Ciência & Tecnologia

Telegrama, o que é? História dessa forma de comunicação

O telegrama é uma meio de comunicação antigo usado para mandar mensagens por meio de códigos e pode ser fonado ou impresso.

O que você faz quando precisa se comunicar com urgência. Certamente, sua resposta está relacionada a WhatsApp, redes sociais ou mesmo ligação telefônica. No entanto, a comunicação nem sempre foi rápida e instantânea e para transmitir mensagens urgentes um meio de comunicação antigo, mas muito eficiente, era o telegrama.

O telegrama pode ser escrito ou fonado (ditado via telefone). Desse modo, para que a mensagem seja transmitida, é preciso que haja um número de telefone, por meio do qual transmitimos a mensagem desejada e, do outro lado da linha, uma pessoa anota o nosso nome, endereço e a mensagem.

Em segundo lugar, fornecemos o nome da pessoa a quem se destina o telegrama juntamente com o endereço. Sendo assim, a mensagem ditada ou escrita é enviada para o destinatário (quem vai receber) via telefone ou mesmo impressa e entregue pelos correios.

Além disso, por ser um meio de comunicação antigo e rápido, a mensagem enviada pelo telegrama deve ser curta. Sendo assim, ao enviarmos o telegrama escrito, diretamente no correio, o pagamento é feito no local. Contudo, no caso de telegrama fonado, o valor debitado na conta telefônica.

Continua após a publicidade

História do telegrama

Fonte: Gaúcha Zh

Primeiramente, para que o telegrama se tornasse uma realidade, foi preciso que uma máquina fosse investada, a fim de facilitar o envio de mensagens. Isso se tornou possível porque, em 1835, o americano  Samuel Finley Breese Morse criou o primeiro telégrafo.

No entanto, Morse só conseguiu enviar a primeira mensagem à distância em 1844, após muitos anos de estudo da invenção. A primeira mensagem utilizando esse meio de comunicação antigo dizia: “O que Deus possibilitou”. Desse modo, quatro após, os americanos já dispunham de linhas para se comunicar por meio do Código Morse.

No entanto, a história do telegrama começa oficialmente em 1832. Isso porque, nesse ano, Samuel construiu um aparelho para a transmissão de sinais batizados de Código Morse. O inventor conheceu o o cientista Charles Jackson, de Boston, que lhe relatou as experiências de Ampére com o eletromagnetismo.

Após as pesquisas com eletromagnetismo, em 1832, Samuel passou cinco anos de sua vida pesquisando e patenteou o telégrafo em 1840. Desse modo, ele resolveu testar sua efetividade mandando mensagem entre as cidades de Washington e Baltimore, distantes 60 quilômetros uma da outra.

Continua após a publicidade

Popularização do meio de comunicação antigo pelo mundo

Telégrafo. Fonte: DW

A invenção de Morse somente se popularizou com a ascensão dos postes de energia pelos Estados Unidos. Desse modo, o telégrafo criou uma comunicação a nível mundial utilizando um código de caracteres – traço e ponto. Dessa maneira, era possível enviar mensagens para qualquer lugar do mundo, mesmo sem falar outros idiomas.

Pelo sucesso do telegrama, Morse fundou sua própria companhia telegráfica e enriqueceu muito. No entanto,  o sistema de números em seu código era bastante complicado. Por isso, o assistente de Samuel, Alfred Vail, elaborou um sistema com letras em vez de números. Sendo assim, as letras eram transmitidas através de impulsos breves e longos.

Apesar da popularização nos Estados Unidos, o telegrama só chegou à Europa vinte anos mais tarde. Além disso, o telegrama atingiu seu auge em 1901, com as transmissões sem fio através do Oceano Atlântico. Ao longo do tempo, a tecnologia foi avançando e outros meios de comunicação mais eficientes substituíram o telegrama.

O telegrama no Brasil

Fonte: Wikipedia

Já no Brasil, o primeiro telégrafo foi inaugurado em 1857, no Rio de Janeiro. Desse modo, a primeira linha tinha 50 quilômetros sendo 15 em cabo submarino, no leito da baía de Guanabara. No entanto, o avanço dessa forma de comunicação no país se deu graças ao padre Landell de Moura.

Continua após a publicidade

O padre foi um dos primeiros a conseguir a transmissão de sons e sinais telegráficos sem fio, por meio de ondas eletromagnéticas. De acordo com historiadores, Landell desenvolveu experimentos entre os anos de 1893 e 1894. No entanto, o primeiro registro de um telegrama enviado com sucesso no Brasil data de 3 de junho de 1900.

Apesar de parecer um meio de comunicação antigo e ultrapassado, até hoje é possível mandar um telegrama. No site dos Correios, por exemplo, é possível encontrar a descrição como : “Mensagem urgente e confidencial, transmitida eletronicamente para o local de entrega, onde é impressa e autoenvelopada para entrega no endereço do destinatário”. Conhece alguém que já mandou um telegrama?

Gostou dessa matéria? Então leia também essa: Imagem profissional, o que é? Importância e como fazer

Fonte: Gaúcha ZH, DH, Cola da Web

Continua após a publicidade

Imagens: Gaúcha ZH, DH, Bioflorestal

Próxima página »

Escolhidas para você