O que acontece quando você tem um apagão de tanto beber?

Parece desculpa de bêbado, mas a ciência confirma que sofrer um apagão de tanto beber é algo bem possível. Mas, isso, claro, depende muito de fatores genéticos, da resistência das pessoas à intoxicação alcoólica, da quantidade de bebidas ingeridas e até mesmo da velocidade que se bebe.

Conforme especialistas no assunto, as bebidas alcoólicas, assim que entram em contato com nosso organismo, afetam quase todas nossas funções cerebrais. Algumas ficam explicitamente perturbadas, como nossos reflexos, capacidade de manter o equilíbrio, ter um raciocínio lógico, nosso autocontrole e, claro, nosso bom senso em fazer coisas estúpidas.

Com o tempo, no entanto, é possível que o cérebro crie resistência à ação do álcool no sangue. É por isso, por exemplo, que algumas pessoas conseguem beber muito e permanecerem “sóbrias”, digamos assim, por muito mais tempo, sem dificuldades para falar ou manter o equilíbrio.

2

O que é o apagão de tanto beber?

No entanto, existe uma parte em particular do cérebro humano, chamada de hipocampo, que não é capaz de se tornar resistente aos efeitos do álcool, mesmo que você passe a vida inteira bebendo grandes quantidades de bebidas fortes. E é exatamente essa parte a grande responsável pelo apagão de tanto beber ou, de uma maneira mais chique de falar, pela amnésia alcoólica.

8

Quando você bebe muito, você impede que o hipocampo trabalhe normalmente, interferindo na consolidação de informações de seus órgãos sensoriais e na capacidade de criar memórias. E, como as demais áreas do cérebro já estão resistentes a este mal, muita gente por aí é capaz de sofrer um apagão de tanto beber e, mesmo assim, passar a impressão de que está tudo bem.

Tipos de apagões

Conforme especialistas, existem dois tipos de apagões de tanto beber: o fragmentado, aquele que você não se lembra de partes da noite, mas sabe como chegou em casa, por exemplo; e o em blocos,quando você não se recorda de nada mais depois de virar um copo cheiro de bebida e não sabe nem dizer como chegou em casa e acordou em sua cama.

3

Este último, segundos os médicos, é o tipo mais grave de apagão, o menos comum e também o mais perigoso deles. Isso porque quando alguém sofre este tipo de “pausa” é sinal de que se pode ter chegado quase ao limite de álcool que o corpo conseguiria suportar.

O que leva a um apagão?

Os especialistas contam também que a forma como você bebe pode indicar se você é capaz de evitar ou não um apagão de tanto beber. Até porque as amnésias alcoólicas não está tão ligadas à quantidade de álcool ingerida, mas à velocidade com a qual se consome as bebidas.

5

Por exemplo, uma pessoa que bebe muito, mas de forma compassada, ao longo de toda uma noite; tem menos chances de ter um bloqueio de memória por causa da bebida. Por outro lado, aquela que bebe rapidamente tem mais chances de alcançar o limite de álcool que seu corpo aguentaria em um período de tempo muito menor.

Além disso, pesquisas apontam que existem outros fatores capazes de influenciar na ocorrência da apagões alcoólicos. Ainda não se sabe porque, mas mulheres se mostram mais sensíveis ao apagões de tanto beber, seja por causa do tamanho do corpo ou pela incapacidade, por algum motivo, de metabolizar o álcool de forma rápida.

1

Quem bebe de barriga vazia também está mais exposto a este risco. O tipo de bebida também influencia, conforme os pesquisadores. Eles explicam que bebidas com um teor etílico mais concentrado, como vinhos e destilados; podem causar um apagão muito mais facilmente que a cerveja, que costuma ter uma quantidade bem menor em sua composição.

Riscos do apagão

E, se você estiver fazendo uso de remédios com efeito sedativo, então, o apagar de tanto beber pode ser fatal. Você sabia disso?

4

Segundo especialistas, há sempre o risco de você acabar “desligando” as partes que controlam os reflexos vitais do cérebro e morrer afogado no próprio vômito, caso não tenha a reação de se levantar ou de se virar de lado enquanto vomita. Esse tipo de situação é mais comum naqueles que sofrem com apagões em blocos, aliás.

Quando termina um apagão?

E, finalmente, sobre como um apagão de tanto beber tem fim, os especialistas garantem que só acontece quando seu corpo finalmente consegue processar a quantidade de álcool que você ingeriu. Então, a quantidade de bebidas consumidas, a concentração de álcool no seu sangue e outros fatores que já citamos aqui também vai determinar se você vai se recuperar mais cedo ou mais tarde.

Dormir, claro, sempre ajuda a memória a ser recobrada, especialmente porque nesse tempo você interrompe o consumo da bebidas e mantém seu metabolismo concentrado em diluir o álcool de seu sangue. Mas, claro, o melhor remédio contra os tais apagões de tanto beber é controlar a quantidade de você bebe!

10

E, se você conseguir sobreviver ao apagão, corra para ler esta outra matéria e se livrar do segundo pior momento da bebedeira: A cura da ressaca, finalmente, foi descoberta!

Fonte: BuzzFeed