12 erros comuns ao fazer macarrão

A gente nem sempre acerta em fazer macarrão. Você não precisa ser um master chef para encontrar os 12 erros mais comuns na macarronada. Leia!

12 erros comuns ao fazer macarrão

Fazer macarrão é uma tarefa que muitas pessoas consideram fácil, afinal a receita é simples e exige poucos ingredientes. No entanto, é justamente por causa dessa simplicidade que muita gente acaba se descuidando de alguns detalhes que fazem toda a diferença no resultado final.

Por isso, resolvemos listar 12 erros muito comuns que podem estar estragando a macarronada de muita gente. Afinal, quem não quer uma massa perfeita e saborosa para acompanhar um belo molho?

O primeiro erro é não usar água suficiente para cozinhar o macarrão. A massa precisa de espaço para se movimentar na panela e cozinhar uniformemente, por isso, é preciso colocar uma boa quantidade de água na panela e esperar que ela esteja fervendo antes de adicionar a massa.

Outro erro comum é não adicionar sal à água do macarrão. Esse ingrediente é fundamental para dar sabor à massa, por isso, não deixe de colocar uma boa quantidade de sal na água do cozimento.

Continua após a publicidade

Além disso, é importante ficar de olho no tempo de cozimento da massa. O macarrão deve ser cozido pelo tempo indicado na embalagem, mas é preciso estar atento para não deixá-lo passar do ponto e ficar mole demais.

Por fim, não esqueça de escorrer bem a água do macarrão antes de servir. Muita gente acaba deixando um pouco de água na panela, o que pode deixar a massa com uma consistência desagradável.

Continua após a publicidade

Seguindo as 12 dicas simples, porém, práticas que listamos abaixo, você vai conseguir preparar uma macarronada deliciosa e sem erros. Bom apetite!

12 erros que muita gente comete ao fazer macarrão

1. Não escolher o macarrão adequadamente

Cada tipo de macarrão tem um tempo de cozimento específico, além de combinar melhor com determinados tipos de molho.

Continua após a publicidade

Por isso, é importante escolher o tipo de macarrão que você vai utilizar de acordo com a receita que está preparando.

Por exemplo, o espaguete combina muito bem com molhos mais leves, enquanto o penne é ideal para molhos mais encorpados.

Além disso, é importante respeitar o tempo de cozimento do macarrão, para que ele fique no ponto certo e não fique mole demais. Apesar do tempo de cozimento estar indicado na embalagem, o ideal é ir experimentando ao longo do cozimento, para ver se a massa está ou não ficando no ponto.

2. Usar uma panela pequena

Uma panela maior permite que tenha água suficiente para o cozimento da massa.

Continua após a publicidade

Além disso, é preciso espaço para mover o macarrão e impedir que ele grude um no outro ou na panela.

Durante o cozimento do macarrão, uma panela grande ajuda que ele possa se movimentar livremente e cozinhar de forma uniforme, sem que partes da massa tenham consistência diferente.

Caso contrário, ele pode ficar grudado e mal cozido em alguns pontos, o que compromete a qualidade do prato.

3. Cozinhar em pouca água

Além de escolher a panela adequada, é importante adicionar uma quantidade suficiente de água para cozinhar o macarrão.

Continua após a publicidade

O ideal é utilizar cerca de 1 litro de água para cada 100g de macarrão. Se você colocar pouca água, a massa pode grudar e não cozinhar corretamente, além de ficar sem sabor.

A água também ajuda a diluir o amido que é liberado durante o cozimento do macarrão, deixando-o mais solto e saboroso.

4. Não esquentar a água

Muita gente coloca o macarrão na água fria e espera que ela aqueça junto com a massa.

Isso é um erro, pois o macarrão pode ficar grudado e mal cozido.

Continua após a publicidade

É importante esperar que a água esteja fervendo antes de colocar o macarrão, para que ele cozinhe corretamente e fique soltinho.

5. Adicionar óleo na água

Adicionar óleo na água do cozimento é um erro muito comum, mas que não deve ser feito.

