Curiosidades

Cera no ouvido – Causas, como retirar o excesso e sua importância

A cera no ouvido, também conhecida como cerúmen tem a função de proteger o ouvido de agentes externos. Mas, quando em excesso pode indicar alguma disfunção.

A cera no ouvido, também chamada de cerúmen, é comum em todos os ouvidos. Entretanto, o excesso dessa cera pode provocar desconfortos, coceira e sensações de ouvido tampado. Ou também, podem sinalizar a presença de alterações no organismo.

Ademais, o cerúmen é produzido por glândulas sebáceas do canal auditivo externo. Além disso, também é uma mistura de descamação da pele do canal auditivo externo e secreções destas células. Desse modo, ele funciona como uma proteção contra traumas, ressecamentos, entrada de poluentes e bactérias.

Em síntese, a cera pode apresentar variadas cores, onde cada uma pode indicar algo sobre o organismo. Por exemplo, a cera preta pode ser presença de fungos e a cera amarronzada sinais de estresse. Por outro lado, existem formas caseiras de retirar esse excesso de cera, e formas de prevenir contra a produção em excesso delas.

O que é a cera no ouvido?

Imagem: UOL

A cera no ouvido é produzida por glândulas sebáceas que se localizam no canal auditivo, na orelha externa. Ademais, é uma mistura de descamação da pele do canal auditivo externo e secreções destas células. Dessa maneira, ela funciona como uma proteção e lubrificante do ouvido. Isto é, protege a pele do canal auditivo de danos ocasionados por água, traumas, corpos estranhos, infecções e outros.

Por outro lado, o acúmulo de cerúmen costuma ser assintomático, porém pode causar sintomas incômodos. Por exemplo, a perda de audição, desconforto ou sensação de ouvido entupido e coceira.

Para que serve a cera no ouvido?

Imagem: A Crítica

A cera no ouvido contribui para a saúde do ouvido. Pois, o cerúmen funciona como uma proteção contra traumas, ressecamentos, poluentes e bactérias. Dessa forma, a cera apresenta diversas propriedades protetoras. Por exemplo, impermeabilidade à água, consistência pegajosa, presença de anticorpos, pH ácido, e também serve como lubrificante do canal auditivo.

Continua após a publicidade

Ademais, o ouvido externo é autolimpante. Ou seja, as células se renovam de dentro pra fora, fazendo com que o cerúmen saia naturalmente do ouvido. No entanto, as pessoas acham que essa cera por fora do ouvido seja sinal de excesso, mas é apenas a limpeza natural do ouvido.

Por que a cera pode entupir o ouvido?

Imagem: Pinterest

O entupimento no ouvido ocasionado pelo cerúmen pode estar bastante relacionado ao uso de cotonetes ou outros objetos no intuito de limpar o ouvido. Entretanto, o cotonete possui um tamanho grande, o que faz com que a cera seja empurrada para o fundo do canal auditivo. Assim não consegue fazer a limpeza adequada. Desse modo, seu uso frequente pode ocasionar uma rolha no fundo do canal auditivo, impossibilitando a limpeza natural do ouvido causando o entupindo.

Por outro lado, o envelhecimento também é um dos fatores. Pois, pessoas mais velhas produzem cera no ouvido mais dura e menos lubrificada. Assim, juntamente com alterações e agressões à pele que recobre o ouvido, geram uma redução na capacidade de expulsar a cera.

Além disso, pessoas que nasceram ou tiveram infecções que fizeram um canal auditivo mais apertado, podem ter a produção da cera no ouvido em excesso resultando a acumulação. Por fim, também existem pessoas que naturalmente produzem mais cerúmen do que o organismo consegue eliminar.

Como prevenir o acúmulo de cera no ouvido?

Imagem: HypesCience

Para prevenir contra o acúmulo de cera no ouvido é essencial não obstruir o conduto auditivo externo. Por exemplo, evitando utilizar cotonetes ou outros objetos na tentativa de limpar o ouvido. Pois, o conduto auditivo não necessita de limpeza todos os dias, já que ela ocorre naturalmente pelo organismo. Por outro lado, é indicado lavar os ouvidos no banho, e deve secar bem com uma toalha, sem fazer pressão ou introduzir algo dentro do ouvido.

