Curiosidades

30 curiosidades fascinantes sobre a bandeira do Brasil

A bandeira do Brasil é um símbolo nacional criado para marcar o fim do Império, veja as principais curiosidades sobre ela.

A bandeira da República Federativa do Brasil surgiu como um marco de um importante momento pelo qual o país estava passando. Neste artigo você confere as principais curiosidades sobre este símbolo nacional

Em suma, a bandeira do Brasil foi criada por Raimundo Teixeira Mendes, Miguel Lemos, Manuel Pereira Reis e Décio Vilares.

Com efeito, instituiu-se a sua primeira versão em 19 de novembro de 1889, ou seja, quatro dias depois da Proclamação da República, com inicialmente 21 estrelas. Posteriormente, outra versão acrescentou os estados do Acre e Mato Grosso do Sul, deixando-a com 23 estrelas.

A versão atual de 27 estrelas surgiu em 1992, acrescentando assim, os estados do Amapá, Tocantins, Roraima e Rondônia. Assim, cada estrela simboliza um dos 26 Estados e o Distrito Federal.

Continua após a publicidade

Quais as características da bandeira do Brasil?

A bandeira do Brasil é formada por um retângulo verde, no qual está inserido um losango amarelo, cujo centro possui uma esfera azul celeste com estrelas brancas e uma faixa branca; em sentido obliquo e descendente da direita para esquerda, onde está escrito, em letras verdes, a frase “ORDEM E PROGRESSO”.

Portanto, a bandeira do Brasil é composta por quatro cores: verde, amarelo, azul e branco. Segundo a interpretação popular, o verde representa as matas; o amarelo, as riquezas como os minérios; o azul, o céu; e o branco, a paz.

Todavia, para alguns historiadores, as cores verde e amarela de nossa bandeira são resquícios da bandeira imperial, que a antecedeu, onde o verde representa a Casa de Bragança, do imperador Dom Pedro I, e o amarelo a Casa de Habsburgo, de sua esposa, a imperatriz Maria Leopoldina. Veja abaixo mais curiosidades sobre a Bandeira do Brasil.

Continua após a publicidade

30 curiosidades sobre a Bandeira do Brasil

30 curiosidades fascinantes sobre a bandeira do Brasil

1. Em primeiro lugar, hasteia-se a bandeira nacional diariamente nos órgãos públicos federais, estaduais e municipais, nas missões diplomáticas e nas unidades da marinha mercante;

2. Além disso, ela é hasteada nos dias de festa e de luto nacional, nos estabelecimentos de ensino e sindicatos e pelo menos uma vez por semana, em caráter solene, nas escolas públicas e particulares;

3. A bandeira pode ser hasteada e arriada a qualquer hora do dia ou da noite, mas normalmente isso é feito às 8 horas e 18 horas, respectivamente.
Apenas no Dia da Bandeira (19 de novembro), o hasteamento é realizado às 12 horas, em solenidade especial.

Continua após a publicidade

4. Durante a noite a bandeira deve estar iluminada.

5. Quando várias bandeiras são hasteadas ou arriadas simultaneamente, a bandeira brasileira é a primeira a atingir o topo e, portanto, a última a descer.

6. Quando a bandeira fica velha, rasgada ou desbotada deve ser substituída por uma nova.

7. A maior bandeira do Brasil, hasteada, fica em Brasília, na Praça dos Três Poderes. Aliás, ela tem 286 metros quadrados e o mastro tem 100 metros de altura.

Continua após a publicidade

8. No Brasil, o Dia da Bandeira, é comemorado, todos os anos, em 19 de novembro. No entanto, mesmo sendo considerada uma data importante, esse dia não é um feriado nacional.

9. A atual Bandeira do Brasil foi adotada em 19 de novembro de 1889. Aliás, o desenho é do pintor Décio Villares e o projeto, de Raimundo Teixeira Mendes e Miguel Lemos, todos positivistas.

10. A bandeira nacional é semelhante a bandeira do Império, que foi desenhada em 1822 pelo pintor francês Jean-Baptiste Debret.