Isso porque o óleo não ajuda a evitar que a massa grude, pelo contrário, pode criar uma camada que impede que o molho adira ao macarrão.

Além disso, o óleo pode alterar o sabor do prato e deixar a massa mais oleosa.

Continua após a publicidade

6. Quebrar as massas

Quebrar as massas ao meio antes de cozinhar pode parecer uma boa ideia, mas na verdade é um erro.

Ao quebrar a massa, você está alterando a forma como ela cozinha, o que pode fazer com que algumas partes fiquem mais moles do que outras, comprometendo a textura do prato.

Além disso, muitos tipos de massa são feitos com formatos específicos para reter melhor o molho, então, quebrá-los pode interferir nessa característica.

7. Não colocar sal na água

A massa do macarrão só deve ser cozida em água salgada. Se isso não acontecer, ela fica bem sem graça, no final do preparo.

Continua após a publicidade

A quantidade de sal, obviamente, depende do gosto pessoal de cada um, mas é preciso ter em mente que apenas uma quantidade mínima de sal consegue, realmente, entrar na massa.

Muitas pessoas não adicionam sal na água do cozimento do macarrão, o que é um erro.

O sal ajuda a realçar o sabor da massa e também ajuda a evitar que ela fique grudenta. O ideal é adicionar cerca de uma colher de sopa de sal para cada litro de água.

Lembre-se de adicionar o sal assim que a água começar a ferver, para que ele dissolva completamente.

Continua após a publicidade

8. Não respeitar o tempo de cozimento

Cada tipo de macarrão tem um tempo de cozimento específico e é importante respeitar esse tempo para que ele fique no ponto ideal.

Muitas pessoas acabam cozinhando o macarrão por tempo demais, o que pode deixá-lo mole e sem sabor.

Por outro lado, se o macarrão não cozinhar o suficiente, ele pode ficar duro e difícil de mastigar.

Verifique o tempo de cozimento indicado na embalagem e faça o teste de vez em quando para verificar se a massa já está no ponto ideal.

Continua após a publicidade

9. Demorar para escorrer

Escorrer o macarrão é uma etapa importante do preparo, pois ajuda a remover o excesso de água e evita que a massa fique mole e aguada.

No entanto, muitas pessoas demoram para escorrer o macarrão e acabam deixando-o esfriar demais.

Isso pode comprometer a textura do prato e também prejudicar a aderência do molho. Por isso, é importante escorrer o macarrão assim que ele estiver no ponto certo.

10. Enxaguar o macarrão depois de cozido

Algumas pessoas acreditam que é preciso enxaguar o macarrão com água fria depois de cozido para evitar que ele fique grudento.

Continua após a publicidade

No entanto, isso é um erro, pois a água fria pode tirar o amido da massa, que é justamente o que ajuda o molho a aderir à massa.

Além disso, enxaguar o macarrão pode fazer com que ele perca parte do sabor e da textura.

11. Jogar a água do cozimento fora

Muita gente acaba jogando a água do cozimento do macarrão fora, mas isso também é um erro.

A água do cozimento contém amido da massa, que pode ser usado para ajudar a engrossar o molho e também para dar mais sabor ao prato.

Continua após a publicidade

Você pode reservar um pouco da água do cozimento para usar no molho, caso precise de mais líquido ou espessura.

12. Não colocar o molho na hora

O molho é uma parte fundamental do preparo do macarrão, e muitas pessoas acabam cometendo o erro de prepará-lo com antecedência e deixá-lo na geladeira.

Isso pode fazer com que o molho perca parte do sabor e da textura, além de não aderir tão bem à massa.

O ideal é preparar o molho enquanto o macarrão está cozinhando e adicioná-lo à massa assim que ela estiver escorrida, para que o sabor fique mais intenso e a textura mais cremosa.

Continua após a publicidade

E por falar em macarrão, você precisa conhecer mais a fundo o que anda colocando no prato. Por isso, leia também: 7 segredos que você não conhecia sobre o macarrão instantâneo.

Fontes: Uol, Delicioso, Gazeta do Povo

Outras postagens