O que é a Teoria da Evolução? Ela realmente diz que nós viemos dos macacos?

A Teoria da Evolução é fortemente estudada e discutida durante as aulas convencionais de ciência. Mas ainda sim, é possível que você nunca tenha escutado sobre o assunto, ou simplesmente tenha dúvidas sobre o que ela diz.

A Teoria da Evolução, foi apresentada para a comunidade acadêmica no ano de 1859, pelo naturalista britânico Charles Darwin.

Ele com a coautoria do naturalista Alfred Russel Wallace, elaborou e publicou a obra “A Origem Das Espécies”. Nela o tema foi pela primeira vez debatido.

O que diz a Teoria Da Evolução?

A Teoria da Evolução, ou seja, o evolucionismo é uma corrente cientifica que defende uma explicação biológica para o surgimento das espécies. E isso inclui nós, seres humanos.

Pela primeira vez na história, uma teoria plausível e com uma grande quantidade de evidências cientificas, foi proposta para refutar o criacionismo.

Que é a crença de que o universo e os seres vivos que aqui habitam foram criados por uma força sobrenatural, deus.

Segundo Darwin, um conjunto de aleatoriedades que resultaram em um ambiente favorável, gerou a primeira forma de vida. Estudos mais recentes sugerem que o primeiro ser vivo que surgiu na terra foi um ser procarionte. Que são seres unicelulares que já continham DNA.

Depois desse primeiro espasmo de vida, a Teoria Da Evolução explica que esse organismo passou por uma série de mudanças.

E essas mudanças surgem porque o nosso ambiente terrestre é instável, e consequentemente mutável.

Para sobreviver uma espécie precisa se adaptar a certas condições.
Jean-Baptiste de Lamarck foi um naturalista francês contemporâneo a Charles Darwin, que também estudou esse aspecto da natureza.

Lamarck fez uma série de constatações e descobertas relevantes na área do evolucionismo, mas ele também cometeu alguns enganos.

Usando o exemplo clássico das girafas de pescoço cumprido e curto fica fácil entendermos como funciona a evolução, segundo a teoria de Darwin e o que é que Lamarck errou em sua teoria.

Exemplo de mecanismo de evolução

Imagine agora que existe uma floresta onde todas as girafas que existem ali, tem o pescoço curtinho. Ali elas vivem e se reproduzem normalmente, gerando novas girafas de pescoço curto.

Até que certo dia nessa mesma floresta todos os arbustos morreram, e a vegetação rasteira também. As únicas folhas que restaram nesse ambiente são as que existem nas copas das grandes árvores.

Segundo a concepção de Lamarck, para sobreviver a sua nova realidade, essas girafas iriam se adaptar e evoluir, desenvolvendo com o tempo, o pescoço longo e cumprido. Que as permitiriam agora alcançar o topo das árvores e continuar a viver normalmente.

Mas assim como Lamarck, quem pensa que isso é possível está redondamente enganado.

A evolução e adaptação das espécies não funcionam dessa forma, e quem descobriu isso, foi o nosso ilustre Charles Darwin.

Na prática o que acontece em uma situação como essa é que, existindo duas variedades de girafas na natureza, sendo uma de pescoço longo e outra de pescoço curto. Ou até mesmo existindo uma única girafa que por uma questão aleatória de mutação genética, nasceu diferente das demais, e por isso o seu pescoço é cumprido.

As mais bem adaptadas, ou seja, as que alcançam as folhas mais altas na falta de arbustos baixos. Serão as que irão sobreviver e perpetuar os seus genes. Gerando dessa forma, caso essa característica seja hereditária, essa adaptação para a sua prole. As girafas de pescoço curto nesse caso, simplesmente não resistiriam, entrando em extinção logo em seguida.

Assim funciona a evolução das espécies!

Os seres humanos, como qualquer outro animal também passa por esse mesmo processo. E é impossível falarmos sobre essa teoria, sem falarmos também da polêmica que envolve homens e macacos.

Ao apresentar a sua tese, e citar que existia um grau de parentesco entre nós seres humanos e os primatas, Darwin criou automaticamente uma certa rejeição por parte dos religiosos.

Afinal, como a vida poderia surgir a não ser através de deus? Como ousar a dizer que o homem tem alguma relação com um animal como o macaco?

Mas o que é que Darwin realmente diz a respeito desse assunto?

Homem vs Macaco

Já de cara podemos afirmar que a Teoria Da Evolução jamais afirmou que nós seres humanos evoluímos do macaco. Ou viemos do macaco, e nem mesmo que somos versões mais evoluídas desse animal.

A realidade por sua vez é mais simples do que tendem a acreditar. Traçando a linha evolutiva da espécie, Darwin percebeu que na natureza todas as espécies de vida estão interligadas de alguma forma.

A sua descoberta também revelou que há milhões de anos atrás, um ser, chamado de elo perdido, ou “ancestral em comum” evoluiu. A partir da sua evolução uma série de outras espécies distintas também surgiram.

Entre elas homens sapiens e primatas. Por isso os macacos simplesmente não podem evoluir para se tornarem seres humanos um dia. Afinal, pertencemos a espécies diferentes.Mas temos sim um elo que nos liga, uma espécie primaria já extinta, que originou ambas as criaturas: Homens e macacos.

linha evolutiva

Evolutivamente falando, também é errado acreditarmos que somos mais evoluídos como espécie. Afinal obter sucesso evolutivo, é sinônimo de ter uma prole forte o suficiente para continuar a passar aqueles genes. É sobreviver, é conseguir alimento e parceiros sexuais independente de qualquer ambiente.

E é por isso que todas as espécies que existem hoje, cada uma dentro do seu proposito é sim evolutivamente bem-sucedida.

Mas e então caro leitor, você já conhecia a Teoria Da Evolução? Aprendeu algo que ainda não sabia? Conta isso e muito mais aqui embaixo pelos comentários!

Se você se interessou por esse assunto confira também, quais são as outras duas provas da evolução que você tem em seu corpo. 

Fontes: Livescience