Curiosidades

Criaturas mitológicas: 16 monstros fantásticos e suas habilidades

Curupira, Baku e Djinn são algumas criaturas mitológicas de diferentes culturas. Quer saber mais sobre essas e outras? Clique aqui e confira!

Por P.H Mota

As criaturas mitológicas são seres criados por diversas culturas a fim de explicar a origem do mundo ou para passar lições importantes para a sociedade. Sejam monstros, personagens da mitologia grega sejam criaturas que povoam histórias do folclore nacional, todos costumam ter histórias curiosas. Isso porque os mitos costumam misturar referências do mundo real com muita imaginação.

Como exemplos dessas criaturas, temos o curupira, que é um ser do folclore brasileiro que protege as florestas e tem seus pés ao contrário para confundir os caçadores; as ninfas, que são entidades da natureza; os djinns, que são semelhantes a gênios que podem atender a diversos pedidos.

Se quiser saber mais sobre essas e outras criaturas mitológicas, acompanhe nosso texto!

16 criaturas mitológicas e suas histórias

1. Mula sem cabeça: criatura mitológica do Brasil

Mula sem cabeça
Imagem: U Mad? Blog

A mula sem cabeça é uma das principais criaturas mitológicas do folclore brasileiro. A lenda conta que uma mulher amaldiçoada acaba se transformando na criatura, que tem chamas no lugar da cabeça. A maldição recebida é resultado de relacionamento com um padre, homem santo.

Continua após a publicidade

Entretanto, caso um homem se apaixone pela mula, ou caso seu freio de ferro seja removido, a criatura volta à forma de uma mulher. Na nova forma, então, ela está redimida de seus pecados.

2. Cronos e os Titãs: criaturas mitológicas gregas

Chronos e um filho

Na mitologia grega, Gaia e Urano eram os criadores de todo o Universo. Sendo assim, também era os pais dos deuses e dos Titãs. Urano, porém, queria se livrar dos filhos, que foram protegidos por Gaia.

Um dos filhos, Cronos, acabou castrando o pai e, assim, se tornou Rei dos Titãs. Além disso, Cronos era o principal deus da Era de Ouro da mitologia.

Continua após a publicidade

3. Baku: criatura mitológica japonesa

Criaturas Mitológicas - 16 monstros fantásticos e suas habilidades
Ancient Origins

Originalmente, Baku era uma criatura com corpo de urso, tromba de elefante, patas de tigre e rapo de raposa. Com o tempo, no entanto, passou a ser retratado com a forma de antas.

O monstro japonês teria sido criado com as partes que sobraram de outros animais e é capaz de devorar sonhos.

A princípio, ele pode ajudar pessoas que tenham pesadelos. Mas, se ele estiver num dia de fome, pode devorar todos os sonhos da pessoa, tirando toda a alegria e esperança dela, como dementadores do mundo de Harry Potter. Além disso, Baku foi a inspiração para a criação do Pokémon Drowzee.

4. Hidra

Criaturas Mitológicas - 16 monstros fantásticos e suas habilidades
Portal dos Mitos

Famosa por possuir várias cabeças e ser um dos desafios no caminho de Hércules, a Hidra era filha de Tifão e Equidna. O monstro de corpo de dragão e cabeças de serpente, que conseguem se regenerar.

Continua após a publicidade

Apesar das versões modernas apontarem que as cabeças se multiplicam nesse processo, os primeiros mitos não falavam disso. O veneno da Hidra era tão forte que podia matar pessoas apenas com o hálito.

5. Ninfas

Pintura que retrata um Banho de Ninfas pelos artistas Alamy Hendrick van Balen e Jan Brueghel II. (1585 - 1625).

As ninfas são criaturas mitológicas que vivem na natureza. São mulheres jovens e encantadoras encontradas em regiões como bosques e lagos. Isso porque elas representam os próprios espíritos da natureza.

Sendo assim, são normalmente retratadas como objetos de desejos de criaturas diversas, assim como sátiros e o próprio Zeus. Apesar de não serem imortais, elas não envelhecem e podem viver por vários anos. Também conseguem ver o futuro e manipular emoções humanas.

Continua após a publicidade

6. Corça de Cerineia: mais uma criatura mitológica grega

Criaturas Mitológicas - 16 monstros fantásticos e suas habilidades
Mito + Graphos

A princípio, a Corça de Cerineia era a ninfa Taígete, mas foi transformada pela deusa Ártemis para que tivesse proteção contra as investidas de Zeus.

Sendo assim, a Corça tinha uma forma robusta: maior que um touro, com chifres de ouro, patas de bronze e nunca cansava de correr. A energia era tamanha, que Hércules precisou perseguir a criatura por um ano para conseguir capturá-la.

