Por que amamos tanto carboidratos? A ciência acabou de descobrir

Mesmo que você faça dieta ou que tenha que evitar os carboidratos por intolerância a glúten, a verdade é que todos nós não resistimos ao gostinho maravilho das massas. Não é verdade?

Pães, pizzas, lasanhas, macarronadas, bolos, biscoitos e todos os demais carboidratos que existem por aí são realmente maravilhosos. Mas, porque será que gostamos tanto desse tipo de comida? Será que é o açúcar das massas que nos deixam tão fascinados?

Intrigados com esse fato, cientistas da Universidade do Estado de Oregon, nos Estados Unidos, dedicaram estudos para descobrir porque os carboidratos nos são tão apetitosos. O que eles descobriram, depois de vários testes, é algo um tanto óbvio, mas que leva a uma outra descoberta: é o sabor dos carboidratos que os tornam irresistíveis.

4

Gosto de quê?

A segunda parte dessa descoberta é ainda mais interessante. Conforme os pesquisadores descobriram, além dos sabores primários como salgado, doce, azedo, amargo e umami (associado ao glutamato monossódico, presente em tomates, queijos e também temperos industrializados), existe um sexto sabor, o starch, que nosso paladar consegue detectar em arroz, batatas, pães e massas de forma geral.

3

Antes dessa descoberta, a ciência acreditava que não identificávamos o gosto dos carboidratos e que o responsável por deixá-los tão atraentes na boca era o sabor do açúcar das massas, que surgia a partir da quebra das moléculas destes alimentos ao entrarem em contato com nossa saliva.

7

Mas este mito caiu por terra quando os cientistas conseguiram isolar os receptores de açúcar e a amilase, enzima que digere o amigo dos alimentos e os transforma em açúcares simples.  Nos testes, mesmo sem esses recursos do paladar, os participantes ainda assim conseguiram identificar o gosto de farinha.

8

Carboidratos x instintos

O problema é que os cientistas ainda não conseguiram associar o sabor dos carboidratos ao lugar na língua onde é percebido. Isso, por outro lado, nunca havia sido um problema para os pesquisadores, tanto com relação aos sabores primários quanto com relação as outros sabores mais complexos, que ainda estão sendo estudados, como o sabor do cálcio, o metálico do sangue e assim por diante.

9

 

Outros detalhes, no entanto, já foram desvendados a respeito do sexto sabor. Os pesquisadores de Oregon sabem, por exemplo, que o gosto dos carboidratos é útil para desencadear algum tipo de resposta psicológica em nosso organismo, que nos permite identificar que tipos de alimentos nos são boas fontes de energia.

2

Interessante, não? Agora você sabe porque nunca conseguiu resistir a um bom pedaço de pizza ou a uma bela macarronada com queijo.

E, por falar em comida, você deveria conferir ainda: 16 pessoas que não sabem comer do jeito certo.

Fonte: Superinteressante