Saúde

Abacaxi com Coca-Cola elimina pedras nos rins? Mito ou verdade?

Uma receita propagada na internet afirma que cálculos renais e biliares são fáceis de resolver com Coca-Cola e abacaxi; será verdade?

Uma forma popular e eficaz de prevenir ou tratar cálculos renais e biliares é uma mudança na dieta e nos hábitos alimentares, que consiste em comer alimentos que ajudam a prevenir a formação de cálculos renais e evitar comidas que agravam o quadro de quem já luta contra essas condições.

No entanto, uma nova fórmula caseira foi acrescentada a essa lista de alimentos, mas com um grau de ação no mínimo curiosos; uma mensagem que circula pelas redes sociais afirma que misturar duas fatias de abacaxi e dois copos de Coca-Cola é um remédio suficientemente capaz de eliminar pedras na vesícula e nos rins. Mas, isso realmente funciona?

Primeiramente vamos entender do que se tratam essas doenças, saiba mais a seguir.

O que são cálculos renais?

Continua após a publicidade

Os cálculos renais são depósitos cristalizados que se formam à medida que os rins produzem urina. As pedras nos rins causam muitos tipos diferentes de sintomas, incluindo dor intensa que pode se irradiar para outras partes do corpo, como abdômen, virilha, parte inferior das costas e costelas.

Além disso, os cálculos renais também podem fazer com que a urina fique descolorida (vermelha ou marrom), turva e com mau cheiro. Depois que as pedras nos rins se formam, existem algumas maneiras de se livrar delas.

Beber muita água pode ajudar, assim como o uso de medicamentos como bloqueadores alfa para pedras maiores. Mas, não há nada cientificamente comprovado que abacaxi com Coca-Cola ajude a solucionar o problema.

O que são cálculos biliares?

Abacaxi com Coca-Cola elimina pedras nos rins? Mito ou verdade?

Continua após a publicidade

Os cálculos biliares são duas vezes mais comuns em mulheres do que em homens. Em suma, eles são feitos de colesterol e bilirrubina, que são componentes da bile na vesícula biliar.

Desse modo, quando esses componentes se agregam, eles formam pedras. O tamanho dos cálculos biliares pode variar de pedras granuladas do tamanho de seixos até uma grande pedra dura.

Continua após a publicidade

Alimentos específicos e fatores de estilo de vida influenciam o risco de obter cálculos biliares. Ademais, perder peso rapidamente e ganhar peso aumentam o risco.

Alguns estudos sugerem que os fatores de proteção incluem hábitos alimentares saudáveis, especialmente comer muitos vegetais e frutas e ter uma alta ingestão de fibras, mas novamente, não nenhuma recomendação sobre o efeito ‘milagroso’ do abacaxi com Coca-Cola.

Continua após a publicidade

Abacaxi com Coca-Cola ajuda a eliminar pedra nos rins?

Abacaxi com Coca-Cola elimina pedras nos rins? Mito ou verdade?

Abacaxi com Coca-Cola até parece uma combinação gostosa, não é mesmo? Mas, será que essa dupla é capaz de curar cálculos renais? Em suma, os defensores desse método sugerem que o ácido fosfórico encontrado na Coca ajuda a dissolver as pedras nos rins e na vesícula.

Já, o abacaxi contém citrato e bromelaína. O citrato também é conhecido como ácido cítrico. O citrato se liga ao cálcio e impede a formação de cálculos renais de cálcio.

Na verdade, o citrato é comumente prescrito como medicamento para prevenir pedras nos rins. E, em animais, a bromelaína pode reduzir a inflamação relacionada à doença inflamatória intestinal.

Continua após a publicidade

A coca por si só vai te desidratar, o que não é bom se você está sofrendo de cálculos renais ou biliares. Por outro lado, o suco de abacaxi ajuda a dissolver as pedras, mas não realiza essa tarefa sozinho. Ele desintoxica os rins enquanto outros agentes que dissolvem os cálculos entram em ação.

Portanto, não há evidências de que abacaxi com Coca-Cola ajudem na passagem ou na dissolução dos cálculos renais e biliares. Aliás, alguns médicos caracterizam este remédio caseiro como ” inútil ” e alertam que o efeito da Coca-Cola pode ser um agravamento para as pedras nos rins ou na vesícula.

Então, achou este conteúdo interessante? Pois, leia também: Quais as causas e o que podem indicar arrotos constantes

Continua após a publicidade

Próxima página »

Escolhidas para você