Curiosidades

Capeta – Origem, significado do nome e curiosidades

Demônio, lúcifer, satanás são alguns nomes para definir o anjo 'caído' do céu segundo diversas crenças e religiões politeístas e monoteístas.

O Capeta, apesar de ser tão conhecido na cultura ocidental, é uma figura bastante enigmática. Ele também conhecido como Satanás, Diabo, Lúcifer, bem como, Demônio, Belzebu, Príncipe das Trevas, ‘Anjo do Mal’ entre outros sinônimos. Dessa forma, o conceito de diabo está ligado a personificação do mal. Consequentemente, por ser uma figura maligna, ele causa medo há inúmeras pessoas de todas as partes do mundo.

Segundo crenças religiosas, demônios são considerados anjos expulsos do céu por desafiar a Deus. Cada demônio estava associado a atos e pecados específicos e cada um estava conectado a um santo no céu cujas ações poderiam anular as do demônio. Por exemplo, se uma pessoa fosse possuída por Belzebu, o santo correspondente para exorcizá-lo seria São Francisco.

No final do século XVI, demonologistas (pesquisadores de demônios) desenvolveram uma hierarquia complexa de demônios, a fim de permitir que os exorcistas identificassem demônios e convocassem o santo correto para expulsar as entidades das pessoas possuídas. Como os demônios eram considerados anjos caídos, seu sistema de hierarquia era semelhante ao sistema usado para categorizar os anjos.

Nomenclatura e sinônimos atribuídos

Fonte: Pinterest

Lúcifer – imperador do inferno, classificado acima de Satanás, frequentemente apareceu na forma de uma bela criança. Santo correspondente – João Batista

Continua após a publicidade

Belzebu – príncipe dos Anjos Serafins e próximo a Lúcifer. É associado as bruxas e tem a forma de uma mosca gigante. Santo correspondente – São Francisco

Asmodeus – demônio da sedução e luxúria; príncipe dos devassos. É associado à destruição de casamentos ao forçar maridos a cometer adultério. Santo correspondente – Santo Antônio

Continua após a publicidade

Qual a diferença entre demônio e diabo?

Fonte: Pinterest

Em primeiro lugar, a Demonologia ainda reluta em distinguir precisamente os termos Diabo e Demônio. Para esclarecer, quando é dito que alguém está possuído, provavelmente ele estará sendo controlado por um demônio (que pode ser assumir uma forma física ou possuir a alma de um ser humano). Já quando dizem que alguém é satanista ou está adorando ao diabo, isso quer dizer que ele está venerando uma entidade do mal, ou seja, sem forma ou rosto conhecidos.

O que significa os termos capeta e demônio?

Fonte: Pinterest

O termo “demônio” é derivado da palavra grega daimon que significa ‘poder divino’, ou ‘óleo de Deus’. A tradução real de demônio significa “repleto de sabedoria”, conotando que os demônios eram criaturas altamente instruídas, e com grande conhecimento acerca dos pecados secretos dos humanos. Os demonologistas acreditam que o único propósito de um demônio é “tentar a humanidade a atos imorais e se colocar entre os humanos e Deus.”. Já o termo capeta, está ligada à forma física de um demônio que por muito tempo foi associada a um ser de capa preta, daí o termo ‘capeta’.

Continua após a publicidade

Como o capeta é representado?

Fonte: Pinterest

Para o escritor Dante Alighieri, o capeta é uma criatura com asas e três faces – cada uma torturando um pecador em suas presas.

Nas religiões, a Bíblia e livros religiosos não descrevem a aparência do diabo em detalhes. Desse modo, Dante foi um dos primeiros responsáveis por ilustrar o capeta na Divina Comédia. Ele inspirou pintores famosos a retratar as imagens chocantes de Lúcifer e seus demônios torturando seres humanos e alimentando ainda mais o medo das pessoas, com relação ao inferno e ao diabo.

Já na Idade Média, o capeta assumiu uma aparência monstruosa com chifres, cauda e segurando um tridente. Como resultado, essa é a imagem mais associada ao diabo, nos tempos modernos.

O diabo nas religiões

demônios e inferno de Dante
Fonte: Pinterest

Por fim, o conceito de capeta pode variar entre religiões monoteístas e politeístas. Nas religiões politeístas, a linha entre deuses e demônios é tênue, pois existem demônios bons e deuses que praticam o mal. Em sistemas monoteístas, os espíritos malignos podem ser aceitos como servos do único Deus. Além disso, a demonologia está ligada à angelologia e à teologia adequada, o que eleva os demônios à categoria de oponentes de Deus, inclusive sua condição de poderes diabólicos é diferente das atribuídas aos demônios no politeísmo.

Continua após a publicidade

Fontes: Etimologista, Oquee, Historias do mundo, Dicionário Etimológico

Fotos: Pinterest

Então, achou o artigo interessante? Em seguida, leia: Inferno – O que diz a religião e a filosofia sobre o local de dor e pecado

Continua após a publicidade

Próxima página »

Escolhidas para você