Mundo Animal

Baiacu, conheça o peixe mais venenoso do mundo!

Um baiacu contém toxinas suficientes em seu fígado para matar 30 humanos adultos; saiba mais sobre o peixe mais venenoso do mundo.

O baiacu é o segundo vertebrado mais venenoso do mundo, ficando atrás apenas do sapo venenoso dourado. Certos órgãos internos, como fígado e olhos, e às vezes a pele, contêm tetrodotoxina, uma substância que os torna de sabor desagradável e muitas vezes letal para os peixes.

Para os humanos, a tetrodotoxina é mortal, até 1.200 vezes mais venenosa que o cianeto. Há toxina suficiente em um baiacu para matar 30 humanos adultos, e não há antídoto para esse tipo de envenenamento.

Surpreendentemente, a carne de alguns baiacus é considerada uma iguaria no Japão e é chamada de fugu. É extremamente cara e feitaapenas por chefs treinados e licenciados que sabem que um corte ruim significa a morte quase certa para um cliente. Apesar disso, muitas dessas mortes ocorrem anualmente!

Características do baiacu

Há 120 espécies de baiacu na família Tetraodontidae, no entanto, as características podem variar. Alguns baiacus têm uma defesa extra contra ataques, ou seja, espinhos na pele que se projetam quando inflados. E quase todos os baiacus são carregados com veneno mortal.

Com tanta diversidade entre o grupo, esses peixes variam em tamanho em qualquer lugar entre o anão ou baiacu pigmeu até o baiacu gigante de água doce que cresce até 1 m de comprimento.

Por outro lado, o corpo destes peixes é alongado, com a cabeça mais grossa e volumosa que o resto do corpo e cada espécie de baiacu tem cores e desenhos diferentes.

Além disso, os olhos do baiacu se movem independentemente um do outro. Os peixes têm um bico proeminente com quatro dentes que lhes permitem comer algas, crustáceos, moluscos e vermes vermelhos.

Reprodução do baiacu

Os baiacus são ovíparos: as fêmeas depositam seus ovos entre as folhas ou troncos submersos. Assim, essa espécie requer temperaturas que variam entre 22 a 26 graus para se assemelhar às águas quentes das regiões tropicais. Como não há dimorfismo sexual, o macho e a fêmea são muito bem diferenciados.

Alimentação

A alimentação do baiacu varia muito dependendo da espécie a que se refere. Por exemplo, o baiacu anão se alimenta de várias coisas, mas sua comida favorita é vermes. Também obtém os nutrientes das plantas aquáticas que encontra ao nadar.

Já o baiacu verde que se caracteriza por ter poucos espinhos, é considerado onívoro. No entanto, observou-se que sua comida favorita é a carne. A dieta desses peixes em particular inclui animais invertebrados, que são facilmente obtidos em seu habitat; seus favoritos são crustáceos e moluscos.

Além disso, eles podem sobreviver consumindo camarão fresco, conchas do mar e caranguejos.

Habitat

O baiacu vive principalmente em água salgada. A maioria prefere mares quentes e tropicais ou estuários, por exemplo, no Japão, Flórida, Louisiana, México e Califórnia.

Algumas espécies, como baiacu pigmeus e baiacu fahaka, vivem em ambientes de água doce; ainda outros preferem água salobra, como o baiacu verde (Tetraodon nigroviridis). Aliás, várias espécies, como a mancha verde e os baiacus-pigmeus, são adequadas para aquários.

Algumas espécies

Aqui estão alguns dos tipos mais comuns de baiacu:

Baiacu dourado (Auriglobus modestus)

É originário da Ásia, especificamente dos países da Tailândia, Malásia, Vietname e Indonésia e para adquiri-lo é necessário ter uma quantia de 20 euros por unidade. Seu tamanho quando adulto atinge até 12 centímetros.

Estamos falando de um peixe carnívoro que pode atacar outros se estiver com fome e causar ferimentos em suas barbatanas e outras partes do corpo semelhantes, por isso terá que ser colocado com peixes da mesma espécie ou semelhantes e maiores que sua boca para evitá-los de ser pego.

Baiacu Verde Ocelado (Takifugu Ocellatus)

Provém das bacias hidrográficas da China e do Vietnã. Quando adulto pode medir até 15 centímetros de comprimento. Sua dieta é semelhante à da vespa baiacu, que consiste em caracóis e pequenos vermes, que são seus favoritos.

É uma espécie inquieta que quando cresce pode atacar outros peixes, por isso é aconselhável mantê-los com pequenos grupos de peixes da mesma espécie.

Baiacu esmeralda (Auriglobus nefastus)

É nativo do mesmo habitat que o baiacu dourado, incluindo a Bacia do Mekong. Quando atinge a fase adulta, pode medir cerca de 13 centímetros.

Peixe-balão-vespa (Colomesus asellus)

Seu habitat original está nas bacias do Amazonas e do Orinoco. Pode ser adquirido por um preço aproximado de 28 euros/unidade. As dimensões que atinge na fase adulta são de aproximadamente 12,5 centímetros.

Apesar de sua capacidade de se adaptar à água doce, prefere água salobra. Sua comida favorita consiste em caracóis e larvas, podendo comer peixinhos se passar fome, causando ferimentos, principalmente nas barbatanas.

Peixe baiacu vermelho (Tetraodon erythrotaenia)

Por fim, este peixe pertence a outra espécie de baiacu de água doce que não requer adição de sal à água. Aliás, ele é nativo das bacias hidrográficas da Indonésia e Papua Nova Guiné. Suas dimensões na idade adulta atingem cerca de 10 cm.

Fontes: Portal Vida Livre, Fauna News

Quer conhecer outros peixes curiosos? Então, leia também: Peixe-leão: conheça a exuberante e temida espécie invasora

Próxima página »

Escolhidas para você