Saúde

Quais os sintomas da anemia? Tipos, causas e tratamento

No geral, para entender quais os sintomas da anemia precisa-se conhecer mais sobre os tipos dessa enfermidade, assim como suas causas.

Em primeiro lugar, para identificar quais os sintomas da anemia precisa-se entender mais sobre essa enfermidade. Nesse sentido, define-se a anemia como uma deficiência nos níveis de hemoglobina, uma proteína dos glóbulos vermelhos do sangue. Sobretudo, essa proteína atua no transporte de oxigênio pelo organismo.

Sendo assim, a deficiência causa diferentes tecidos e órgãos do corpo a sofrerem com a falta de oxigenação, criando sintomas da anemia diversos. No geral, o tratamento depende do tipo e da gravidade da enfermidade, mas costuma envolver suplementação de ferro ou vitaminas do complexo B. Porém, casos mais graves envolvem até mesmo transplante de medula óssea.

Além disso, costuma-se identificar a anemia como consequência de uma doença ou carência nutricional. Ou seja, não se trata de uma enfermidade que surge de forma independente, mas sim em decorrência de outros problemas de saúde. Apesar disso, é fundamental a realização de exames mais detalhados para determinarem o quadro geral.

Curiosamente, a anemia é o distúrbio do sangue mais comum, afetando cerca de um quarto das pessoas no mundo segundo especialistas. Mais ainda, estima-se que a anemia por deficiência de ferro afeta mais de mil milhões de pessoas. Porém, a anemia é mais comum em mulheres do que em homens, entre as crianças, durante a gravidez e nos idosos.

Continua após a publicidade
Fotografia de uma mulher com mãos nos olhos
Fonte: VEJA

Quais os sintomas da anemia?

A princípio, os sintoma da anemia surgem gradativamente, criando adaptação do organismo. Portanto, pode demorar certo tempo até o indivíduo perceber que é um problema de saúde. Contudo, como citado anteriormente, o problema surge em decorrência da diminuição dos níveis de hemoglobina, fundamental ao sistema sanguíneo e ao organismo.

Sendo assim, considera-se a anemia quando os níveis de hemoglobina são menores que 12 g/dL em mulheres e menor que 13 g/dL em homens. Desse modo, os principais sintomas envolvem cansaço frequente, pele pálida ou seca, falta de disposição e dor de cabeça constante. Ademais, identifica-se unhas e cabelos fracos, problemas de memória ou dificuldade de concentração.

Continua após a publicidade

Mais ainda, o indivíduo chega a ter até mesmo vontade de comer coisas não comestíveis, como tijolo ou terra. Por outro lado, tem-se tonturas e alteração do batimento cardíaco em alguns casos. No entanto, em casos mais graves pode acontecer quadros de taquicardia, inchaço nas pernas, falta de ar, inflamação da boca e atrofia das papilas linguais.

Quais os sintomas da anemia? Tipos, causas e tratamento
Fonte: VEJA

Tipos de anemia

No geral, define-se os tipos de anemia por meio da causa, que veremos a seguir. Porém, os sintomas são bem semelhantes, mas características específicas determinam a diferença entre eles. Sendo assim, o primeiro tipo é a anemia ferropriva, provocada pela carência de ferro, um mineral essencial na composição da hemoglobina e produção de hemácias.

Continua após a publicidade

Comumente, este é o tipo mais frequente, e surge em decorrência da ingestão inadequada de ferro, principalmente na infância, adolescência e gravidez. Logo em seguida tem-se as anemias por deficiências de vitamina B12 e ácido fólico, essenciais para a manutenção do DNA.

Desse modo, sua deficiência impede com que as células da medula óssea se dividam para formar os glóbulos vermelhos. Curiosamente, a falta desses nutrientes surge por causa de uma dieta inadequada, dando à enfermidade o nome de anemia megaloblástica. Apesar disso, algumas pessoas possuem uma doença autoimune que as impede de absorver essas vitaminas.

