Curiosidades

Memória de peixe – A verdade por trás do mito popular

A memória de peixe é maior do que imaginávamos. Eles não só são capazes de lembrar de situações de perigo, como também aprendem

Você deve se lembrar da animação da Disney Pixar, Procurando Nemo, onde um dos peixes chamado Dory tem problemas de memória. Mas, ao contrário do que muitos pensam, a memória de peixe não é tão pequena. Na verdade, após estudos realizados chegaram à conclusão de que os peixes possuem uma memória de longo prazo.

De acordo com estudos, pesquisadores descobriram que os peixes são capazes de aprender. Além da capacidade de memorizar por até um ano, principalmente situações de perigo como, predadores e objetos que representam ameaça, por exemplo.

Ademais, o peixe Perca Prateada, proveniente das águas doce da Austrália, cuja espécie em particular demostrou possuir uma excelente memória. Pois, essa espécie tem a capacidade de lembrar-se de seus predadores, após um ano, mesmo após um único encontro. Então, quando alguém disser que você tem uma memória de peixe, considere como um elogio.

Memória de peixe

Imagem: GettyImagens

Todos nós já ouvimos falar em como a memória de peixe é curta, mas, pesquisadores descobriram que se trata apenas de um mito. Na verdade, a memória de peixe pode ir mais além do que imaginávamos.

Continua após a publicidade

De acordo com a crença popular, os peixes são desprovidos de memória, esquecendo-se de tudo o que vê após poucos segundos. Por exemplo, o peixe dourado de aquário, considerado o mais burro sendo incapaz de reter lembranças por mais de dois segundos.

No entanto, essa crença já foi desmentida por estudos, que provaram que a memória de peixe pode durar até anos.  Inclusive, os peixes possuem uma excelente capacidade de adestramento. Por exemplo, associando certo tipo de som com comida, fato que será lembrado pelo peixe muito meses depois.

Porém, cada espécie de peixe apresenta certo nível de memória e aprendizagem, podendo ser maior ou menor. Por exemplo, se um peixe consegue escapar de um anzol, o qual ficou preso, provavelmente não irá morder outro anzol no futuro. Pois, ele se lembrará da sensação, por isso, irá evitar passar por isso novamente, o que comprova que os peixes também podem mudar de comportamento.

Então, quando um local for considerado ruim para pesca, talvez seja na verdade os peixes que não caem mais na armadilha. Ou seja, eles mudam de comportamento para se adaptarem às situações do ambiente.

Continua após a publicidade

Testando a memória de peixe

Imagem: G1

De acordo com um experimento realizado recentemente, pesquisadores descobriram que os peixes possuem a capacidade de aprender e manter na lembrança por um longo tempo. Sendo que, o experimento consistia em colocar os peixes em diferentes recipientes, onde lhes ofereciam alimento em diferentes partes e expondo-os a predadores.

Por fim, confirmaram que eles aprendem a reconhecer seu ambiente e associando com os lugares onde há alimentos e onde há perigo.

Da mesma forma, os peixes mantem nas lembranças essas informações e as usam para identificar a melhor rota de fuga, além de traçar suas rotas e trajetórias favoritas. E o mais interessante, mantinham suas lembranças mesmo após meses.

Capacidade de concentração e aprendizagem

Imagem: Gizmodo

Atualmente, os peixes possuem uma capacidade de concentração superior a dos seres humanos, cerca de 9 segundos consecutivos. Pois, até os anos 2000, a capacidade de concentração do ser humano era de 12 segundos, porém, graças às novas tecnologias, o tempo de concentração caiu para 8 segundos.

Continua após a publicidade

Quanto à aprendizagem, os peixes podem aprender detalhes sobre o ambiente e outros peixes a sua volta, e de acordo com que aprendem tomam suas decisões. Por exemplo, eles preferem andar em cardumes, desde que os outros peixes sejam familiares a eles, pois fica mais fácil ler seu comportamento. Além de proporcionar benefícios como, proteção diante predadores e na busca por alimentos.

Em suma, a memória de peixe é mais longa e duradoura do que imaginávamos. E ainda possuem uma excelente capacidade de aprendizado.

Então, se você gostou dessa matéria, também vai gostar dessa: Memória fotográfica: apenas 1% das pessoas no mundo passa nesse teste.

Fontes: BBC, Notícias ao minuto, Na onda do peixe

Continua após a publicidade

Imagens: Youtube, GettyImagens, G1, GizModo

Próxima página »

Escolhidas para você