Curiosidades

Santa brasileira, Irmã Dulce, pode receber feriado nacional

A Comissão de Educação do Senado consentiu um projeto de lei para concretizar a data da morte de Irmã Dulce como feriado nacional.

A primeira santa realmente brasileira é a Irmã Dulce. Porém, seu nome verdadeiro é Maria Rita de Souza Brito Lopes Pontes. Por conta dela, pode haver um feriado nacional. Ademais, existem outros brasileiros, como Santo Antônio de Sant’ana Galvão das terras tupiniquins.

No dia 26 de maio, em 1914, nasceu Irmã Dulce, em Salvador, na Bahia. Quando criança, mostrava muito interesse na prática cristã. Além disso, sempre foi muito generosa e auxiliadora dos pobres.

Para entender mais sobre o motivo de Irmã Dulce ter a chance de ganhar um feriado em sua homenagem, vamos ver mais sobre a vida dela e as razões disso acontecer.

História de Irmã Dulce

Santa brasileira, Irmã Dulce, pode receber feriado nacional

Continua após a publicidade

Foi no ano de 1933 que Irmã Dulce ingressou na Congregação das Irmãs Missionárias da Imaculada Conceição da Mãe de Deus como uma noviça. Contudo, a matrícula foi feita em São Cristóvão, em Sergipe. Sendo assim, ela começou a atuar na fé em 13 de agosto ainda em 1933.

A mãe dela se chamava Dulce Maria de Souza Brito e morreu quando Irmã Dulce tinha somente 7 anos de idade. Portanto, o apelido carinhoso foi dado devido ao nome de sua genitora.

Continua após a publicidade

Ações de Maria Rita

Em 1949, ela ficou famosa por dar auxílio a cerca de 70 pessoas desabrigadas. Com isso, transformou o galinheiro do convento onde morava em um abrigo para os necessitados. Além disso, conseguiu converter o lugar no Hospital Santo Antônio após onze anos. Por isso, é considerado um dos maiores do Nordeste.

Continua após a publicidade

Com essas ações por salvar diversos moradores de rua, Irmã Dulce também ficou famosa como o Anjo Bom da Bahia. No entanto, morreu em 13 de março de 1992, em Salvador.

Quando aconteceu ela tinha 77 anos. Depois disso, sua canonização foi feita em outubro de 2019. Ou seja, 27 anos depois de sua morte. Sendo assim, ficou comumente popular como Santa Dulce dos Pobres.

O feriado

A Comissão de Educação do Senado consentiu um projeto de lei para concretizar a data da morte de Irmã Dulce como feriado nacional. No entanto, a proposta necessita de uma avaliação na Câmara dos Deputados. O projeto é do senador Ângelo Coronel (PSD-BA). Após a análise, é preciso da sanção presidencial para efetivar a comemoração em todo o Brasil.

Continua após a publicidade

Leia também sobre Azrael – lenda, significado e funções do Anjo da Morte!

Próxima página »

Escolhidas para você