Curiosidades

Você conhece a pimenta mais ardida do mundo?

Atualmente, a pimenta mais ardida do mundo é a Carolina Reaper, original da Carolina do Sul, Estados Unidos e equivalente a 29 malaguetas.

A pimenta mais ardida do mundo chama-se Carolina Reaper. Nesse sentido, consiste numa variedade da espécie Capsicum chinese, com criação por Ed Currie. Dessa forma, é original de Fort Mill, na Carolina do Sul, Estados Unidos. Mais ainda, consiste num cruzamento entre a Habanero e a Naga Bhut Jolokia.

A princípio, recebeu o título de pimenta mais ardida do mundo em 2013, com reconhecimento pelo próprio Guinness World Records. Sobretudo, é popular por uma aparência vermelho brilhante, textura áspera e cauda em formato de ferrão. Logo após análises na Universidade Winthrop na Carolina do Norte, tornou-se a mais famosa pimenta do mundo.

Comumente, a classificação das pimentas parte da escala de Scoville. Dessa forma, a pimenta Carolina Reaper alcançou entre 1,15 milhão e 2,2 milhões de unidades SHU. Em resumo, isso equivale a 29 unidades da pimenta malagueta. Por fim conheça mais sobre esse sistema e essa espécie de pimenta a seguir:

A pimenta mais ardida do mundo, qual é?

Continua após a publicidade

O que é a Escala de Scoville

Antes de mais nada a Escala de Scoville tem uso para medir o grau de ardência ou pungência de plantas do gênero Capsicum. Portanto, inclui as pimentas e as malaguetas. A princípio, surgiu por meio do farmacêutico Wibur Scoville que desenvolveu um método para medir o grau de calor das pimentas.

Em resumo, consistiu no Teste Organoléptico de Scoville ou Porocedimento de Diluição e Prova. Basicamente, envolvia misturar a pimenta pura com uma solução de água com açúcar. Logo em seguida, utilizava um painel de provadores para beber esta solução. Contudo, quanto mais solução de água e açúcar necessária para diluir a pimenta, maior seria a pungência.

No entanto, posteriormente o método teve aperfeiçoamentos, e a partir desse ponto criou-se as unidades de calor Scoville ou SHU. Ou seja, uma chávena de pimenta que equivale a 1000 chávenas de água corresponde a 1000 unidade na escola de Scoville. Sobretudo, se utiliza da capsaicina que gera a ardência nas pimentas para determinar esses parâmetros.

Comumente, se utiliza dessa escala até os dias atuais para determinar a pimenta mais ardida do mundo. Dessa forma, estima-se que a substância mais ardida do mundo na escala de Scoville e a resinferatoxina, com 16 milhões de SHU. Por outro lado, a Carolina Reaper entra como a pimenta mais ardida do mundo com até 2,2 milhões SHU.

Continua após a publicidade

Apesar disso, existem competidores não naturais pelo título de pimenta mais ardida do mundo. Como exemplo, pode-se citar a Pimenta X, e o próprio spray de pimenta padrão, com produção laboratorial. Sendo assim, não entram na classificação de pimenta em si, porque ainda que a Carolina Reaper seja produto de uma combinação de outras espécies, é possível cultivá-la naturalmente.

A pimenta mais ardida do mundo, qual é?
Pimenta Komodo Dragon Pepper

A pimenta mais ardida do mundo e outras concorrentes

A princípio, a variedade da pimenta mais ardida do mundo mais comum é a vermelha. Porém, existem versões em amarelo, pêssego e chocolate. No geral, o consumo acontece por meio da pimenta desidratada ou em flocos, com mistura na comida. Desse modo, não há perigo de intoxicação como acontece quando se morde a fruta.

Logo após a Carolina Reaper, as outras competidoras pelo título de pimenta mais ardida do mundo são a Pepper X e a Komodo Dragon Pepper. Em resumo, a Pepper X é um produto em desenvolvimento do mesmo criador da Carolina Reaper. Nesse sentido, ainda está em fase de teste, mas promete alcançar 3,1 milhões de SHU, o que equivale a 42 malaguetas.

Por outro lado, a Komodo Dragon Pepper consiste num produto do Reino Unido cuja pontuação também chega a 2,1 milhões SHU. Dessa forma, equivale a 29 malaguetas como a pimenta mais ardida do mundo, mas costuma ser menos pungente. Comumente, consumidores descrevem um sabor frutado quente.

Continua após a publicidade

Porém, gera forte ardência na boca em dez segundos. Além disso, encontra-se esse produto em toda as mercearias dos Estados Unidos, sendo um querido entre entusiastas de pimenta. Apesar disso, recomenda-se manuseá-la com luvas e nunca consumir inteira, porque pode causar fortes alterações no trato digestivo.

E aí, aprendeu sobre a pimenta mais ardida do mundo? Então leia sobre Sangue doce, o que é? Qual a explicação da Ciência

Próxima página »

Escolhidas para você