Curiosidades sobre o uso dos símbolos nacionais

30 curiosidades fascinantes sobre a bandeira do Brasil

Continua após a publicidade

11. Quando a bandeira estiver sendo hasteada ou arreada, ou levada em marcha ou cortejo, ninguém (exceto os militares) pode usar chapéu, boné ou qualquer outra coisa sobre a cabeça. Já os militares devem prestar continência.

12. É proibido usar a bandeira como vestimenta. Contudo, existe um projeto na Câmara (PL 2.271/2007) que revoga essa proibição.

13. Não se deve reproduzir a bandeira em rótulos ou embalagens de produtos.

14. A única bandeira que fica permanentemente hasteada fica na Praça dos Três Poderes, em Brasília.

Continua após a publicidade

15. Existe uma bandeira desenhada no carpete do Plenário do Senado, a obra é de autoria do auxiliar de serviços-gerais Clodoaldo Silva. Em suma, ele fez o desenho pela primeira vez em 1998 para celebrar o nascimento do filho.

16. Bandeiras rasgadas devem ser entregues à Polícia Militar para serem incineradas no Dia da Bandeira.

17. A expressão Ordem e Progresso trata-se da redução de um lema positivista do filósofo francês Auguste Comte (1798-1857), que proclama: “O amor por princípio e a ordem por base, o progresso por fim”.

18. A primeira bandeira brasileira, que ainda não se parecia com a atual, foi feita em 19 de setembro de 1822 por decreto de dom Pedro I (1798-1834).

Continua após a publicidade

19. O Brasão da República ou Brasão de Armas do Brasil é obra do engenheiro Artur Zauer, feito por encomenda do Presidente Deodoro da Fonseca.

20. O uso do Brasão da República é obrigatório nos Três Poderes: Executivo, Legislativo e Judiciário bem como pelas Forças Armadas. Além disso, o símbolo também está presente em todos os prédios públicos.

21. O Selo Nacional baseia-se na esfera da Bandeira Nacional. Contudo, ele serve para autenticar os atos de governo, os diplomas e certificados expedidos por escolas oficiais.

Curiosidades sobre as formas estampadas na bandeira do Brasil

Continua após a publicidade

22. Atualizaram o número de estrelas pela última vez em 1992, para acrescentar os estados de Amapá, Roraima, Rondônia e Tocantins.

23. O círculo azul com estrelas só foi incorporado em 1889 depois da proclamação da Republica. Ademais, as estrelas simbolizam os estados e sua posição corresponde à data da proclamação da Republica.

24. As constelações que compõem a Bandeira estão invertidas, ou seja, representadas não da forma como são vistas olhando para o céu, mas como se fossem vistas por um espelho.

25. O quadro “Pátria”, de Pedro Bruno, 1919, representa a confecção da primeira Bandeira do Brasil. Aliás, a obra pertence ao acervo do Museu da República, no Rio de Janeiro.

Continua após a publicidade

26. É um dever cívico de todo brasileiro conhecer o maior símbolo nacional, seu significado e sua origem.

Outras curiosidades sobre a bandeira nacional

30 curiosidades fascinantes sobre a bandeira do Brasil

27. Não se pode modificar as cores ou o lema deste símbolo ao representá-lo. Todavia, há um projeto de lei na Câmara dos Deputados que propõe mudar o lema para “Amor, Ordem e Progresso” tendo por base a inspiração positivista original.

28. A Lei 5.700/1971 diz como deve ser a confecção da Bandeira Nacional, uso e comportamento diante dela, bem como suas restrições. Contudo, a Lei 8.421/1992 fez algumas modificações na lei anterior para adequar a Bandeira à nova divisão dos estados.

Continua após a publicidade

29. Em 1971, no período da ditadura militar, o presidente Emílio Garrastazu Médici decretou que a bandeira se juntaria ao hino nacional, bem como às armas nacionais e o selo nacional como os símbolos oficiais do Brasil.

30. Por fim, as figuras geométricas da Bandeira do Brasil também reforçam homenagens para colonizadores, mas de forma subjetiva. O losango é atribuído a mães, esposas, irmãs e filha e o círculo azul reitera a imagem de céu.

Então, agora que você conhece as principais curiosidades sobre a bandeira do Brasil, leia também: Amanda Lemos, quem é? História da lutadora de MMA

Continua após a publicidade
Próxima página »

Escolhidas para você