Sinais provenientes da cera no ouvido

Imagem: O Sagaz

O cerúmen pode indicar algumas alterações de saúde. Isto é, através de sua cor e textura é possível identificar alguns problemas no organismo, tais como:

Continua após a publicidade
  • Cera branca – Alerta que o organismo está carente de vitaminas e outros elementos, como o ferro e cobre.
  • Preta – Caso a cera esteja preta e você tenha sintomas de coceira, pode indicar uma proliferação de fungos nos ouvidos.
  • Amarronzada – Representa uma passagem por um período de grande estresse.
  • Acinzentada – Esse tipo de cerúmen pode ser característica apenas da presença de poeira.
  • Cera líquida – Se a cera estiver líquida e escorrendo pelo ouvido, provavelmente é um sinal de lesão auditiva e início de uma inflamação.
  • Cera seca – É ocasionada, principalmente, pela falta de gorduras saudáveis no organismo. Ou também, pode ser sintomas de dermatite e outras doenças cutâneas.
  • Cera com sangue – Representa alerta máximo. Pois, pode significar que o tímpano foi perfurado, podendo evolui para uma otite. Desse modo, podendo comprometer a audição.
  • Cera com cheiro desagradável – Caso o cerúmen apresente um odor desagradável, e você tenha sensação de ouvidos tampados, pode ser sinal de uma infecção.

Como retirar cera no ouvido em casa?

Existem alguns métodos para retirar o excesso de cera no ouvido em casa. Logo, são eles:

1 – Usar remédios de farmácia

Imagem: Veja

A utilização de remédios para o cerúmen contribui para amolecê-lo e facilitar a sua saída do canal auditivo. Ademais, os remédios podem ser comprados através de farmácias, sem necessidade de receita médica. Entretanto, só devem ser utilizados após uma avaliação médica. Pois, não podem ser usados em casos de infecção de ouvido. Logo, um dos remédios mais conhecidos para a cera no ouvido é o Cerumin.

2 – Aplicar gotas de óleo mineral

Imagem: Clindoctor

Uma forma simples e eficaz para retirar a cera no ouvido é aplicando 2 ou 3 gotas de um óleo mineral. Assim sendo, podem ser utilizados o óleo de amêndoas doces, óleo de abacate, ou azeite. Ademais, devem ser aplicadas 2 ou 3 vezes por dia, durante 2 a 3 semanas. Em suma, esse método contribui amolecendo a cera de forma natural, facilitando a sua remoção.

3 – Fazer irrigação no ouvido

Imagem: Tua Saúde

Um método bastante eficiente é retirar a cera no ouvido realizando uma irrigação no ouvido com uma seringa de bulbo. Ademais, para fazer isso, é necessário virar o ouvido para cima, segurar a parte superior da orelha puxando para cima, e colocar a ponta da seringa na entrada do ouvido. Em seguida, deve apertar lentamente a seringa, e jogar um pequeno jato de água morna dentro do ouvido. E, a água deve ser deixada no ouvido por 60 segundos. Logo, vire a cabeça de lado e deixe a água suja escorrer, e caso saia a cera, a retire cuidadosamente. Por fim, seque bem a orelha com uma toalha ou um secador de cabelo.

Em suma, caso a cera no ouvido cause incômodos e sensação de perda de audição, você pode fazer uma das técnicas caseiras mencionadas. Porém, caso os sintomas persistam, procure por orientação médica, pois um otorrino poderá fazer um melhor diagnóstico sobre a causa e receitar o tratamento adequado.

Então, se você gostou dessa matéria, também vai gostar dessa: 8 coisas que a cera de ouvido pode revelar sobre sua saúde. 

Continua após a publicidade

Fontes: Centro Auditivo Viver, MD Saúde, Comunicare Aparelhos Auditivos, Cemig Saúde, Tua Saúde

Imagens: Diário de Biologia, UOL, A Crítica, Pinterest, HypesCience, O Sagaz, Veja, Clindoctor

Próxima página »

Escolhidas para você