7. Ceto

Criaturas Mitológicas - 16 monstros fantásticos e suas habilidades
fine art america

Ceto é mais uma das criaturas mitológicas surgidas na Grécia. O monstro marinho foi enviado pelo deus Poseidon, que queria matar Andrômeda. Apesar disso, acabou morta por Perseu. Para isso, o herói usou a cabeça decepada de uma outra criatura: a Medusa.

8. Medusa

Medusa, pintura de Peter Paul Rubens (1618)

Continua após a publicidade

A Medusa era uma criatura com cabelos de cobra e olhar capaz de transformar homens em pedra. Além disso, ela possui uma história bem trágica.

Antes de ser um monstro, era uma linda garota, desejada por homens e deuses, assim como Poseidon. O deus dos mares chegou a atacar a jovem no templo de Atena, o que fez a deusa se revoltar.

Ao invés de punir Poseidon, no entanto, a deusa transformou a garota em monstro. Algumas versões alegam que Atena fez isso para que a aparência horrenda de Medusa a protegesse de novos abusos.

Continua após a publicidade

9. Ratatoskr: criatura da mitologia nórdica

Criaturas Mitológicas - 16 monstros fantásticos e suas habilidades
Bavi Power

Segundo a mitologia nórdica, Ratatoskr vive na árvore da vida, Yggdrasil. Apesar de ser o mensageiro dos deuses, ele não vive apenas de mandar mensagens. Isso porque adora mentiras e intrigas, o que garante alguns problemas para os nórdicos.

Por causa dos comentários, o pequeno esquilo vermelho mantém uma rivalidade entre o dragão Nidhoggr e a águia Hraelsveg.

10. Caronte

Imagem do Caronte
Imagem: Papo Cultura

Caronte era o barqueiro de Hades, ou seja, ele transportava as almas pelo Rio Estige, no submundo. Para isso, seus corpos precisavam ter sido propriamente enterrados com um dracma de ouro. Assim, as almas que não atendiam os requisitos, não faziam a travessia e podiam ficar aguardando por até cem anos.

11. Djinn: criatura da mitologia árabe

Djinn
Imagem: Seres mitológicos

Os djinns também são conhecidos como gênios. Assim como em Aladdin, eles conseguem realizar desejos, materializar objetos e comida, e se disfarçar de humanos.

Continua após a publicidade

Dependendo de suas formas, podiam ser feitos de fogo ou ar. Segundo a mitologia árabe, havia um djinn designado para proteger cada pessoa ao longo de sua vida, a partir do nascimento.

12. Esfinge

Esfinges: quais são os tipos e o que representam na mitologia?

A Esfinge é um símbolo de grande importância nas mitologias gregas e egípcias. Elas são consideradas guardiãs, especialmente por sua inteligência extrema.

Assim, conseguiam desenvolver enigmas complexos que serviam como obstáculos para quem quisesse passagem em seus domínios. Foi assim, por exemplo, que Édipo conseguiu entrar em Tebas.

Continua após a publicidade

13. Sleipnir

Criaturas Mitológicas - 16 monstros fantásticos e suas habilidades
Bavi Power

Segundo os nórdicos, Sleipnir era o cavalo mais veloz do mundo, capaz de se mover sobre terra, água ou ar. Isso porque ele tinha oito patas.

Além de ser o cavalo de Odin, também transportava vivos para o mundo dos mortos, e vice-versa. O cavalo era filhote do garanhão Svadilfari com uma égua branca. A égua, no entanto, era apenas Loki, disfarçado de animal.

14. Pégaso

Criaturas Mitológicas - 16 monstros fantásticos e suas habilidades
we live security

Assim como Sleipnir, Pégaso também é um cavalo. Entretanto, sua habilidade especial é ter asas e poder voar.

Segundo os mitos, ele teria nascido do sangue da Medusa, depois que sua cabeça fora decepada. Outros apontam que ele seria filho de Poseidon, uma vez que ele teria criado cavalos com a espuma do mar.

Continua após a publicidade

15. Curupira: mais uma criatura mitológica do Brasil

curupira

O Curupira é mais uma das criaturas mitológicas que vivem nas florestas brasileiras. Também chamado de Caipora, ele tem cabelos de fogo e pés virados para trás. Com a característica, confunde caçadores que se guiam pelas matas.

Além disso, ele usa assobios, gritos e imitações de vozes humanos para enganá-los.

16. Minotauro

Continua após a publicidade

A fim de se vingar do Rei Minos, o deus Poseidon fez com que sua esposa se apaixonasse por um touro. Dessa maneira, a relação dos dois deu origem ao Minotauro, meio humano e meio touro.

A criatura acabou se tornando um monstro violento e, por isso, foi colocado dentro um labirinto. Para acabar com a matança do monstro, que continuou violento, Teseu entrou no labirinto para derrotá-lo.

Se quiser saber mais sobre algumas criaturas mitológicas, assista ao vídeo a seguir:

Continua após a publicidade

Leia mais:

Fontes: Hiper Cultura, Legião dos Heróis

Próxima página »

Escolhidas para você