História

Beowulf – A lenda do poema épico redigido durante a Idade Média

Escrito em meados do ano 1000, o manuscrito de Beowulf influenciou vários escritores ao longo dos séculos, incluindo J. R. R. Tolkien.

Por P.H Mota

-

Um dos principais marcos da literatura medieval, Beowulf é um poema épico de autor desconhecido, escrito por volta do 1.000. Originalmente redigido na língua anglo-saxã (inglês) antigo, só foi traduzido em meados do século XIX.

Originalmente, no entanto, os feitos do herói mitológico já faziam parte das canções e histórias narradas por menestréis medievais.

Além disso, ao longo da história, a obra influenciou várias narrativas e autores importantes no gênero de fantasia. Entre eles, por exemplo, está J. R. R. Tolkien, autor de O Hobbit e O Senhor dos Anéis.

Atualmente, o manuscrito com o épico está conservado na Biblioteca Britânica, em Londres, na Inglaterra. Ele foi redigido com o uso de aliteração e, portanto, a primeira metade de cada verso está ligada à segunda metade por sílabas semelhante.

A lenda de Beowulf

Beowulf - a lenda do poema épico redigido durante a Idade Média
The Times

Segundo a lenda da mitologia nórdica, Beowulf era filho de Ecgetheow e sobrinho de Hygelac, rei dos Geats. Atualmente, a região faz parte da Suécia Meridional.

Ainda durante a infância, o herói já dava sinais de força e coragem acima de média. Entre outros feitos, por exemplo, o jovem nadou por sete dias e sete noites para combater monstros marinhos que atacavam uma região da Finlândia.

Além disso, ele também ajudou a defender as terras de Hetware, enfrentando quase 40 soldados sozinho. Logo após o combate, ainda nadou até seu barco carregando as armaduras dos soldados derrotados. Ao fim da vida, também derrotou um dragão que invadia seu reino.

O gigante Grendel

Beowulf - a lenda do poema épico redigido durante a Idade Média
Tales of Beowulf

Entre todas as façanhas realizadas por Beowulf, a maior delas é a batalha com o gigante Grendel e sua mãe.

De acordo com o épico, o monstro já ameaçava e destruía partes do reino da Dinamarca por doze anos. Logo após um banquete em seu castelo, o rei se viu no meio de um ataque do monstro, que não podia ser morto por uma arma produzida pelos homens.

Diante disso, o herói Beowulf decidiu viajar até o local para matar o monstro e livrar o rei da ameaça. Ao lado de outros 14 marinheiros, o herói preparou uma armadilha para o gigante Grendel.

O plano acabou causando a morte de um dos marinheiros, mas também feriu o gigante. O soldado conseguiu arrancar um dos braços da criatura, que deixou um rastro de sangue para Beowulf e seu grupo.

A mãe de Grendel segue o rastro para vingar o ataque a seu filho, mas é atacada por Beowulf. O herói então, mata a mãe do gigante e vai até sua caverna, para cortar-lhe a cabeça.

Fim da vida de Beowulf

Beowulf - a lenda do poema épico redigido durante a Idade Média
Tomat Midwood

Comprovando a destruição do gigante, Beowulf foi clamado como herói, mas acabou retornando à sua série natal. Ali, recebeu várias honrarias e bens e tornou-se rei após a morte do rei Heardred.

Sob o reinado do herói, a região teve paz por 50 anos, até a chegada de um dragão. Assim como fez com Grendel e sua mãe, Beowulf foi capaz de derrotar o dragão, mas foi ferido mortalmente.

Após a morte, o corpo do herói foi queimado e teve as cinzas colocadas num santuário da região, como forma de homenagem. O trono foi sucedido por Wigla, único soldado que manteve-se ao lado de Beowulf até o fim do combate contra o dragão.

Fontes: Britannica, InfoEscola, Concursos no Brasil

Imagens: ArtStation, Tales of Beowulf, Tomat Midwood, The Times

Próxima página »

Escolhidas para você