Ciência & Tecnologia

Orkut – Origem, história e evolução da rede social que marcou a internet

O Orkut surgiu em 2004 e rapidamente se tornou a principal rede social de usuários brasileiros na internet, com seus scraps e comunidades

Atualizado em 18/06/2020

A rede social Orkut surgiu em janeiro de 2004, criada por um engenheiro turco de mesmo nome. Orkut Büyükkökten era engenheiro do Google quando desenvolveu o site para o público norte-americano.

Apesar da ideia inicial, a rede social fez sucesso de verdade entre o público brasileiro e indiano. Por causa disso, com apenas um ano de existência, a rede já ganhou uma versão em português. Sobretudo, três meses antes já haviam surgido outras versões internacionais, como francês, italiano, alemão, castelhano, japonês, coreano, russo e chinês (tradicional e simplificado).

A princípio, os usuários precisavam de convite para fazer parte do Orkut. Entretanto, isso não foi problema para conquistar milhares de usuários ao redor de todo o mundo.

História do Orkut

Orkut - origem e evolução da rede social que marcou a internet brasileira
TechTudo

Primeiramente, tudo começou com Orkut Büyükkökten, nascido na Turquia, em 1975. Durante a juventude, aprendeu a programar em BASIC e mais tarde se formou como engenheiro. Logo após a formação, se mudou para os Estados Unidos, onde conquistou PhD em ciência da computação, na Universidade de Stanford.

Apaixonado por redes sociais, o desenvolvedor criou a Club Nexus, em 2001. A ideia era reunir estudantes num espaço em que pudessem conversar e compartilhar conteúdos e convites, bem como comprar e vender produtos. Na época, sites como MySpace ainda não tinham sido criados, e a Club Nexus chegou a reunir 2 mil usuários.

Orkut chegou a criar uma segunda rede, a inCircle. A partir dela, ele fundou a Affinity Engines, empresa que cuidava de suas redes. Só em 2002, ele deixou o empreendimento para trabalhar no Google.

Além disso, foi durante esse período que desenvolveu a sua terceira rede social. Dessa maneira, em 24 de janeiro de 2004, nascia a rede social que levava seu próprio nome.

Rede social

Orkut - origem e evolução da rede social que marcou a internet brasileira
link

A princípio, os usuários só podiam fazer parte do Orkut se recebessem algum convite. Além disso, existiam várias outras limitações. O álbum de fotos, por exemplo, só permitia o compartilhamento de 12 imagens.

O perfil pessoal também trazia uma série de informações. Além de básicos como nome e foto, a descrição permitia selecionar características como religião, humor, fumante ou não fumante, orientação sexual, cor dos olhos e cabelos. Isso sem falar nos espaços para compartilhar obras preferidas, entre livros, músicas, programas de TV e filmes.

O Orkut também limitava o número de amigos que cada pessoa podia ter: mil. Entre eles, era possível fazer classificações entre grupos de desconhecido, conhecido, amigo, bom amigo e melhor amigo.

Mas a principal função do site era a criação de comunidades. Elas reuniam tópicos de discussões sobre temas variados, dos mais sérios e formais aos mais bem-humorados.

Escritório

Orkut - origem e evolução da rede social que marcou a internet brasileira
Sete Lagoas

Já no segundo semestre de 2004, o público brasileiro era maioria no Orkut. Com 700 ml usuários cadastrados, o Brasil formava 51% da rede social. Apesar disso, foi só em 2008 que o site ganhou um escritório no Brasil.

Neste ano, o criador Orkut deixou a equipe da rede social. Na mesma época, o comando da rede foi transferido para o escritório da Google Brasil. A administração era feita em parceria com o escritório da Índia, mas os brasileiros davam a palavra final. Na época, surgiram novos recursos como temas personalizados e chat.

No ano seguinte, o layout da rede social foi totalmente reformulado e ganhou recursos como feed de posts unido a scraps, mais amigos e novas atualizações de perfil.

Queda

Orkut - origem e evolução da rede social que marcou a internet brasileira
WebJump

Em 2011, o Orkut passou por uma nova grande mudança. Nesse momento, ganhou um novo logotipo e um novo visual, mas já tinha perdido a hegemonia, ficando atrás do Facebook entre usuários brasileiros.

Parte da transição teve ligação com um movimento de preconceito com a inclusão digital. O termo orkutização passou a ser utilizado para se referir a coisas populares demais e acessíveis a novas classes e públicos.

Assim, o Orkut passou a perder audiência para redes como Facebook e Twitter. Em 2012, o site já estava atrás até mesmo do Ask.fm.

Por fim, em 2014, a rede social foi encerrada com 5 milhões de usuários ativos. Um arquivo com as informações de comunidades e usuários ficou disponível para backup até 2016, mas já não existe mais.

Fontes: Tecmundo, Brasil Escola, TechTudo, Super, Info Escola

ImagensTechTudoTechTudolinkSete LagoasWebJump, Rodman.