Curiosidades

Marca de Caim: o que era e qual seu significado segundo a Bíblia

A narrativa sobre Caim e Abel muita gente conhece. No entanto, você já ouviu falar da marca de Caim? Clique aqui e conheça essa história!

A marca de Caim é um dos mais famosos elementos que prova que a Bíblia é uma fonte inesgotável de mitos e histórias que se espalham na cultura popular. Provavelmente, você já escutou falar sobre a história de Caim e Abel. Resumidamente, os irmãos, filhos de Adão e Eva, os primeiros habitantes humanos do planeta, fizeram oferenda para Deus. Ao perceber o destaque do irmão, frente ao criador, Caim mata Abel por pura inveja.

Logo após seu ato de fúria, Deus teria marcado Caim para todo o sempre. Seria uma marca de Deus para protegê-lo contra os vingadores. Consequentemente, nasce toda uma especulação em volta da marca. Disso, nascem várias teorias envolvendo a marca, no entanto, nenhuma com bases na Bíblia.

Após Caim matar Abel, Deus o condena a viver como fugitivo pelo resto da vida. Caim ficou com medo, porque as outras pessoas poderiam querer matá-lo, como vingança por Abel. Então, Deus prometeu a Caim que, se alguém o matasse, receberia uma vingança sete vezes pior, por isso Deus colocou uma marca nele.

O que sabemos sobre a marca de Caim

Muito se fala sobre o fato de os descendentes de Caim também terem a marca, mas a verdade é que não existe nenhum indício de que outros, além do próprio Caim, teriam a marca. Sabemos também que a marca era para proteger Caim dos outros e não o contrário, e que a marca não impediu que ele constituísse família e tivesse filhos.

Além disso, não podemos saber se o sinal de Caim era físico ou algo que aparecia junto dele, ou até mesmo algum tipo de marca espiritual. A Bíblia apenas diz que era um sinal que outras pessoas podiam reconhecer e entendiam que era um aviso para que não matassem Caim.

Uso da marca de Caim para justificar preconceitos

Na Idade Média, houve a propagação de uma interpretação da Bíblia que afirmava que a marca de Caim era, na realidade, a mudança de sua cor de pele. De acordo com tal hipótese absurda e discriminatória, Deus teria deixado a pele de Caim mais escura para que ele pudesse ser reconhecido.

Continua após a publicidade

No entanto, essa interpretação não tem nenhum fundamento bíblico. Ela foi criada e difundida apenas para justificar o racismo e a consequente escravidão dos povos da África. Isso aconteceu com o pressuposto de que quem tivesse a pele mais escura seria descendente de Caim e, por isso, foram amaldiçoados por Deus.

A partir da própria Bíblia, no livro de Gênesis, é mostrado que o Dilúvio matou todos os descendentes de Caim. Isso é apenas mais uma comprovação de que a interpretação mencionada era apenas uma tentativa desonesta de utilizar as Sagrada Escrituras para fundamentar a discriminação racial e a crueldade da escravização dos negros.

A marca e a cultura pop

A marca é alvo de especulação na cultura popular. Séries de TV, jogos, quadrinhos e filmes, às vezes, incorporam a marca de Caim em suas histórias. Mas é muito importante lembrar que essas histórias são ficção. Nenhuma delas tem base bíblica ou qualquer base em teorias confirmadas. Até por que nenhuma teoria comprova a existência do famoso sinal.

Leia também:

Fonte: Estilo Adoração.

Continua após a publicidade
Próxima página »

Escolhidas para você