Curiosidades

Monstros marinhos – Registros e mais populares da Mitologia

Os monstros marinhos são criaturas místicas que fizeram parte de lendas e mitos ao longo da história, além de fazer parte do imaginário popular.

Os monstros marinhos consistem em criaturas místicas, caracterizadas por grandes serpentes, polvos ou baleias no geral. Ademais, esses monstros são amplamente demonstrados em mapas medievais ou renascentistas. Isto é, fazendo parte de diversas mitologias.

A princípio, a vastidão dos oceanos, seus segredos e mistérios, eram a fonte de inspiração para milhares de pessoas desenvolverem teorias e mitos. Por isso, as antigas civilizações desenvolviam histórias assustadoras sobre o ecossistema marinho. Dessa maneira, buscavam alertar as civilizações de perigos que poderiam enfrentar em determinadas navegações.

Atualmente, os monstros são representados como criaturas místicas. Porém, nos tempos medievais e renascentistas as baleias e morsas, por exemplo, eram considerados monstros marinhos. Por outro lado, Kraken, Hidra, Leviatã, Caríbdis e as Sereias, são exemplos desses monstros marinhos.

Os monstros marinhos nos mapas medievais

LEAM

É comum encontrar em mapas medievais e renascentistas, dos séculos X ao XVII, a presença de serpentes marinhas emblemáticas, sereias sedutoras e outras criaturas míticas. Ademais, o escritor Chet Van Duzer publicou o “Sea Monsters on Medieval and Renaissance Maps”, traduzido como “Monstros marinhos em mapas medievais e renascentistas”. Em suma, ele analisa a presença de criaturas místicas nos mapas antigos.

Por outro lado, examinou um manuscrito de Geografia, feito pelo greco-romano Cláudio Ptolomeu. Assim sendo, esse manuscrito é o único entre 58 outros sobreviventes a ter criaturas marinhas ilustradas. Em resumo, são 476, que variam entre tipos de peixes a monstros. Além disso, Van Duzer afirma que os cartógrafos utilizavam essa arte para ilustrar regiões inexploradas e misteriosas do planeta, com seus perigos para a navegação.

No entanto, muitas dessas criaturas desenhadas eram baseadas em animais reais. Atualmente, associam-se monstros como criaturas místicas, mas nos tempos medievais e renascentistas baleias e morsas eram considerados monstros marinhos.

Continua após a publicidade

A princípio, a baleia é a maior representação de monstro marinho nos tempos antigos. Pois, os desenhos faziam uma alusão a histórias sobre marinheiros que confundiam uma baleia com uma ilha. Isto é, os marinheiros ancoravam o navio na baleia e acendiam uma fogueira, quando ela sentia o calor mergulhava, levando consigo o navio e os marinheiros.

8 monstros marinhos mais populares da Mitologia

1 – Kraken

PC Manias

O Kraken faz parte dos monstros marinhos da mitologia escandinava. Ademais, essas criaturas místicas são descritas como uma espécie de polvo gigante, com vários tentáculos. Além disso, os contos citam esse monstro pela sua forma de emergir do fundo do mar para atacar barcos e devorar os marinheiros. A princípio, acredita-se que a história se originou ao final do século 13, sendo baseada em lulas gigantes. Por outro lado, o Kraken aterroriza os personagens da saga de filmes Piratas do Caribe.

2 – Hidra

Medium

A Hidra faz parte dos monstros marinhos da mitologia grega. Em síntese, a Hidra consiste em uma espécie de grande serpente aquática, tendo múltiplas cabeças e uma respiração venenosa. Além disso, ela apresenta a capacidade de regenerar suas cabeças quando forem cortadas.

Por outro lado, ela possui como atribuição proteger a entrada do submundo, para onde seu irmão, Cérbero, foi enviado. Conforme a sua história, a Hidra vivia nas águas do Golfo de Argos, onde atualmente é a costa leste da região do Peloponeso. Mas também, era filha de dois monstros, Tifão e Echidna, sendo derrotada por Hércules em um dos seus desafios.