Em especial, a dificuldade de absorção por meio da alimentação pode culminar na redução das hemoglobinas, gerando a anemia perniciosa. Por outro lado, tem-se a anemia aplástica, uma doença autoimune caracterizada pela redução na produção de diferentes constituintes do sangue. Sendo assim, pode surgir por questões hereditárias ou em decorrências de infecções como a HIV ou hepatite.

No entanto, a exposição a produtos químicos também causa esse tipo de enfermidade. Ademais, existem sintomas específicos, como sangramentos involuntários constantes e manchas roxas no corpo. Em contrapartida, tem-se a anemia hemolítica, onde os glóbulos vermelhos vivem entre 10 e 20 dias, quando o normal são 120 dias em uma pessoa saudável.

Continua após a publicidade

Por fim, tem-se a anemia falciforme, com origem hereditária e decorrência a partir dos formatos diferentes da hemoglobina dos pacientes. Portanto, elas se destroem mais fácil e criam sintomas como dores no corpo e maios risco de infecções.

Quais os sintomas da anemia? Tipos, causas e tratamento
Fonte: VEJA

Causas e fatores de risco

Também podem variar as causas da anemia, mas costuma-se envolver questões genéticas e hereditárias, como defeitos na hemoglobina ou na membrana do eritrócito. Além disso, defeitos enzimáticos ainda causam essa enfermidade. Por outro lado, tem-se causas nutricionais, como deficiência de ferro, vitamina B12 e folato.

Entretanto, causas hemorrágica como hemorragias maciças por acidentes, cirurgias ou parto estão na lista de causas possíveis. Ademais, tem-se enfermidades crônicas como sangramentos frequentes, doença hemorroidária, úlceras pépticas e neoplasias intestinais.

No geral, tem-se como fatores de risco a herança genética, mas também crianças e adolescentes em fase de crescimento. Mais ainda, gestantes, idosos e mulheres com fluxo menstrual intenso estão suscetíveis. Por fim, pessoas com dietas restritivas ou pobres em nutrientes, vegetarianos ou veganos, mas não realizam acompanhamento profissional, e pacientes com doenças crônicas.

Continua após a publicidade
Quais os sintomas da anemia? Tipos, causas e tratamento
Fonte: VEJA

Tratamento e prevenção

Comumente, a identificação da anemia decorre de um hemograma, também conhecido como o exame de sangue. Apesar disso, existem diferentes tratamentos de acordo com o tipo de anemia. Sendo assim, as anemias que surgem em decorrência da alimentação são tratadas por meio da suplementação, por via oral ou injetável e também ajustes na dieta.

Entretanto, casos como a anemia aplástica tendem a ter maiores complicações e envolvem o transplante de medula óssea 100% compatível. Por outro lado, a anemia falciforme envolve terapias básicas desde os primeiros anos de vida para evitar complicações e infecções. Portanto, utiliza-se vacinas e antibióticos profiláticos.

Ademais, pode-se adotar tratamentos como transfusão de sangue, dependendo da gravidade, urgência e causa. Porém, no que diz respeito à prevenção, existem recomendações gerais, em especial com a alimentação. Em resumo, os médicos indicam que as pessoas invistam em dietas  ricas em ferro, vitamina B12 e ácido fólico.

Desse modo, deve-se consumir frutas, verduras, cereais, leguminosas, leite, carnes e ovos. Também é importante adicionar a vitamina C por meio de frutas cítricas, porque a substância ajuda na absorção de ferro. Além disso, é fundamental fazer consultar rotineiras ao médico para verificar o quadro geral do organismo.

Continua após a publicidade

E aí, aprendeu quais os sintomas da anemia e suas causas? Então leia sobre Sangue doce, o que é? Qual a explicação da Ciência

Fontes: Unimed | Tua Saúde | VEJA | Pfizer | Wiki

Imagens: VEJA

Continua após a publicidade

Próxima página »

Escolhidas para você