Curiosidades

Bumba meu boi, o que é? Origem, lenda e principais características

O Bumba meu boi, ou Boi-Bumbá, é uma dança tradicional brasileira típica do Nordeste, mas também aparece em estados do Norte e Sudeste.

O Bumba meu boi, ou Boi-Bumbá, é uma dança tradicional brasileira típica do Nordeste, mas também aparece em estados do Norte. Entretanto, essa é uma manifestação cultural que se popularizou em todo o país, apresentando novas configurações de acordo com a cultura regional.

Nesse sentido, o Bumba meu boi é considerado uma dança folclórica. Em outras palavras, é uma tradição originária de lendas que se entrelaçam com a cultura nacional. Desse modo, é uma manifestação cultural que mistura elementos de dança, performance, religiões tradicionais e música.

Além disso, o Boi-Bumbá recebeu o título e Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade pela Unesco, 2019. Ou seja, mais do que uma dança, o Bumba meu boi está integrado na identidade cultural da humanidade como um todo.

Bumba meu boi, o que é? Origem, lenda e principais características
Fonte: Imirante

Origem do Bumba meu boi

Historiadores e antropólogos culturais identificam o surgimento do Bumba meu boi em países europeus, em especial na tradição luso-ibérica do século XVI. Assim, o Boi-Bumbá foi trazido ao Brasil durante a colonização dos países sul-americanos.

Continua após a publicidade

Desse modo, o Bumba meu boi original da Europa foi inserido principalmente nos estados do Nordeste, em especial na região do Maranhão e Paraíba. Porque esses eram os estados litorâneos com maior concentração de portugueses e espanhóis, as festividades e tradições foram transmitidas entre as pessoas, alcançando diferentes classes sociais.

Naturalmente, as tradições luso-ibéricas passaram por alterações quando misturadas com a cultura indígena e as tradições dos povos africanos escravizados no país. A partir dessa adaptação e transformação, o Bumba meu boi surgiu como conhecemos hoje, ainda que com características específicas dos costumes de cada comunidade.

Atualmente, as tradicionais festas do Boi-Bumbá acontecem em todo o território nacional. Ainda que seja mais comum em estados como o Amazonas, Pará, Paraíba e Maranhão, é possível encontrar esse elemento folclórico também no Rio de Janeiro, Espírito Santo e demais estados.

Bumba meu boi, o que é? Origem, lenda e principais características
Fonte: IPHAN

Lenda folclórica do Boi-Bumbá

No geral, cada estado e comunidade conta sua própria versão da lenda folclórica que fez surgir o Boi-Bumbá. Entretanto, a narrativa mais comum é inspirada na história de Mãe Catirina e do Pai Francisco, ou Chico.

Continua após a publicidade

De acordo com essa lenda, Mãe Catirina e Pai Francisco eram um casal de negros escravizados em uma fazenda. A princípio, Mãe Catirina fica grávida e sente um enorme desejo de comer a língua de um boi.

Desse modo, Chico decide satisfazer a vontade da esposa e mata um dos bois do rebanho na fazenda. No entanto, descobre posteriormente que era um dos animais preferidos do dono da fazenda.

Por isso, assim que o fazendeiro sente falta do boi, coloca todos os trabalhadores a procurarem pelo animal. Assim que o encontram, descobrem que o boi está quase morto, mas decidem pedir a ajuda de um curandeiro para que ele se recupere.

Através da ação desse curandeiro, que pode também ser retratado como um pajé, o boi ressuscita em sua melhor forma. Nesse sentido, a lenda do Bumba meu boi é uma história relacionada ao milagre do catolicismo, pois envolve o ato de trazer da morte um animal.

Continua após a publicidade

Por outro lado, também conta com elementos da cultura indígena e africana, tanto nas figuras de Mãe Catirina e Chico, quanto na figura do curandeiro. De qualquer modo, a festa Bumba meu boi é celebrada em comemoração a esse milagre.

Bumba meu boi, o que é? Origem, lenda e principais características
Fonte: Diário do Poder

Características da festa Bumba meu boi

Geralmente, a festividade em celebração ao Bumba meu boi envolve alegorias representando o animal, com pessoas controlando os movimentos de dentro. Nesse aspecto, é importante ressaltar que as cores chamativas, com diferentes texturas e camadas envolvidas estão associadas à ideia de divindade do ressuscitado Boi-Bumbá.

Porém, é comum que cada estado e festividade traga características específicas para o animal, de acordo com a própria tradição. No entanto, é comum que algumas configurações se repitam, como por exemplo, a encenação lúdica da lenda folclórica, contando com o personagem do Pai Francisco e da Mãe Catirina.

Além disso, as performances da lenda contam com humor, sátira, drama e tragédia. Desse modo, é semelhante às apresentações casamenteiras durante as Festas de São João, mas apresenta elementos específicos.

Continua após a publicidade

Em primeiro lugar, é comum que essas celebrações incluam danças, músicas, desfiles e representações teatrais. Contudo, a música envolve instrumentos diversos e específicos dos ritmos tradicionais nordestinos, como o violão, cavaquinho, pandeiro, chocalho, triângulo e outros.

Mais ainda, o ritmo musical predominante chama-se toada. Em resumo, é um estilo de cantiga muito simples, composto por estrofes e rimas que reproduzem a lenda e seus detalhes.

No geral, a festividade celebra o milagre, mas também aborda questões existenciais, como a fragilidade do homem diante da natureza. Ademais, aborda-se questões como desigualdade social, respeito ao meio ambiente e às divindades.

Curiosidades

Frequentemente, o Boi-Bumbá recebe outros nomes de acordo com a região. Por exemplo, no Amazonas e no Pará chama-se de boi-bumbá, enquanto que no Rio de Janeiro ele é chamado de boi calemba. Em contrapartida, é conhecido como boi pintadinho no Espírito Santo e até cavalo-marinho no Rio Grande do Norte.

Continua após a publicidade

Em estados como o Maranhão, a festividade do Bumba meu boi, como é conhecido por lá, dura cerca de um mês. No geral, se inicia em junho e termina em julho, sendo também uma das danças mais tradicionais da região.

Além disso, a cidade de São Luís conta com mais de cem grupos de Bumba meu boi, mas que são divididos de acordo com o sotaque. Mais do que referir-se à linguagem e forma de expressão, esse sotaque refere-se às vestimentas, coreografias, instrumentos e até a cadência das canções.

Nesse sentido, é uma festividade com inúmeras nuances e desdobramentos, mas que representa a complexidade cultural brasileira. Apesar das transformações culturais nas tradições regionais, o Bumba meu boi segue sendo um patrimônio transmitido entre gerações.

E aí, gostou de conhecer mais sobre o Bumba meu boi? Então leia sobre Trevo de quatro folhas – Porque a planta é considerada amuleto de sorte?

Continua após a publicidade

Fontes: Toda Matéria | Brasil Escola | EducaMais Brasil | Fundação Cultural Palmares | Portal IPHAN | Nexo

Imagens: A Lente | Imirante | Portal IPHAN | Diário do Poder

Próxima página »

Escolhidas para você