Curiosidades

Máquinas de escrever na Índia ainda fazem muito sucesso

As máquinas de escrever na Índia ainda fazem sucesso por uma questão de cultura nacional, assim como facilidade de domínio e portabilidade

As máquinas de escrever na Índia são itens de sucesso até os dias atuais. Sendo assim, não se tratam de relíquias ou itens de coleção, mas sim objetos de trabalho. Além disso, a datilografia é uma prática presente na grade curricular de escolas e universidades.

Como exemplo dessa cultura, pode-se citar o Instituto de Datilografia Umapathi, onde a presença de 20 máquinas de escrever é a principal característica. Ademais, a organização oferece cursos de datilografia e formou mais de dois mil estudantes desde sua origem. Mais ainda, o domínio da datilografia é um sinal de domínio técnico que pode destacar candidatos no mercado de trabalho do país.

Portanto, a demanda e presença de máquinas de escrever na Índia tem respaldo do próprio governo local. Nesse sentido, existem concursos a cada seis meses que dão certificados aos inscritos. Dessa forma, quando conquistam a aprovação e obtém esse documento oficial, podem concorrer na busca de um emprego com maior autoridade.

Ou seja, consiste numa prática semelhante ao domínio de inglês no Brasil, pois há grande influência no currículo. Contudo, é de fato curiosos que as máquinas de escrever na Índia tenham tanto sucesso em um período de inovações tecnológicas. Porém, o mistério e a resposta para entender essa cultura parte da prática da datilografia.

Continua após a publicidade

Máquinas de escrever na Índia ainda fazem sucesso

Por que as máquinas de escrever na Índia são tão famosas?

No geral, representes de institutos nacionais da Índia que trabalham com máquinas de escrever explicam a origem da fama. Sobretudo, por meio do instrumento mais rústico pode-se aprender como digitar com velocidade e agilidade. Desse modo, transferir as habilidades para um computador fica mais fácil depois.

Além disso, para a população local é mais simples carregar o item, até porque os computadores na Índia são mais complexos. Comumente, notebooks são ferramentas mais raras e caras. Sendo assim, não está tão acessível à população em geral, também exclusivo de algumas empresas.

Apesar disso, a última empresa que produzia máquinas de escrever na Índia encerrou suas atividades em 2009. Acima de tudo, acreditavam que a produção cairia em desuso. Ou seja, seria um verdadeiro dinossauro tecnológico, para fins de coleção e lembrança nas residências.

Continua após a publicidade

Entretanto, a teoria se mostrou como falsa porque a máquina de escrever continua forte na cultura local, em especial no interior. Como consequência, empresas familiares e companhias de médio porte surgiram no lugar das multinacionais do ramo. Portanto, ainda é uma importante atividade econômica, com famílias no ramo há mais de cem anos.

Por outro lado, há ainda a cultura da coleção por pessoas que trabalham com relicários. Em contrapartida, profissionais demandam máquinas de escrever na Índia cada vez mais modernas. No entanto, existem incontáveis desafios nesse ramo por conta da indisponibilidade de algumas partes, pois não há mais produção em larga escala no mundo.

Máquinas de escrever na Índia ainda fazem sucesso

Curiosidades sobre o instrumento

Comumente, a presença de máquinas de escrever na Índia partem de uma cultura familiar. Sendo assim, prevalecem pequenos negócios e empreendimentos independentes de clãs que têm relação histórica com os instrumentos. Por outro lado, também existem incontáveis histórias e relatos do uso dessa ferramenta para comunicação.

Continua após a publicidade

Sobretudo, a adoção da máquina de escrever na região parte de um aspecto cultural para controlar pensamentos erráticos e fugir de distrações. Dessa forma, é possível fugir dos estímulos diversos que existe no mundo digital e aumentar a produtividade. Apesar disso, não existe uma ideia romântica na maioria dos locais que adotam essa ferramenta para trabalho.

Em especial, a máquina de escrever não permite erros como os computadores. Como consequência, precisa-se atender a critérios de perfeição e precisão. Portanto, acontece de trabalhos inteiros serem perdidos em decorrência de erros ou falhas. Felizmente, erros e problemas técnicos são menos frequentes no grupo de datilógrafos profissionais.

Dessa maneira, obtêm-se registros mais duradouros e permanentes, principalmente no que se refere aos documentos governamentais. Ou seja, não ocorre ação do tempo como acontece com documentos impressos em tinta. Por fim, existe essa prática em universidades, tribunais, funerárias e até mesmo em casamentos.

E aí, aprendeu sobre a popularidade da máquina de escrever na Índia? Então leia sobre Sangue doce, o que é? Qual a explicação da Ciência

Continua após a publicidade
Próxima página »

Escolhidas para você