Curiosidades

O pênis cresce até que idade?

O crescimento do pênis é uma grande preocupação entre os jovens, por isso, trouxemos até que idade isso acontece e qual o tamanho médio.

O crescimento do pênis ocorre até, aproximadamente, os 18 anos. E, mesmo que esse acontecimento preocupe as pessoas, durante todo o desenvolvimento, é importante saber de algumas informações relacionadas a esse processo.

No entanto, é importante salientar que o tamanho do pênis é definido pela genética. Sendo assim, é algo quase que predeterminado “de fábrica”, ou seja, não adianta muito alimentar paranoias sobre isso.

Mesmo assim, resolvemos trazer algumas informações acerca do crescimento do pênis neste texto.

Crescimento do pênis: até que idade ele cresce?

Essa é uma preocupação que abarca alguns fatores. Os pais e mães podem ficar aflitos quanto a essa questão, pois alguns não sabem se o desenvolvimento dos filhos está normal e saudável.

Continua após a publicidade

No entanto, em primeiro lugar, é preciso que todos entendam que o pênis de uma criança se mantém em um tamanho constante até mais ou menos seus 12 anos de idade, quando se inicia a puberdade.

Na puberdade, o pênis cresce primeiro em comprimento, depois fica mais grosso. Assim, o pênis pode atingir o tamanho adulto a partir dos 12 anos até 18 anos de idade, aproximadamente.

Além disso, o escroto e os testículos também aumentam, na maioria das vezes, até antes das demais mudanças. No meio da adolescência, sobretudo, se observa a maior transformação e, apenas próximo à idade adulta, que há o aumento do diâmetro do pênis e a forma da glande.

Da mesma forma que quase tudo o que acontece durante esse período, aliás, o crescimento do pênis ocorre em ritmos e momentos diferentes.

Continua após a publicidade

Mais informações importantes

Em seguida, vamos compreender melhor como o pênis se estrutura e como ele funciona, a fim de ajudar os pais a:

  1. acompanharem o crescimento do pênis e observarem se o desenvolvimento está ocorrendo de forma normal e saudável;
  2. entenderem melhor as questões que envolvem o pênis para poderem explicar aos seus filhos, quando for necessário.

Embora ambos os pontos sejam importantes, o segundo apresenta uma maior relevância devido ao fato de a sexualidade não ser um tema muito frequente entre pais e filhos.

Para mudar essa realidade, aliás, é necessário aprender mais sobre o corpo e incentivar que os filhos também faça isso. Assim, inicialmente, vamos conhecer quais as funções do pênis:

  1. proporcionar a sensação de prazer durante a relação sexual ou a masturbação;
  2. ejacular, possibilitando, dessa forma, a fecundação;
  3. urinar.

Estruturas do sistema reprodutor masculino

No entanto, além do pênis, há outras estruturas que fazem parte do sistema reprodutor masculino e que auxiliam o órgão em questão, são elas:

Continua após a publicidade

Glande: é onde fica a abertura para expelir a urina e o sêmen. É popularmente conhecida como “cabeça do pênis”.

Bolsa escrotal: estrutura que abriga os testículos, se localiza abaixo do pênis.

Testículos: glândulas responsáveis por produzirem a testosterona e os espermatozoides.

Uretra: canal por onde passa o sêmen e a urina, se encontra ao longo da parte interior do pênis.

Continua após a publicidade

Epidídimo: local onde os espermatozoides ficam “guardados”, aguardando a ejaculação para saírem através dos canais deferentes presentes no pênis.

Canais deferentes: por onde passam os espermatozoides e os conduzem à próstata a fim de se juntarem ao sêmen e, então, serem expelidos durante a ejaculação, pela glande na ponta do pênis.

Por fim, é importante saber que existem algumas enfermidades que podem acometer o pênis, tanto na infância quanto, até mesmo, durante a gestação.

Assim, caso isso ocorra, é necessário o acompanhamento de um cirurgião urológico pediátrico, para viabilizar um desenvolvimento do pênis normal à criança.

Continua após a publicidade

Você gostou dessa matéria? Então, você também vai gostar dessa: Estudo diz que infertilidade masculina está ligada ao tamanho do pênis.

Fonte: Minuto Saudável, Tua Saúde, SBP, Urologia Kids

Bibliografia:

COSTA, M. A. et al. Terapêutica pediátrica em ambulatório: notas, conselhos, esquemas posológicos. 2ª edição. Lisboa: 2010. 274 p.

Continua após a publicidade

DIAS, J. S. Urologia fundamental: na pratica clínica. Lisboa: Lidel, 2010. 245 p.

MCANINCH, J.; LUE, T. Urologia Geral de Smith e Tanagho. 18ª edição. Porto Alegre: Artmed, 2014. 751 p.

UROLOGY CARE FOUNDATION – AMERICAN UROLOGICAL ASSOCIATION. The Foundation´s Recommendations on Penile Augmentation. Disponível em: <https://www.urologyhealth.org/urologic-conditions/penile-augmentation>

Continua após a publicidade
Próxima página »

Escolhidas para você