Curiosidades

Besouros – Espécies, hábitos e costumes desses insetos

Existem mais de 300 mil espécies de besouros no mundo todo, onde cada espécie desse inseto possui características e hábitos distintos.

Besouro é o nome dado a várias espécies de insetos que possuem um par de asas duras e que pertencem ao Filo Artropoda, Classe Insecta, Ordem Coleoptera. Esse par de asas duras é chamado de élitros, são bastante resistentes e servem para proteger o segundo par de asas que é mais frágil. Cuja função é ser usada por algumas espécies de besouros para voa, apesar de que nem todas as espécies conseguem voar. Ademais, os coleópteros são muito importantes para o equilíbrio ecológico do meio ambiente, pois algumas espécies ajudam no controle de algumas pragas.

Porém, há espécies que causam danos em plantações, transmitem doenças e roem roupas e tapetes. Pois, a alimentação de um besouro consiste em outros insetos, pequenos animais e algumas plantas.  A ordem coleóptera é o grupo animal com o maior número de diversidade de espécies que existe, ou seja, são cerca de 350 mil espécies existentes. No entanto, há cerca de 250 mil espécies de besouros como o vaga-lume, o gorgulho, a joaninha e o escaravelho, por exemplo. E se adaptam em diversos tipos de ambiente, inclusive na água.

Para se reproduzirem os besouros põem ovos, porém, até que chegue a fase adulta ele passa por um processo chamado de metamorfose. Ou seja, o besouro passa por alguns estágios como, de larva para pupa e por fim, após 3 anos se torna um inseto  adulto.  No entanto, quando adulto o besouro não possui sistema digestivo, portanto ele vive o necessário apenas para de reproduzir, morrendo logo em seguida.

Morfologia dos besouros

Imagem: Biólogo

Os besouros podem variar muito quanto ao tamanho, podendo medir entre 0,25 cm até mais de 18 cm. Quanto a sua cor, geralmente são pretos ou marrons, mas, também existem besouros coloridos como, laranja, vermelho, amarelo, verde e azul. Ademais, quando adultos os besouros possuem seis patas e duas antenas cuja função é ajudar a encontrar alimentos e a reconhecer outros de sua espécie.

Os besouros possuem morfologia diferente entre uma espécie e outra, cujas características principais são:

  • A maioria possui cabeça arredondada ou alongada que forma um rostro e no seu ápice se encontra a boca do inseto.
  • Protórax desenvolvido
  • Ocelos nas larvas e olhos compostos circulares ou elípticos nos adultos
  • Aparelho bucal mastigador bem desenvolvido
  • Pernas ambulatórias que ajudam a andar, fossoriais que servem para cavar e as espécies aquáticas possuem pernas natatórias.
  • O primeiro par de asas é modificado em élitros, portanto são duros e resistentes e o segundo par são asas membranosas que servem para voar.
  • Abdome séssil, com 10 urômeros nos machos e 9 nas fêmeas e é onde se encontram os espiráculos por onde os besouros respiram.

Reprodução dos besouros

Imagem: PixaBay

A reprodução dos besouros é sexuada, no entanto, em algumas espécies é através da partenogênese telítoca. Onde os óvulos se desenvolvem sem a fecundação, ou seja, sem a participação do macho. Apesar da maioria das espécies colocarem ovos, também existem espécies ovovíparas ou vivíparas. Ademais, os ovos são alongados e lisos, de onde saem larvas que se transformam em pupas e por fim em besouros adultos.

Continua após a publicidade

Besouros com bioluminescência

Imagem: Super Abril

A bioluminescência está presente nas espécies dos vaga-lumes e dos pirilampos, tanto nos machos quanto nas fêmeas. E que acontece devido à reação química entre a oxidação da luciferina com água sob a ação da enzina luciferase. Que são responsáveis por produzir o oxiluciferina e os raios luminosos.

Espécies mais populares

Imagem: Bernadete Alves
  • Sicofanta – são besouros capazes de devorar uma média de 450 lagartas durante um único verão.
  • Cicindela – é o besouro com maior velocidade entre os insetos.
  • Besouros Bicudos – possuem mais de 3000 espécies e se alimentam de plantas.
  • Serra-Pau – é um besouro de grande porte e possui mandíbulas fortes, mas está em risco de extinção.
  • Besouro cascudo – tem receptores nos músculos que tem a função de transmitir informações sobre seu próprio corpo.
  • Escorpião Aquático – apesar do nome não são bons nadadores e passam grande parte do tempo escondendo-se entre detritos de folhas em poças e fossas lamacentas.
  • Besouro Gigante – maior invertebrado voador e maior em peso vivem na floresta amazônica e pode medir 22 cm de comprimento e pesar cerca de 70 gramas.
  • Besouro Violino – mede cerca de 10 cm e vive na Ásia, além de se alimentar de lagartas, caracóis, etc. Devido sua coloração quase transparente é difícil de ser visualizado. Porém, está ameaçado de extinção.
  • Besouro-tigre – com antenas articuladas, essa espécie de inseto possui 2 cm de comprimento e vive em climas quentes. Ademais, são besouros ferozes que se alimentam de outros insetos.

