Curiosidades

Gases? Saiba quais alimentos evitar e o que comer

Gases são produzidos quando as bactérias no intestino fermentam os carboidratos consumidos, mas alguns alimentos evitam o excesso de gases.

Os alimentos que evitam e provocam gases vão depender de organismo para organismo. No entanto, é importante ressaltar que há alguns alimentos que, graças à sua composição, tem uma maior chance de fermentar no corpo e, consequentemente, gerar gases.

Alguns desses alimentos capazes de provocar os gases, de modo geral, são aqueles ricos em fibras, por exemplo, cereais integrais, feijão, brócolis etc. Esses alimentos apresentam grande poder fermentativo, uma vez que o nosso corpo não digere as fibras, fazendo com que as bactérias do nosso intestino fermentem tais substâncias.

Por outro lado, existem alimentos que evitam a formação dos gases e ainda melhoram a digestão e a saúde de nossa flora intestinal, por exemplo tomate, chicória, kefir, iogurtes e leites fermentados, além de alguns chás.

Alimentos que mais causam gases

1. Feijão: um dos alimentos que mais causam gases

Não só o feijão, mas as leguminosas em geral são responsáveis por causar gases, uma vez que possuem um grande teor de fibras e amidos resistentes, que não são digeridos por nós. Por isso, são fermentados por bactérias, o que produz os gases em excesso.

Continua após a publicidade

Para reduzir essa capacidade de produzir muitos gases no intestino ao consumir feijão, existem algumas medidas que podem ser tomadas, por exemplo, deixar a leguminosa de molho durante 12 horas antes de cozinhá-la.

2. Vegetais

Alguns vegetais ricos em fibras, por exemplo, brócolis, repolho, couve-de-bruxelas, couve-flor, cebola, alho e aspargos, possuem a capacidade de provocar excesso de gases.

Continua após a publicidade

A lógica é a mesma do caso do feijão e leguminosas: como possuem muitas fibras, que não são digeridas pelo organismo, as bactérias intestinais fermentam esses alimentos, provocando, então, os gases.

3. Frutose

Algumas frutas e vegetais apresentam em sua composição um açúcar chamado frutose, o qual, aliás, não é completamente digerido pelo nosso organismo.

Continua após a publicidade

4. Leite e derivados são alimentos que causam gases em algumas pessoas

O leite e seus derivados possuem um açúcar chamado lactose que é digerido por uma enzima chamada lactase. No entanto, há indivíduos que não apresentam a quantidade necessária de lactase no organismo, fazendo com que a digestão de laticínios seja dificultada.

Por isso, a lactose é utilizada pelas bactérias intestinais, as quais liberam hidrogênio e ácidos graxos de cadeia curta, consequentemente, causando os gases.

As pessoas que passam por esse processo são conhecidas como intolerantes à lactose, uma vez que, pela ausência da enzima lactase, passam por todo o processo acima descrito.

5. Chiclete

Chicletes e doces em geral favorecem a ingestão de ar, processo chamado de aerofagia, o que, de fato, pode causar gases e desconforto intestinal.

Continua após a publicidade

Ademais, há alguns chicletes e outros confeitos que são produzidos com açúcares que são fermentados no intestino, quando fermentados, por exemplo, sorbitol, manitol ou xilitol.

6. Refrigerantes

As bebidas gaseificadas em geral, como refrigerantes, água com gás e cervejas, facilitam a entrada de ar no intestino, o que causa, portanto, os gases. Além disso, o mesmo ocorre quando há a ingestão de bebidas com canudos.

7. Aveia

Como é composta por alta taxa de fibra, rafinose e amido, a aveia favorece a fermentação e, assim, a produção de gases no intestino.

8. Ervilha

A ervilha é uma leguminosa que contém frutose e fibras fermentáveis no intestino. Além disso, possui também as lectinas, que são relacionadas ao inchaço e ao excesso de produção de gases.

Continua após a publicidade

9. Glúten: proteína que causam gases em algumas pessoas

Conforme já mencionado, não são todas as pessoas que têm algum tipo de sensibilidade ao glúten, no entanto, caso note um desconforto sempre que ingerir essa proteína, é importante ficar atento e buscar um gastroenterologista.

As pessoas intolerantes ao glúten ou os celíacos podem apresentar, dentre alguns sintomas, a distensão abdominal e flatulências caso ingira tal composto.

10 alimentos que evitam ou reduzem gases

Por outro lado, existem diversos alimentos que evitam ou reduzem gases e que podem ser conferidos abaixo:

1. Água

A água é a chave para o bom funcionamento do sistema digestivo. Por isso, aumente a ingestão de líquidos para ajudar a mover os alimentos pelo trato gastrointestinal em um ritmo saudável e, aliás, manter o nível de gás no mínimo.

Continua após a publicidade

2. Hortelã-pimenta ou camomila: alimentos que evitam gases

Adicione óleo de hortelã-pimenta ou camomila à água e faça um chá para ajudar a reduzir os gases. Além disso, a bebida ajuda a reduzir os espasmos do cólon e também relaxa o músculo do intestino, aliviando as cólicas dolorosas, bem como ajudando os gases a circularem pelo sistema.

