11 fatos absolutamente NOJENTOS sobre as baratas

Para quem não morre de nojo, ou de medo mesmo, quando vê uma barata cascuda por perto, o Segredos do Mundo dá os parabéns. Isso porque as baratas, de uma forma geral, são nojentas e reúnem uma série de características que fazem delas, fácil, fácil; um dos seres vivos mais odiados do planeta.

E isso não é apenas por causa da aparência deplorável das baratas. Elas são verdadeiras engenhocas do mal e se enfiam até mesmo no chocolate nosso de cada dia, sabia? Sem contar que as baratas também adoram degustar tudo  que surge pela frente, incluindo seres humanos VIVOS!!!

Já odeia esses bichos agora? Então espere até você descobrir que as baratas estão por aqui, na Terra, há mais de 325 milhões de anos e que estão divididas em mais de 5 mil espécies!

Arrepiou ai? A gente também. No entanto, essas não são as únicas coisas chocantes que você precisa saber sobre esses insetos asquerosos. Na lista que preparamos abaixo, aliás, você encontra muitas outras informações, nada agradáveis, sobre as baratas.

Confira alguns fatos absolutamente NOJENTOS sobre as baratas:

1. Casca protetora

1

Tudo, no interior das baratas é delicado e, se não fosse suas cascas duras e horríveis, elas morreriam fácil, fácil. Feitas de quitina, as cascas das baratas, originalmente em formatos achatados (como você já deve ter reparado), permitem que elas aguentem esmagamentos leves sem nenhuma lesão.

2. Gordura protetora

Sabe aquela gosma cremosa e esbranquiçada que sai de dentro das baratas, quando esmagadas? Aquilo se trata de gordura (sim, gordura de barata, eca mil vezes!) e serve para proteger os órgãos internos das baratas. Além de ajudar no amortecimento dos impactos, essa gordura faz com que as baratas sobrevivam dias sem comer.

3. Reprodução

3

Sabia que as baratas guardam seus filhotes dentre de seus corpos até eles ficarem “prontos” para viver sozinhos? Elas os seguram em uma parte de corpo chamada ooteca, uma espécie de recipiente para os ovos. Outras espécies de baratas, no entanto, desprendem a tal ooteca cheia de ovos de seus corpos, em um lugar seguro, para que os ovos eclodam sozinhos.

4. Antenas = satélites

4

Uma das partes mais preciosas dos corpos das baratas, sem sombra de dúvidas, são as antenas. Isso porque elas acabam funcionando um pouco como pequenos satélites e permitem que as baratas detectem, por exemplo, a presença de água, álcool ou açúcar nas proximidades. Aliás, é também pelas antenas que as baratas sentem cheiro.

5. Fôlego extra

5

É chocante, mas as baratas respiram por 20 aberturas laterais em seus pequenos corpos. Essas aberturas, aliás, têm até nome científico, espiráculos, e são responsáveis por levar o ar para todas as partes desses insetos. Isso, inclusive, faz com que as asquerosas baratas possam ficar sem oxigênio por horas sem que morram.

6. Radar natural

6

Essa espécie de espinhos traseiros das baratas funcionam como verdadeiros radares. Isso porque eles captam vibrações, por meio das mais sutis movimentações do ar, fazendo com que as baratas identifiquem possíveis ameaças, o tamanho das coisas, a velocidade dos movimentos e até mesmo a localização de um possível agressor.

7. Dieta variada

7

Nada no reino dos animal é tão desprovido de preconceito, na hora da alimentação, quanto as baratas. Conforme já constataram por aí, elas comem de tudo, incluindo cola, vezes, papel, couros, suas companheiras de espécie, cerveja quente, seres mortos e vivos também.

Aliás, isso não acontece somente com as baratas. Algumas cobras, como você já conferiu nessa outra matéria (clique), também comem tudo que vêem pela frente. A única diferença é que esses répteis se arrependeram amargamente logo depois do lanchinho.

8. Você faz parte do menu

8

Nem mesmo os humanos, vivinhos da silva, escapam das baratas se elas tiverem a oportunidade de nos degustar. Com suas mandíbulas potentes, elas raspam a superfície da pele e, sem dentes, deixam buracos doloridos e, não raro, infeccionados.

Aliás as partes dos seres humanos que as baratas mais gostam são as extremidades, como dedões, sola dos pés, unhas, palmas das mãos e até mesmo cílios. Mas elas também não se fazem de rogadas se podem comer um pouquinho de outras partes, como o cantinho da boca sujo de comida.

As crianças, aliás, são os alvos mais fáceis das baratas porque elas atacam mais à noite e os pequenos costumam ter sono pesado. No entanto, adultos também parecem bem saborosos para elas, desde estejam imóveis, de preferência, dormindo de boca aberta.

9. Sem cabeça

9

Sim, as baratas conseguem sobreviver sem cabeça por até um mês. Isso porque elas podem ficar bastante tempo sem comer ou ingerir água. Além disso, as estruturas vitais das baratas ficam espalhadas pelo abdômen e, caso percam a cabeça, um gânglio nervoso no tórax desses insetos passa a coordenar seus movimentos. Esse outro comando, aliás, permite até que as baratas consigam fugir de ameaças, mesmo se estiverem sem cabeça.

10. Chocolate de baratas

10

Sim, essas coisas nojentas são presenças VIP nos chocolates de todo o mundo. Um estudo da Food and Drugs Administration (FDA), uma barra de chocolate de tamanho médio contém, mais ou menos, 8 resíduos de baratas. Isso acontece, segundo a FDA, porque as baratas entram em contato com o cacau ainda na colheita e no armazenamento.

Aliás, não está comprovado ainda, mas pessoas alérgicas a chocolate podem, na verdade, ser alérgicas às baratas que ficam na composição da guloseima. Isso porque o inseto, por si só, é causador de alergias e costuma desencadear reações como coceira, câimbras e assim por diante.

11. Resistentes a radiação

11

Sim, baratas são seres muito resistentes à radiação. Segundo especialistas, seus corpos são formados por poucas células, o que facilita os “consertos” necessários causados pela radiação. No entanto, essa história de que as baratas podem sobrevier à bombas atômicas, isso é uma grande besteira.

Alguns outros seres vivos, como as algas, os  musgos e as bactérias, no entanto, são mais resistentes que as baratas e talvez sobrevivessem. Conforme estudos, enquanto a barata americana aguenta até 20 mil rads (unidade de radiação absorvida), o caruncho de madeira aguenta 48 mil, e a mosca-das-frutas, 64 mil. Só a título de informação, uma bomba, como a de Hiroshima, tem 34 mil rads, logo esses seres não sobreviveriam uma explosão nuclear.

E você, sabia dessas coisas nojentas?