Notícias

Primeira morte no Brasil por conta da variante ômicron é registrada

A primeira morte no Brasil por conta da variante ômicron do novo coronavírus teve seu registro em Aparecida de Goiânia, em Goiás

A primeira morte no Brasil por conta da variante ômicron do novo coronavírus teve seu registro em Aparecida de Goiânia, em Goiás, na tarde desta quinta-feira (06). A informação é da prefeitura da Cidade.

Segundo o órgão, o idoso era uma vítima de 68 anos de idade. Sendo assim, possuía doença obstrutiva crônica no pulmão e tinha hipertensão. Além disso, recebeu as 3 doses da vacina contra a Covid-19 antes de morrer. 

O paciente estava internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Municipal de Aparecida de Goiânia quando morreu.

Primeira morte no Brasil por conta da variante ômicron

Primeira morte no Brasil por conta da variante ômicron é registrada

No dia 20 de dezembro de 2021, o idoso começou a ter tosses intensas, dispneia e respirava com dificuldade. Após dois dias, a família o levou para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Aparecida de Goiânia. No entanto, seu estado agravou e foi necessário transferi-lo para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Municipal.

Porém, não resistiu e morreu após um dia da sua transferência depois de um choque séptico. Contudo, antes de sua morte ele fez o teste do RT-PCR e ontem (06) deu positivo para a variante ômicron do vírus da Covid-19. 

Continua após a publicidade

Vacinação do paciente

Após a confirmação da primeira morte no Brasil por conta da variante ômicron, a prefeitura do Município informou que o idoso de de 68 anos recebeu as 3 doses da vacina contra o novo coronavírus. Mas os cientistas já haviam dito que a vacinação combate os agravamentos das suas doenças e as variantes delas. 

No entanto, não existe a garantia de que alguém que já recebeu a imunização não será mais alvo do vírus. Segundo a Secretaria de Saúde da Cidade, a divulgação sobre a confirmação da morte pela variante acontece somente depois de 10 dias do óbito. 

Prefeito sobre a situação

O prefeito de Aparecida de Goiânia, Gustavo Medanha, disse que lamenta a morte do idoso. Além disso, mandou ampliar o Porgrama de Vigilância Genômica para o sequenciamento das amostras positivas de Covid-19.

O Município de Goiás já contabilizou 55 casos da variante ômicron do novo coronavírus. Sendo assim, já prevaleceu 93,5% na Cidade. Os casos começaram a surgir no último mês de dezembro.

Continua após a publicidade

Recomendação: Descubra tudo o que os cientistas já sabem sobre a nova variante IHU

Próxima página »

Escolhidas para você