Curiosidades

Obeliscos – Origem, história e onde encontrar os antigos monumentos

Os obeliscos são grande monumentos arquitetônicos que se originaram no Antigo Egito. Entretanto, eles se espalharam pelo mundo.

Atualizado em 12/08/2020

Primeiramente obeliscos são monumentos arquitetônicos que foram construídos em forma de homenagem. Aliás, eles eram construídos pelos antigos egípcios como uma representação de sua adoração à , deus do sol. Os mais antigos datam de 2.000 a.C. No período do Antigo Egito, as construções também representavam proteção e defesa para o local.

Então no princípio o obelisco era construído com uma única pedra – monólitos. Por outro lado, ela era esculpida até atingir o formato correto. Os obeliscos são quadrangulares e possui a sua parte superior mais fina, formando uma pirâmide em sua ponta.

Aliás, a palavra obelisco vem do grego. Sua escrita é obeliskos e ao traduzir para o português tem como significado espeto ou pilar. Apesar de terem surgido no Egito Antigo, atualmente é possível encontrar obeliscos espalhados por todo o mundo.

A história dos Obeliscos

Wikipedia

Além de serem construídos para celebrar faraós, divindades e até defuntos, o famoso monumento também possuía outro significado para os egípcios. Eles acreditavam que a grande construção conseguia auxiliar no trabalho de reduzir ou até dissipar as energias negativas.

Estas energias se formavam nas cidades e seus arredores, eram, por exemplo, tempestades e outros eventos da natureza. Aliás, no Egito, ainda existia o costume de colocar inscrições hieroglíficas nas laterais desse monumento. Portanto, você consegue reconhecer quais são os mais antigos por causa disso.

Os obeliscos foram reencontrados em torno do século XVI em algumas escavações. Logo eles começaram a ser restaurados e colocados nas praças onde se encontram atualmente. A propósito, eles não estão apenas no Egito mais.

Os monumentos em Roma

Vaticano

Flickr

Em primeiro lugar: o obelisco que está no meio da Praça de São Pedro, no Vaticano, é egípcio. Originalmente ele ficava no Circo de Calígula, porém o Papa Sisto V mandou trocarem de lugar. O intuito foi de celebrar a vitória da igreja sobre a heresia e o paganismo.

Ele é da época de Nencoreo, em torno de 1991 e 1786 a.C. Aliás, ele é o único dos obeliscos antigos de Roma que sempre esteve em pé. Mede 25,5 m e foi feito de granito vermelho e também não possui hieróglifos egípcios. E, se for medido desde o chão até a sua cruz no topo, ele chega a ter 40 metros de comprimento. Então isso faz com que ele seja o segundo maior de Roma.

O obelisco do Vaticano também possui quatro leões de bronze em sua base, além de três montes e uma cruz. Os itens simbolizam a cristianização do monumento. Por fim, esse obelisco tem uma lenda que o cerca. De acordo com as histórias contadas, a cruz que está no topo possui pedaços originais da cruz que Jesus carregou. Em resumo, esses pedaços foram colocados pelo Papa Sisto V.

Flaminio

Trip Advisor

Esse obelisco egípcio é da época de Ramessés II e Merneptá. Ele data do século XIII a.C e atualmente pode ser encontrado no centro da Piazza del Popolo. Seu comprimento, contando com a cruz que está no topo, chega a 36,5 m. Ele chegou a Roma em 10 a.C.

Colocado junto ao Obelisco de Montecitório e Laterano (que chegou 300 anos depois), ele acabou sofrendo danos durante o período da queda do Império Romano. Aliás, foi apenas em 1587 que o Flaminio foi reencontrado, quebrado em três pedaços. Laterano também sofreu alguns danos nesse processo.

Em 1589 o Papa Sisto V ordenou a restauração do obelisco. Além disso, em 1823, Giuseppe Valadier ficou responsável por decorá-lo com estátuas de leões e bacias circulares. A proposta então era imitar o estilo dos egípcios.

