Qual é o mais realista psicopata da ficção, segundo os psiquiatras?

Você pode ser um completo leigo quando o assunto é são roteiros de filmes e séries, mas, com certeza, já notou que a psicopatia é um dos assuntos preferidos de Hollywood, do Netflix e até mesmo da televisão. E, como consequência disso, o que não falta por aí são psicopatas da ficção para nos impressionar com seus atos frios e calculados.

Mas, será que esses personagens realmente condizem com os psicopatas da vida real? Será que algum psicopata da ficção transmite realidade em seus atos e modo de pensar ou todos eles são apenas produtos do que a sociedade pensa ser a psicopatia?

Conforme um grupo seleto de psiquiatras da Bélgica, a coisa toda é meio decepcionante. Quase todos os psicopatas da ficção não passam de versões exageradas do que a psicopatia pode despertar.

E, se você quer saber como eles chegaram a esta conclusão, fique sabendo que tivram muito trabalho. Em 2013, eles assistiram e analisaram cerca de 400 filmes.

Qual o psicopata da ficção mais real?

Segundo os psiquiatras, o personagem que mais se parece com um psicopata da vida real é Anton Chigurh, do longa Onde os Fracos Não Têm Vez. Você já assistiu?

Conforme detalharam os médicos, o personagem vivido pelo ator Javier Bardem conta com a completa invulnerabilidade às emoções humanas, uma das características mais marcantes da psicopatia. Uma das coisas que provam isso é sua falta de qualquer humanidade, uma vez que ele não demonstra nem mesmo frenesi na hora de realizar seu “trabalho”, ao contrário da maior parte dos demais personagens.

Exagero ou confusão?

Ainda segundo os especialistas, o que se nota quanto aos outros psicopatas da ficção analisados é que Hollywood confunde psicopatas e psicóticos, que são diagnósticos completamente diferentes. Os psicóticos costuma ouvir vozes, como Normam Bates, que tem alucinações com a mãe; e combinam superinteligência com violência, como no caso de Hannibal Lector.

Já com os psicopatas de verdade a coisa toda não vem envolta em tanta “paixão”. E, um detalhe muito importante: eles não são, necessariamente, violentos.

E então, achou a notícia interessante ou frustante? Qual é seu psicopata da ficção favorito?

E, já que o assunto são os psicopatas, quem sabe você se interesse também por mais uma matéria? Confira também: Você é psicopata? Faça o teste e descubra.

Fonte: Catraca Livre