Curiosidades

Pimentas: os tipos mais diferentes e escala de ardência

Pimentas são usadas como temperos, bem como seu nível de ardência por ser medido por um processo chamado unidade de Scoville.

Certamente muita gente ama. Provavelmente, outros tantos odeiam. Ainda assim, não existem duvidas de que as pimentas são extremamente usadas no Brasil. Por isso, elas podem ser protagonistas das mais variadas receitas, como também podem ser usadas como ingredientes na hora do tempero. Além disso, possuem diversos benefícios a saúde.

São diversos tipos, cores, tamanhos e formatos variados. Da mesma forma, possuem graus de ardência, variando de acordo com seu grau de pungência. Essa classificação é definida pelo grau de capsaicina presente nelas, sendo ele o componente químico encarregado da ardência.

Além disso, existe também o método chamado Escala de Scoville, desenvolvido por Wilbor Scoville para medir o teor de ardências. Criado em 1912 o teste diluía as pimentas em uma solução de água e açúcar, até a ardência sumir.

Posteriormente a escala foi criada, sendo ela: 1 xícara de pimenta equivalente a 1.000 xícaras de água, assim correspondente a 1.000 na Escala de Scoville.

Pimentas - quais as mais ardidas ? Quais os níveis ?
Agência Embrapa

10 pimentas mais ardidas do mundo (de acordo com a Escala de Scoville)

Provavelmente você tem aquela pimenta ardidinha que ama. Ainda assim, ela não deve chegar aos pés dessas aqui, consideradas as mais ardidas do mundo. Por isso, se você quiser experimentar, tome cuidado e vá com moderação.

  1. Capsaicina pura – com 15 000 000 – 16 000 000 unidades de Scoville
  2. Spray de pimenta – com 2 000 000 – 5 300 000 unidades de Scoville
  3. Carolina Reaper – com 1 150 000 – 2 200 000 unidades de Scoville
  4. Trinidad Scorpion – com 1 400 000 unidades de Scoville
  5. Naga Viper – com 1 300 000 unidades de Scoville
  6. Pimenta Infinity Chilli – com 1 000 000 unidades de Scoville
  7. Bhut Jolokia – com 855 000 – 1 000 000 unidades de Scoville
  8. Pimenta Dorset Naga – com 876 000 – 970 000 unidades de Scoville
  9. Habanero Red Savina – com 350 000 – 577 000 unidades de Scoville
  10. Scotch Bonnet – com 100 000 – 350 000 unidades de Scoville

Os tipos mais populares no Brasil

Pimentas - quais as mais ardidas ? Quais os níveis ?
DeCabron

No Brasil, a região nordeste é, provavelmente, um dos estados que mais apreciam a iguaria. A Bahia é uma das regiões mais conhecidos pelos seus pratos apimentados.

Continua após a publicidade

Você ficou com água (ou seria ardência) na boca? Então se prepara para a lista das melhores pimentas do país.

Pimenta biquinho

Pimentas - quais as mais ardidas ? Quais os níveis ?
Meia Dose Diária

Esta é uma pimenta de fácil cultivo e, também, fonte de nutrientes. Ela ajuda a aumentar a imunidade por causa do betacaroteno presente em sua composição. Além disso, como o  nome já diz, a pimenta biquinho é arredondada e possui uma pequena ponta, em forma de bico.

A pimenta biquinho é vermelha, possui um sabor suave, baixo teor de ardência, com 1.000 unidades de Scoville. Ela também é um  ótimo aperitivo e pode ser consumida pura. Também é bastante utilizada em receitas leves, assim como em saladas, grelhados e em decorações. Por fim, outra dica é usa-la em uma geleia leve.

Pimenta da dedo de moça

Pimentas - quais as mais ardidas ? Quais os níveis ?
Fazer Feira

Uma das pimentas brasileiras mais conhecidas, ela pode ser encontrada de várias formas, como em forma de molho, moída, desidratada, em conserva ou até mesmo fresca. A pimenta dedo de moça é alongada e curva, e também possui um vermelho intenso.

Ela também contém vitamina A,C e E, funcionando como um ótimo antioxidante, assim prevenindo doenças crônicas e o envelhecimento precoce. Bem como possui uma ardência média, com 5.000 a 15.000 unidades Scoville, podendo ficar mais suave se suas sementes forem tiradas. Desta forma ela é bastante usada em temperos e molhos, e até mesmo em sobremesas.

Pimenta rosa

Pimentas - quais as mais ardidas ? Quais os níveis ?
Armazém Cerealista

Primeiramente, ela é uma pimenta originária do Brasil. Além disso, ela tem sabor leve, porém, com aroma forte. Apesar disso, ela não é exatamente uma pimenta, e sim um fruto da árvore aroeira. Consequentemente, ela é usada principalmente para aromatizar pratos.

Continua após a publicidade

Ela é usada no famoso chocolate com pimenta. Além disso, também pode ser utilizada em pratos salgados como risoto de filé mignon com pimenta rosa.