Antinoo

Obeliscos - Origem, história e onde encontrar os antigos monumentos
Romaieriogg

Localizado próximo ao mirante de Pincio, o Antinoo também é conhecido como Obelisco de Pincio. Ele foi feito em homenagem a Antinoo, o rapaz que o Imperador Adriano amava. Aliás, ele foi construído entre 118 a 138 d.C. Ele mede apenas 9,2 m e, somando a base e a estrela no topo, chega aos 12,2 metros.

A pedido do Imperador Adriano, o obelisco foi feito no Egito e já chegou em Roma pronto para que em seguida fosse inserido em frente o monumento criado para homenagear o rapaz que era apaixonado. Além disso, ele foi todo feito em granito rosa.

Em torno de 300 d.C ele foi movido para o Circo Variano. Posteriormente, em 1589, o encontraram partido em 3 pedaços. Após ser restaurado, foi colocado no jardim Palazzo Barberini e, em seguida, no jardim da Pinha no Vaticano. Entretanto, apenas em 1822 Giuseppe também o reformou, colocando-o em uma base nos jardins do Pincio.

Esquilino

Obeliscos - Origem, história e onde encontrar os antigos monumentos
Trip Advisor

Esse obelisco não possui uma data correta de quando foi construído. Ele é romano, uma imitação dos que eram feitos pelos antigos egípcios. Primeiramente ele estava ao lado do Obelisco Quirinale, mas agora é encontrado na Piazza Esquilino. Ele possuiu 26 metros se considerado a sua base e a sua cruz.

Lateranense

Obeliscos - Origem, história e onde encontrar os antigos monumentos
Trip Advisor

Lateranense possui dois diferentes títulos.

  • O maior obelisco antigo de Roma
  • O maior obelisco egípcio antigo ainda em pé em todo o mundo

Ele foi construído na época dos faraós Tutemés III e IV, em XV a.C. A princípio ficava em Alexandria. Foi só depois de décadas que ele foi levado para Roma, em 357 d.C, para ficar no Circo Máximo, junto com o Flaminio. Atualmente pode ser encontrado na Piazza San Giovanni in Laterano.

Ele foi perdido durante a Idade Média, mas em 1587 conseguiram reencontrá-lo e restaurá-lo. Contando com a sua base e a cruz, ele chega a ter 45,7 metros de comprimento. Entretanto, fica em segundo lugar no ranking de obelisco monolítico mais alto do mundo. Ele perde para o de Washington que tem quase 170 m.

Matteiano

Obeliscos - Origem, história e onde encontrar os antigos monumentos
Twitter

Localizado na Villa Celimontana, parque público de Roma, esse obelisco recebeu esse nome por causa da família Mattei. Ele foi doado a ela, uma das famílias mais antigas de Roma. O nome de Ramses II foi esculpido nele.

Ele é bem pequeno comparado aos outros, tem apenas 3 metros de comprimento. Aliás, esse é metade do tamanho que tinha originalmente. Entretanto, contando com a base, o globo e outro pedaço que foi incrementado a peça, ele chega a ter 12 m.

Dogali

Obeliscos - Origem, história e onde encontrar os antigos monumentos
Rerum Romanarum

O Dogali é um obelisco egípcio que foi construído nos tempos de Ramses II, entre 1279 e 1213 a.C. Medindo-o a partir de sua base até a sua estrela no topo, ele alcança quase 17 metros de altura. Atualmente é possível encontrá-lo na Via Delle Terme di Diocleziano.

Além disso, ele é um monumento criado em memória dos 500 soldados italianos que morreram na Batalha de Dogali. Na base é possível ver quatro lápides com os nomes dos soldados que falaceram.

Sallustiano

Obeliscos - Origem, história e onde encontrar os antigos monumentos
Wikimedia

Este é um dos quatro obeliscos antigos romanos. Ele é uma imitação dos obeliscos egípcios feitos na época de Ramses II. Não se sabe ao certo quando ele foi feito, mas acredita-se que foi na mesma época do Imperador Aureliano. Atualmente é possível encontrá-lo no topo da escadaria de Piazza Spagna.