3. Abacaxi

Com efeito, as enzimas de proteínas do abacaxi ajudam na digestão. Portanto, inclua um copo de suco de abacaxi ou uma salada de frutas em sua dieta diária.

4. Iogurte natural e outros probióticos: alimentos que evitam gases

De fato, os probióticos também podem ajudar na digestão e reduzir o excesso de gases. Em suma, probióticos são microrganismos vivos, principalmente bactérias “boas”, semelhantes às bactérias encontradas no intestino humano. Eles estão disponíveis como suplementos dietéticos.

Além disso, vários alimentos também contêm probióticos naturais, por exemplo: iogurte, kefir, kimchi e chucrute.

Continua após a publicidade

5. Gengibre

Beber chá de gengibre ou incluí-lo ao cozinhar ajuda a estimular a saliva e a bile do estômago, o que, por sua vez, auxilia a digestão dos alimentos antes que eles passem pelo trato digestivo.

6. Mamão

O mamão contém papaína (uma enzima digestora de proteínas), bem como outros compostos ativos que podem combater a flatulência e o inchaço.

7. Sementes de erva-doce

Ajudam a aliviar a indigestão, inchaço, flatulência e constipação. Além disso, elas estimulam a digestão para evitar gases. Para isso, basta tomar uma colher de chá de sementes após uma refeição, beber chá de erva-doce ou uma colher de chá de sementes de erva-doce em pó com água.

Por outro lado, as sementes de erva-doce são conhecidas por aliviar a retenção de água e ajudar a curar o mau hálito.

Continua após a publicidade

8. Manjericão

Adicione um punhado de folhas a um litro de água, em seguida, deixe em infusão. Posteriormente, tome 2 ou 3 xícaras por dia após as refeições para ajudar a prevenir espasmos estomacais e auxiliar na digestão.

9. Cardamomo: alimento que evita gases

O cardamomo pode ajudar nos problemas digestivos, pois dizem que ele alivia gases e ajuda a constipação. Combine com gengibre e sementes de erva-doce em água fervente. Em seguida, quando esfriar, beba de 3 a 4 xícaras por dia para reduzir a flatulência. Aliás, ele também é uma ótima fonte de minerais.

10. Chá verde

Por último, o chá verde pode ajudar a combater o excesso de gases simplesmente porque é um líquido, mas também está cheio de compostos que podem reduzir a inflamação e ajudar seu corpo a se livrar do excesso de líquido. O chá verde, aliás, contém um pouco de cafeína, que é um diurético natural.

Dieta antifermentativa para evitar gases

A dieta antifermentativa, conforme o próprio nome sugere, consiste em uma recomendação que visa a reduzir a fermentação realizada pelas bactérias em nosso intestino, evitando, portanto, a formação de gases intestinais, distensão abdominal e flatulência.

Continua após a publicidade

As recomendações gerais dessa dieta são, por exemplo:

  • Se alimentar em locais tranquilos, comer devagar com mastigação adequada e deglutição lenta;
  • Procurar não conversar durante as refeições, pois tal ação contribui com a aerofagia;
  • Evitar chicletes;
  • Evitar ingerir alimentos que provocam gases:
    • ​Leguminosas, por exemplo, feijão, soja, lentilha, grão de bico, ervilha;
    • Legumes  por exemplo, couve-flor, cebola crua, couve-de-bruxelas, nabo, brócolis, repolho, batata-doce;
    • Ovo cozido;
    • Açúcar e doces concentrados em excesso;
    • Bebidas gaseificadas;
    • Leite em excesso
  • Dividir a alimentação em 5 a 6 pequenas refeições / dia
  • Consumir adequadamente líquidos no seu dia para promover uma boa hidratação e bom funcionamento do intestino.

Leia também: 

Fontes: Receita de Vida, Uol, Tua Saúde

Bibliografia:

FEDERAÇÃO BRASILEIRA DE GASTROENTEROLOGIA. O importante papel das dietas para a saúde digestiva. 2019. Disponível em: <http://www.hospitalsantalucinda.com.br/downloads/saude-digestiva.pdf>.

Continua após a publicidade

JELLEMA Petra; SCHELLEVIS F et al. Lactose malabsorption and intolerance: A systematic review on the diagnostic value of gastrointestinal symptoms and self-reported milk intolerance. QJM: An International Journal of Medicine. 103. 8; 555-572, 2010.

HASLER William. Gas and Bloating. Gastroenterology & Hepatology. 2. 9; 654–662, 2006

SOCIEDADE BRASILEIRA DE MOTILIDADE DIGESTIVA E NEUROGASTROENTEROLOGIA. Gases Intestinais. 2019. Disponível em: <http://www.sbmdn.org.br/gases-intestinais/>.

WINHAN Donna; HUTCHINS Andrea. Perceptions of flatulence from bean consumption among adults in 3 feeding studies. Nutrition Journal. 10. 1-9, 2011.

Continua após a publicidade

Próxima página »

Escolhidas para você