção, obviamente, era descobrir as motivações que podem levar alguém a manter uma relação de amizade com ex. Para isso, além dos testes e questionários, foram levados em consideração também os motivos para que o relacionamento chegasse ao fim.

O que os pesquisadores observaram é que essas pessoas acabam escolhendo, estrategicamente, suas amizades e, de maneira geral, preferem sempre manter relações curtas. Outra constatação interessante foram os pontos descritos como justifica da amizade e que, na maior parte das vezes, apontam o ex ou a ex como uma pessoa confiável e o relacionamento que mantinham como “muito bom”.

E então, você acha que pode ser psicopata, mesmo que de leve? O que você pensa sobre continuar vendo e conversando com a pessoa com a qual mantinha uma relação amorosa? Não deixe de nos contar nos comentários.

E, falando em psicopatia, essa outra matéria pode ajudar (e muito) a acabar com suas dúvidas sobre o assunto: 4 características dos psicopatas que ajudam a reconhecê-los.

Fonte: Minha Vida