Pimenta de cheiro

Pimentas - quais as mais ardidas ? Quais os níveis ?
Remédio Caseiro

Muito utilizada em pratos nordestinos, e originária da Bahia, ela possui um aroma forte mas uma ardência leve a moderada. Além de ser bastante utilizada para a harmonização de sabores e complemento de temperos.

Pimenta cumari

Pimentas - quais as mais ardidas ? Quais os níveis ?
Plantei

Tendo sua origem na América do Sul e Central, a pimenta cumari é arredondada com coloração que variam do amarelo ao vermelho intenso. Assim como é bastante picante, com 100.000 a 300.000 unidades de Scoville, além de ser bastante apreciada no nosso país, principalmente na região norte.

Ela também possui um tom amargo no final, não sendo tão utilizadas na preparação de molhos. Portanto ela é mais usada como temperos de pratos do dia-a-dia, como arroz, feijão, trazendo assim um sabor diferente para os alimentos.

Pimenta malagueta

Pimentas - quais as mais ardidas ? Quais os níveis ?
Sitio da Mata

Uma das pimentas mais picante do muno, com 50.000 a 100.000 unidades de Scoville, a malagueta é bastante temida. Apesar disso, quando usada moderadamente garante um sabor distinto ao prato. Também é uma das pimentas mais conhecidas no Brasil.

Além disso, possui uma forma alongada e uma cor vermelha vibrante. Ela também é uma das pimentas mais cultivadas do Brasil, e muito usada no nordeste do país. Por fim, é ingrediente de vários pratos brasileiros famosos, como bobó de camarão, moqueca, vatapá e o tão conhecido acarajé.

Continua após a publicidade

Pimenta jalapeño

Pimentas - quais as mais ardidas ? Quais os níveis ?
Dream Garden 3

Com uma ardência média, com 2.500 a 8.000 unidades de Scoville, a pimenta japapeño é originário do México, e utilizada em diversos lugares do mundo. Usada no Brasil em saladas de tomate, e quando seca e desidratada faz parte do famoso molho chiplote.

Ela também é um clássico da culinária mexicana, usada no famoso chilli, tacos e burritos bem como também é consumida com azeite e sal. Outro uso da pimenta é no preparo de recheios, molhos e em receitas com carnes.

Pimenta caiena

Armazém Cerealista

A pimenta cayenne ou mais popularmente conhecida como caiena deve seu nome a cidade de Caiena, na Guiana francesa, bem como é constituída por uma mistura de pimentas vermelhas. Sendo elas malagueta, dedo-de-moça e chifre-de-veado. Desta forma ela possui um alto teor de ardência, com 30.000 a 50.000 unidades de Scoville.

Em decorrência a pimenta caiena faz sucesso em diversos países, como o Brasil, Índia, México, Estados Unidos. Por ser extremante ardida é bastante utilizada nas cozinhas tailandesas e mexicanas, que são conhecidos pelos seus pratos picantes.

Pimenta do reino preta

Pimentas - quais as mais ardidas ? Quais os níveis ?
Armazém Manjericão

A mais querida e a mais conhecida do mundo, a pimenta do reino é bastante usada como tempero de receitas salgadas. Ela também não possui uma ardência muito forte, desta forma é usada em receitas para realçar o sabor dos ingredientes.

Pimenta do reino branca

Beleza da Terra

Diferente da pimenta do reino preta, a pimenta do reino branca possue leve ardência e aroma acentuado, assim como é extraída do grau maduro da planta Pipper Nigrum. Planta essa proveniente da Ásia. E sendo um pimenta bastante popular seu sabor harmoniza carnes brancas, como peixes e frangos.

Continua após a publicidade

Pimentas em conversa

Conserva de vinagre

Pinterest

Sendo o vinagra branco o mais indicado, esse tipo de conserva é o que apresenta menor risco de contaminação. Isso acontece por conta a acidez do vinagre. Desta forma é possível misturar diversos tipos de pimenta em um mesmo frasco, adicionando condimentos como sal, cravo-da-índia, cominho e alho.

Além de que o vinagre mantém a pimenta mais crocante. Assim como o próprio vinagre utilizado na conserva pode ser reutilizado já que o seu sabor irá ficar levemente ardente. Dessa forma, poderá ser útil em outras receitas.

Conserva de azeite

Bela Gil

Esse tipo de conserva é um pouco mais complexa, pois se houver algum tipo de contaminação pode causar intoxicação alimentar, como o botulismo. Por isso, é indicado que o processo da conserva seja feito por pessoas qualificadas, para que assim a preparação seja limpa e de maneira correta.

Diferente da conserva de vinagre, para que as conserva no azeite funcione não deve-se misturar vários tipos de pimentas, além de nenhum tipo de especiaria. Pois, assim a mistura pode fazer com que a conserva dure menos tempo, ou alterar o sabor.

E você gosta de pimenta? Curte uma comida picante? Então confira também: Como substituir o sal na hora de cozinhar sem perder o sabor da comida

Fonte: Plantei e Tudo Gostoso

Continua após a publicidade

Imagem destaca: Nova Mais

Próxima página »

Escolhidas para você