1- Ditisco

Imagem: Bio Curiosidades

Essa espécie de besouro vive nos lagos de algas e em lagoas rasas e paradas. E para renovar seu suprimento de ar ele levanta sua traseira acima da superfície abre levemente suas asas puxando o ar para dentro dos dois poros de respiração.

2- Joaninha

Imagem: Perito Animal

Considerada como um dos maiores predadores do mundo, a joaninha se alimenta de pulgões e cochonilhas que são pragas de roseiras e citrus. Por isso, elas são muito importantes para o controle biológico.

3-Besouros-de-chifre

Imagem: Japão em Foco

Cujo nome científico é Megasoma gyas gyas, onde os machos são conhecidos por serem agressivos, brigando frequentemente para defender seu território. Podem ser encontrados em madeiras úmidas e podres e o tamanho varia de acordo com a quantidade de larvas que come. Ademais, as fêmeas não possuem chifre apenas os machos.

4- Besouro castanho

Imagem: Mundo Ecologia

São besouros cuja coloração é marrom avermelhada, são achatados e medem de 2,3 a 4,4 mm de comprimento e chegam a viver até 4 anos. Ademais, põem cerca de 400 a 500 ovos e são responsáveis por destruir totalmente armazéns, pois atacam todos os tipos de cereais.

5- Besouro Leopardo

Imagem: Pinterest

Essa espécie de besouro vive nas florestas de eucalipto do nordeste da Austrália, também conhecidos como serra-paus. Ademais, são insetos muito coloridos o que ajuda na camuflagem, seu corpo é chato e possui longas antenas. Apesar de viver sozinho, na época de acasalamento ele sai à procura uma parceira seguindo o feromônio exalado por ela.

Continua após a publicidade

6- Besouro Venenoso

Imagem: G1

Pode ser encontrado no sul e centro da Europa, na Sibéria e na América do Norte durante o verão. Ademais, as fêmeas costumam colocar seus ovos próximos a abelhas, pois ao nascerem os filhotes entram no ninho e se transformam em larvas que se alimentam dos filhotes das abelhas.

O besouro venenoso exala cheiro forte, o que serve como um mecanismo de defesa contra predadores. E caso entre em contato com a pele, ele solta um veneno que queima a pele formando bolhas. Por isso, é considerado como um dos besouros mais venenosos do mundo.

7- Besouro-do-esterco ou escaravelho

Imagem: Darwinianas

Também conhecido como besouro rola bosta, mede cerca de 4 cm de comprimento e possui 3 pares de pernas e consegue voar, mesmo fazendo muito barulho. No entanto, sua maior característica é a de juntar excrementos de animais rolando-os até virar uma bola. Então, enterram essa bola para que possa se alimentar.

Ademais, existem mais de 20 mil espécies de escaravelhos no mundo e para se reproduzirem o macho e a fêmea se juntam para fazer uma bola em forma de pera.  E é nessa bola que a fêmea vai colocar seus ovos, assim, quando as larvas nascem elas já tem ali o alimento necessário para se desenvolverem.

8- Besouro Bombardeiro

Imagem: Louco Sapiens

Essa espécie passa a maior parte do tempo se escondendo debaixo de árvores ou pedras, podendo medir mais ou menos 1 cm de comprimento. E pode ser encontrado em regiões da Europa, África e Sibéria. Sendo um animal carnívoro, os besouros bombardeiros se alimentam de insetos, lagartas e caracóis.

Ademais, são insetos muito velozes e quando se sentem ameaçados lançam jatos de um líquido que provoca uma fumaça azulada e um barulho muito alto. E esse líquido sai fervendo e pode provocar queimaduras, além de ter o cheiro muito forte e desagradável. No entanto, em contato com a pele humana irá causar apenas uma leve ardência.

Continua após a publicidade

Então, se gostou dessa matéria, também vai gostar dessa: Inseto no ouvido: o que fazer se isso acontecer com você?

Fontes: Info Escola, Britannica, Fio Cruz, Bio Curiosidades

Imagens: Super Abril, Biólogo, PixaBay, Bernadete Alves, Perito Animal, Japão em Foco, Mundo Ecologia, Pinterest, G1, Darwianas, Louco Sapiens

Próxima página »

Escolhidas para você