Porém, anteriormente ele ficava nos jardins Salustianos. Ele foi encontrado em 1932, estava entre as ruas Sardegna e Sicilia. Apesar de ter 14 m, com a base ele ultrapassa os 30 m de comprimento.

Quirinale

Obeliscos - Origem, história e onde encontrar os antigos monumentos
Trip Advisor

Um dos nove obeliscos egípcios, Quirinale não tem data certa de construção. Entretanto, por não possuir inscrições hieroglíficas, sabe-se que ele não é tão antigo quanto seus companheiros. Medindo a sua base, ele chega a ter 29 m de comprimento.

Ele foi construído em granito vermelho e levado para Roma no primeiro século d.C. A princípio podia ser encontrado junto com o Obelisco Esquilino, em frente ao Mausoléu de Augusto. Entretanto, atualmente está em frente ao Palazzo Quirinale.

Solar

Obeliscos - Origem, história e onde encontrar os antigos monumentos
Flickr

Conhecido também como Obelisco de Montecitorio, o Solar também faz parte dos nove obeliscos egípcios. Ele é da época de Psamético II, o faraó, feito entre 594 e 589 a.C. Construído com granito vermelho, ele chega a ter quase 34 m, se medido com a base o globo do topo.

Ele foi levado a Roma junto com o Flamínio a mando do Imperador Augusto. Isso aconteceu em 10 a.C. Atualmente é possível vê-lo em frente o Palazzo Montecitorio. Entretanto, o Solar possuía uma função diferente da dos demais.

Ele servia como meridiano, ou seja, indicava as horas, os meses, estações e até mesmo os signos. Além disso, ele ficava sempre de uma forma que sua sombra chegasse ao Altar da Paz no dia do aniversário do imperador, 23 de setembro.

Minerva

Obeliscos - Origem, história e onde encontrar os antigos monumentos
Pinterest

Datado da época do faraó Aprie, VI a.C, o Minerva também é um obelisco egípcio. Ele está localizado em frente a Basilicia di Santa Maria Sopra Minerva. A base feita por Bernini possui um elefante. No total, o obelisco soma mais de 12 metros de comprimento.

Pantheon/Macuteo

Obeliscos - Origem, história e onde encontrar os antigos monumentos
Wikimedia

Por onde está localização, esse obelisco foi chamado de Pantheon e também de Redonda. Entretanto, ele é conhecido também por outro nome: Macuteo. Isso porque foi na Piazza di San Macuto que o encontraram em 1373. Atualmente ele fica em frente ao Pantheon.

O Pantheon ou Macuteo também é um monumento egípcio, do período de Ramses II. A princípio ele tinha só 6 m. Posteriormente ele foi colocado em uma fonte feita por Giamo Della Porta e, com todos os seus atributos, chegou a ter mais de 14 metros.

Agonal

Obeliscos - Origem, história e onde encontrar os antigos monumentos
Histormundi

Agonal está localizado na praça Piazza Navona e fica sobre a fonte Fontana dei 4 Fiumi. Ele foi construído na época do Imperador Domiciano, entre 51 e 96 d.C. Aliás, Agonal imita os antigos obeliscos gregos.

Seu nome veio da origem do nome de Piazza Navona, que antigamente era In Agone. Medindo-o com a fonte, a base e a pomba que enfeita o topo, ele ultrapassa 30 metros.

No restante do mundo

Argentina

Obeliscos - Origem, história e onde encontrar os antigos monumentos
Aguiar Bueno Aires

Em Buenos Aires existe um obelisco localizado no cruzamento das avenidas 9 de Julio e Corrientes. Durante as Olimpíadas da Juventude, em 2018, ele ganhou os arcos símbolo da competição. Além de ser um ponto turístico, o local se tornou referência e ponto de encontro para os passantes.

Estados Unidos

Obeliscos - Origem, história e onde encontrar os antigos monumentos
Gigantes do Mundo

O obelisco de Washington é o maior de todo o mundo. Ele fica em frente ao Capitólio, na esplanada com um lago.

