9 coisas que você NUNCA deve fazer se for prestar os primeiros socorros

Todo mundo sabe que em caso de emergências, como acidentes, fraturas e outras situações drásticas, o certo é chamar ajuda especializada, como o Samu (192) e os Bombeiros (193). No entanto, é importante também saber prestar os primeiros socorros para, pelo menos, deixar a vítima mais confiante até que o socorro chegue.

Mas, claro, sobre prestar os primeiros socorros não estamos falando apenas de fazer um curativo. Há situações bem mais complicadas que precisam de alguém que tenha liderança e calma para tomar as decisões corretas e coordenar a situação para deixar as vítimas em segurança até que os paramédicos assumam o comando.

Aliás, em determinadas situações, prestar os primeiros socorros pode salvar uma vida… ou, simplesmente, fazer com que a vida termine mais cedo, sabia? É preciso ter conhecimento do assunto para saber o que fazer e o que não fazer nesses momento e, é por isso, que preparamos a lista abaixo.

Como você vai ver, existe muita coisa que fazemos no dia a dia e que acreditamos se tratar de medidas corretas, mas que podem comprometer para sempre a saúde das pessoas ou, simplesmente, ser fatal. Quer ver?

Confira 9 coisas que você NUNCA deve fazer se for prestar os primeiros socorros:

1. Lavar feridas com água oxigenada

Apesar de todo mundo pensar que a água oxigenada ajuda desinfetando o ferimento, a verdade é que esse produto destrói as células do tecido, retardando a cicatrização. A mesma forma é com mertiolate, iodo ou álcool, que acabam queimando as células vivas.

O correto é lavar o machucado com água limpa (própria para o consumo) e, em seguida, aplicar pomada com antibiótico. Não cubra o ferimento com gases ou outras ataduras, isso também retarda o fechamento do machucado.

2. Fazer massagem cardíaca de qualquer jeito

Se você não sabe fazer massagem cardíaca, deixe que outra pessoa realize os movimentos, especialmente se você for maior e mais pesado que a vítima. Isso porque, dependendo do movimento e da força, você pode causar danos aos pulmões da pessoa e até mesmo quebrar costelas.

Aliás, sobre esse técnica, ela deve ser usada apenas em último caso, se não houver pulsação e se não houver médico ou resgate por perto. Quem se compromete em fazer a massagem, precisa manter o ritmo até a chegada da ambulância. Nessa outra matéria você confere como realizar a massagem corretamente.

3. Tomar paracetamol por conta própria

Apesar de ser vendido sem receita médica e ser bastante usado para tirar dores e reduzir febres, o paracetamol contém um componente chamado acetaminofeno. Em doses excessivas, esse remédio pode causar insuficiência nos rins e no fígado.

Portanto, siga à risca a dose recomendada por seu médico, segundo sua idade e peso; e jamais se automedique.

4. Tombar a cabeça em caso de hemorragia nasal

Quando você tomba a cabeça para trás, em meio a um sangramento do nariz, você acaba fazendo com que a pressão na cabeça aumente. Sem contar que, ao engolir o sangue, é possível que ele cause náuseas e entre no pulmões.

Se isso acontecer, mantenha a cabeça erguida para baixar a pressão e aplique algo frio no nariz, para que os vasos se contraiam e o sangramento comece a estancar. Você também pode usar os dedos indicador e polegar para ajudar nessa tarefa, tampando as narinas alternadamente durante 15 minutos.

Se não passar, repita o procedimento. No entanto, se o sangramento for causado por alguma lesão ou se não parar durante um longo período, o mais recomendado é chamar uma ambulância.

5. Mexer na vítima em caso de acidente

Mesmo que a vítima esteja consciente e aparentemente bem, jamais tente movê-la de lugar, seja em um atropelamento ou em uma batida de carro. Isso porque você pode acabar causando uma lesão no pescoço ou na coluna vertebral, o que pode ser fatal e ou deixar a pessoa paralítica para o resto da vida. As única exceções, claro, é se o carro estiver para explodir ou se estiver a ponto de cair em uma ribanceira, por exemplo.

Quando for prestar os primeiros socorros a pessoas nessas situações, certifique-se de que a pessoa está consciente, pergunto seu nome, se tem alguém a quem ela queira avisar do ocorrido e se está sentindo seus membros. Se não houver sangramento, seu papel é apenas acalmá-la até que a ajuda especializada chegue.

6. Tomar medicamentos que provocam vômito em caso de intoxicação

Além de poder agravar o quadro da intoxicação com mais drogas, remédios que causam vômitos podem provocar queimaduras no esôfago, sem contar o risco de que o vômito entre nos pulmões. Em caso de intoxicação ou envenenamento, chame o resgate o mais rápido possível e descreva os sintomas para que os especialistas digam a você o que fazer enquanto o socorro está à caminho.

7. Fazer torniquete para estancar sangramentos

Somente especialistas em saúde devem fazer torniquetes, mesmo em caso de sangramento abundante. Isso porque a técnica, se aplicada de maneira incorreta, pode interromper a circulação sanguínea por completo e acabar necrosando as extremidades dos membros, levando a amputações.

A melhor maneira de agir em sangramentos é usar água para limpar a região, usar gaze estéril ou um pano limpo sobre a ferida para ajudar a manter a pressão. Elevar o membro com a hemorragia também ajuda a controlar a quantidade de sangue até que o socorro chegue.

8. Enfiar o dedo ou uma colher na boca de alguém com convulsão

A colher, que supostamente protege a língua durante uma crise, pode acabar fazendo a pessoa sufocar. E você pode acabar se ferindo, caso enfie o dedo na boca de alguém que esteja em convulsão.

O certo é tentar deixar a pessoa o mais confortável possível, colocando algo abaixo do pescoço, segurando a cabeça e a virando para o lado para que a vítima não a bata e para que não se engasgue com a saliva; e retirando os objetos ao redor para evitar que ela se machuque enquanto se debate. Pedir para que os curiosos se afastem também faz com que a vítima respire melhor, até que os paramédicos cheguem.

9. Sugar o veneno em caso de picada de cobra

Além de não ser eficaz, o veneno misturado com a saliva acaba criando uma outra fonte de infecção para o ferimento. Isso, aliás, acelera o envenenamento do corpo, pode também causar edema pulmonar e até mesmo uma parada cardíaca.

Se a picada for em um membro, fique em posição horizontal, de forma que a área afetada fique num nível abaixo do coração, para retardar o avanço do veneno. Chame uma ambulância e tente descrever o que aconteceu, que bicho foi responsável pela picada e, enquanto a ajudar não chega, consuma muito líquido. A vítima também deve se movimentar o mínimo possível.

E, falando em coisas que podem salvar sua vida e a vida de outras pessoas, você precisa ler também essa outra matéria: Se você estiver se afogando em alto mar, faça isto.

Fonte: Incrível