Ciência & Tecnologia

Nasa lança missão Dart para provocar desvio de asteroide

A Nasa lançou o missão Dart na madrugada de hoje (24). Sendo assim, a operação foi um sucesso e deve impactar contra asteroide.

A Nasa lançou a missão Dart na madrugada de hoje (24). Sendo assim, a operação foi um sucesso. A sonda Dart, que estava a bordo do foguete Falcon 9 da Space-X, teve o lançamento às 3h21, no horário de Brasília.

A nave partiu da base da Força Aérea de Vandenberg, na Califórnia, nos Estados Unidos da América (EUA). Depois de uma hora do lançamento, a nave se desuniu do foguete.

Duas horas depois, foi feito com êxito as medidas de recomendação para uma localização segura para a abertura dos painéis solares.

Objetivo do lançamento

Nasa lançou missão Dart nesta quarta para provocar desvio de asteroide

De acordo com a Agência Espacial Norte Americana (Nasa), a missão Dart é um Teste de Redirecionamento de Asteroide Duplo. Com isso, irá, pela primeira vez, tentar fazer o desvio da rota de um asteroide. Portanto, a meta é saber se há tecnologia necessária para salvar o planeta Terra de qualquer ameaça futura.

Atualmente, não existe nenhum asteroide que apresenta ameaça ao nosso planeta até o próximo século. Ou seja, esta experiência irá revelar novas informações sobre as habilidades atuais e o que precisa ser melhorado.

Continua após a publicidade

Asteroide Dimorphos

Nasa lançou missão Dart nesta quarta para provocar desvio de asteroide

O asteroide Dimorphos foi o escolhido para esta missão. Razão disso, é o tamanho dele, o mesmo de um que poderia oferecer risco à Terra. No entanto, o sistema de asteroide duplo por si só não oferece ameaça para o Planeta.

A nave é 100 vezes menor que o asteroide. Sendo assim, não irá destruí-lo. Porém, irá dar um grande empurrão para desviar o seu curso e ficar no entorno do asteroide Didymos. Ou seja, é necessária uma tática famosa como impacto cinético.

Asteroide Didymos

Didymos é a forma maior do Dimorphos. Por isso, significa “gêmeos” ou “duas formas” em grego. Ele possui cerca de 0,8 quilômetro de diâmetro. O asteroide foi descoberto há duas décadas.

É importante dizer que Didymos e Dimorphos estarão a 11 milhões de quilômetros em setembro do ano que vem. Sendo assim, será o momento em que a nave também chegará e irá encontrá-los. Toda a missão será registrada em fotos e vídeos.

Continua após a publicidade

Confira também sobre o Pedaço da Lua que pode ter originado o asteroide Kamo’oalewa!

Próxima página »

Escolhidas para você