Obeliscos - Origem, história e onde encontrar os antigos monumentos
Faraó e Companhia

Além disso, em Nova York está o Obelisco Agulha da Cleópatra. Localizado no Central Park, o obelisco foi levado para o local em 1881. Seu irmão, feito no mesmo período, foi levado para Londres.

França

Obeliscos - Origem, história e onde encontrar os antigos monumentos
Dica de Francês

Em Paris existe o Obelisco de Luxor. Ele fica na Praça da Concórdia. Apesar de ter mais de 3 mil anos de existência, ele só chegou a cidade em 1833. Além disso, ele é cheio de hieroglifos egípcios. Sua ponta forma uma pirâmide feita de ouro, enquanto a base possui desenhos explicando sua origem.

Inglaterra

Obeliscos - Origem, história e onde encontrar os antigos monumentos
Mapa de Londres

Em Londres está o Obelisco Cleopatra’s Needle – Agulha da Cleópatra. Ele fica as margens do rio Tamisa, próximo à estação de metrô Embankment. Ele foi construído no Egito em XV a.C a pedido do faraó Tutemés III junto com outro obelisco.

Em seguida, Mehemet Ali doou ambos para Londres e Nova York depois das Batalhas do Nilo e Alexandria. Ele possui 21 metros e pesa em torno de 224 toneladas. Além disso, para torná-lo mais bonito, ao seu lado estão duas esfinges de bronze, mas são réplicas.

Apesar do nome ser uma homenagem a Cleópatra, o obelisco não possui qualquer ligação com a rainha.

Turquia

Obeliscos - Origem, história e onde encontrar os antigos monumentos
Viajando de novo

Também construído no Egito no século IV, Istambul é lar do Obelisco de Teodósio. Ele foi levado para a então Constantinopla pelo imperador romano Teodósio I. Desde então, ele sempre esteve onde foi colocado, a Praça Sultanahmet.

Feito com granito rosa de Aswan, o obelisco pesa 300 toneladas. Além disso, está recheado de inscrições hieroglíficas. Por fim, sua base é de mármore e possui informações históricas gravadas nela.

Portugal

Obeliscos - Origem, história e onde encontrar os antigos monumentos
Daniel Ferreira – Olhares

O Obelisco da Memória fica no Parque das Dunas da Praia e da Memória, em Matosinhos. O monumento foi construído para homenagear o desembarque da esquadra de Dom Pedro IV na cidade. Ele é feito de granito, aliás, em sua base é possível encontrar referências ao fato histórico.

Uruguai

Obeliscos - Origem, história e onde encontrar os antigos monumentos
Dicas do Uruguai

Em Montevidéu, na avenida 18 de Julio com a Artigas Boulevard é possível encontrar o Obelisco aos Constituintes. Feito com granito rosado, o monumento alcança 40 m. Foi José Luiz Zorilla de San Martin o escultor responsável pela obra.

Além disso, em suas laterais é possível ver três diferentes estátuas. Elas representam a força, a lei e a liberdade.

Brasil

Rafael Neddermeyer – Arte Brasileiros

Por fim, para encerrar essa lista, está o obelisco de São Paulo. Ele está localizado na entrada do parque Ibirapuera. Foi construído como uma homenagem aos heróis de 1932. Além disso, ele também é um mausoléu. Isso porque ele guarda os corpos dos estudantes que perderam a vida na Revolução Constitucionalista.

Enfim, gostou da matéria? Em seguida leia: Energúmeno – Qual o significado da palavra que tornou-se uma ofensa?

Imagens: Wikipedia, Tripadvisor, Flickr, Romaieriogg, Terrasantaviagens, Tripadvisor, Twitter, Tripadvisor, Wikimedia, Tripadvisor, Rerumromanarum, Wikimedia, Pinterest, Flickr, Gigantesdomundo, Aguiarbuenosaires, Histormundi, Faraoecompanhia, Mapadelondres, Dicasdefrances, Viajandodenovo, Olhares, Dicasdouruguai, Artebrasileiros

Fontes: Turistando, Voxmundi, Significados, Deusarodrigues