3 – Monstros marinhos: Leviatã

Portal dos Mitos

O Leviatã trata-se de uma criatura mística citada no antigo testamento. Ademais, a sua descrição advém de um dos marinheiros, sendo descrita como uma mistura de serpente com dragão. Entretanto, em outras versões o Leviatã é retratado como uma baleia gigante, que ocasiona o afundamento de barcos com suas mandíbulas poderosas.

4 – Jörmundgandr

Mundo Vikingo

Jörmundgandr é uma cobra gigante, sendo o segundo filho do deus nórdico Loki e da gigante Angrboda. Ademais, seus irmãos são o lobo Fenrir e a deusa Hela. Em resumo, com base no livro da mitologia nórdica, os filhos de Loki foram raptados por Odin e Jörmundgandr foi jogado no oceano que circula Midgard, o reino dos humanos. Além disso, acredita-se que a serpente cresceu tanto que ao morder a própria cauda é capaz de circular a Terra. Por isso, foi denominada como Serpente de Midgard ou Serpente do Mundo.

Continua após a publicidade

5 – Nokken

Portal dos Mitos

O Nokken consiste numa criatura misteriosa que reside em águas profundas. Ademais, ele faz parte da tradição norueguesa, sendo descrito como um monstro escuro que coloca os olhos na superfície da água observando os habitantes de áreas marinhas.

Por outro lado, na tradição sueca, o Nokken consiste em jovem bonito, capaz de atrair jovens mulheres para saltar na água para afoga-las. Mas também, é descrito como um mutante capaz de adquirir a forma de um cavalo branco. Dessa forma, ele faz com que crianças pulem em suas costas para serem afogadas.

6 – Monstros marinhos: Caríbdis

Portal dos Mitos

O Caríbdis faz parte dos monstros marinhos da mitologia grega, sendo o protetor dos limites territoriais do mar. Primordialmente, Caríbdis era parte de uma lenda comum entre pescadores e marinheiros. Entretanto, o poeta épico Homero elevou o seu nome a status de divindade. Enquanto ninfa, Caríbdis era caracterizada por sua voracidade extrema.

Em seguida, quando Hércules aproximou-se de Messina com os bois de Gerião, a ninfa roubou alguns dos animais e devorou-os. Logo, ao tentar atacar o herói, que buscava seu gado, foi fulminada por um raio de Zeus. Desse modo, foi lançada às profundezas do mar, onde se tornou monstro.

7 – Sereias

Portal dos Mitos

As sereias são criaturas místicas que fazem partes de diversas lendas pelo mundo. No entanto, a versão mais comum é a de uma mulher metade humana e metade peixe. Dessa maneira, essa apresenta uma cauda de peixe, e cintura e cabeça de humana. Ademais, a beleza dessa criatura é excepcional, além de possuir um canto que atrai as pessoas que o escutam para o oceano. Assim sendo, as sereias abraçam suas vítimas e as levam para o fundo do mar.

Por outro lado, vários mitos gregos descreviam as sereias como humanas que ofenderam Afrodite, a deusa da beleza e do amor. Por isso, foram castigadas com a vida em uma ilha isolada, onde se transformaram em metade peixe.

Continua após a publicidade

8 – Monstros marinhos: Morgawr

Escola Educação

O Morgawr faz parte dos monstros marinhos do folclore da região da Cornualha, na Inglaterra. Ademais, eles descrevem como uma grande serpente marinha que habita as áreas costeiras, sendo responsável por atrapalhar a pesca. Além disso, as suas aparições se iniciaram na década de 70, onde alguns afirmaram que Morgawr se assemelhava a um leão-marinho.

Então, se você gostou dessa matéria, também vai gostar dessa: Criaturas Mitológicas – 16 monstros fantásticos e suas habilidades. 

Fontes: LEAM, Escola Educação

Imagens: Inspiring Life, PC Manias, Medium, Portal dos Mitos, Mundo Vinkingo

Próxima página »

Escolhidas para você