Curiosidades

O que é alquimia? Origem, definição e curiosidades

Para entender o que é alquimia precisa-se conhecer mais sobre essa prática, que deu origem a importantes ciências como a química e a física.

Em primeiro lugar, para responder o que é alquimia precisamos voltar um pouco no tempo, em especial para a Idade Média. Nesse sentido, refere-se a uma prática de caráter místico. Ademais, combina elementos da Química, Física, Biologia, Medicina e outras áreas do conhecimento na busca pelo elixir da vida.

Em resumo, o Elixir da Longa Vida consiste em um remédio que curaria todas as doenças, até mesmo a morte. Desse modo, promoveria longevidade a quem a ingerisse. Além disso, existem três outros objetivos na prática do que é a alquimia, como a transmutação. Basicamente, consiste na transformação de metais inferiores em ouro.

Sobretudo, tanto a transmutação quanto a longevidade surgem a partir da Pedra Filosofal. Também comum no filme Harry Potter, essa pedra consiste em um elemento pertencente às lendas arturianas da Inglaterra. Logo em seguida, os alquimistas buscavam ainda métodos de fazer com que a realeza enriquecesse mais rapidamente.

Por fim, também tinha-se o objetivo de criar a vida humana artificial, completando as quatro missões da alquimia. Apesar de não ter caráter científico, entende-se essa prática mística como origem das ciências atuais. Acima de tudo, os parâmetros básicos da Química moderna partem dos experimentos com substâncias químicas para obter-se o ouro a partir de outros minerais.

Continua após a publicidade

O que é alquimia? Origem, definição e curiosidades

Origem e história da alquimia

A princípio, a prática da alquimia aconteceu na Mesopotâmia, Egito Antigo, Império Persa, Índia Antiga, China, Grécia, Império Romano e afins. Apesar disso, a etimologia da palavra parte da expressão árabe al-Khen que significa “a Química”. Desse modo, estima-se que sua origem partiu do império dessa cultura.

Em contrapartida, também há relação com o vocábulo grego chymba, cuja raiz parte da fundição de mercúrio. Sendo assim, existem duas divisões principais na história do que é a alquimia: a Alquimia Chinesa e a Alquimia Ocidental. Sobretudo, a Ocidental desenvolveu-se no Egito, Mesopotâmia, Grécia, Roma, Índia e Europa.

Antes de mais nada, a alquimia chinesa partiu do Budismo e evoluiu enquanto a alquimia ocidental surgia na Grécia. No geral, o objetivo era fabricar o Elixir da Longa Vida e também a fabricação do ouro, mas sem a presença da Pedra Filosofal. Em resumo, esse elemento pertencia ao ocidente.

Continua após a publicidade

Portanto, estima-se que a alquimia surgiu no mundo por volta do século III antes de Cristo. Porém, determinar especificamente o momento que isso aconteceu é mais complicado. Apesar disso, há o consenso de que as campanhas de Alexandre, o Grande, difundiu a prática para a Península Ibérica.

Em outras palavras, o conquistador invadiu a Índia no ano 325 antes de Cristo em busca da fonte da juventude. Como consequência, descobriu a prática da alquimia e difundiu no mundo. Posteriormente, durante a Idade Média, tornou-se ainda mais popular, mas os praticantes foram julgados pela Inquisição e morreram na fogueira por alegado pacto com o diabo através da prática.

O que é alquimia? Origem, definição e curiosidades sobre a prática

Qual a importância da prática?

Por um lado, alguns cientistas modernos entendem a alquimia como uma protociência, ou seja, um embrião da Ciência atual. Em contrapartida, estuda-se que havia maior proximidade com a religião e magia do que com a ciência. Desse modo, a alquimia teria o valor de transmutação dos valares e crescimento espiritual junto com a natureza.

Continua após a publicidade

Contudo, há ainda a noção de que a transformação de substância químicas na busca do ouro e da longevidade são responsáveis pelas primeiras explorações com esse campo. Além disso, estima-se que as investigações dos alquimistas geraram o domínio das técnicas de metalurgia e a descoberta da pólvora na China.

Apesar disso, a maior parte das descobertas aconteceu de forma acidental, e não seguindo o método científico a rigor. Como consequência, há desconfiança da comunidade científica quanto ao contexto da alquimia como protociência. Ainda que tenha surgido como um instrumento mental para obter poder e controle sobre os elementos, gerou um importante desenvolvimento intelectual.

Em outras palavras, a partir da alquimia buscou-se desenvolver técnicas ultrapassadas, novos inventos surgiram e a busca pela Pedra Filosofal ainda gerou descobertas importantes. Por fim, atualmente a prática continua, tanto na busca pelo elixir da vida, quanto da transmutação do ouro e a criação da vida artificial. Porém, utiliza-se técnicas e avanços tecnológicos nesse processo.

E aí, aprendeu o que é alquimia? Então leia sobre Sangue doce, o que é? Qual a explicação da Ciência.

Continua após a publicidade
Próxima página »

Escolhidas para você