Ciência & Tecnologia

Coma – Definição, causas e o que uma pessoa sente neste estado

O coma é um estado de inconsciência patológica, onde uma pessoa se encontra em sono profundo, do qual não desperta e não reage à estímulos.

Todo ser humano possui consciência, ou seja, é capaz de se reconhecer e reagir à estímulos nos ambientes a sua volta, internos ou externos. Por isso, quando uma pessoa está em coma, ela fica em um estado de inconsciência. Portanto, ela é incapaz de abrir os olhos, de despertar ou reagir à estímulos.

O coma pode ser reversível ou não, dependendo do grau da lesão ou doença que causou o estado de inconsciência no paciente. Inclusive, isso é o que determinará o tempo que o coma durará, podendo ser de horas, dias ou até anos.

Além disso, é muito importante o monitoramento da saúde da pessoa em estado de coma. Ou seja, cuidar da respiração, pressão, alimentação, batimentos cardíacos, temperatura corporal, entre outros.

O coma é causado quando uma doença grave ou lesão está prejudicando o sistema nervoso central, e assim, afetando as células nervosas. O que faz com que as funções do cérebro fiquem prejudicadas. E assim, deixando o paciente com sequelas, e em alguns casos, podendo deixar o paciente em estado vegetativo ou levar a morte cerebral.

Continua após a publicidade

O que é o coma

Imagem: Notícias de Saúde

O coma é um estado de inconsciência, onde o paciente é incapaz de responder a qualquer tipo de estímulo, despertar ou abrir os olhos. Quando uma pessoa entra em coma, significa que há algo comprometendo o sistema nervoso central.

Na maioria dos casos, o coma está relacionado a doenças como tumores, AVC, meningite e traumas cranioencefálicos. Ela também pode estar relacionada a problemas no metabolismo, diabetes, parada cardíaca, insuficiência respiratória, perda de sangue e intoxicação.

O coma pode ter vários graus, entre mais ou menos profundo. Por isso, em alguns casos, a respiração do paciente pode ficar prejudicada.

Portanto, existe a necessidade do uso de tubos e aparelhos, além do uso de medicação injetável para manter a função cardíaca normal e alimentação através de sondas. Também, há a necessidade de manter o paciente sedado, para ajudar na recuperação.

Continua após a publicidade

Assim, as chances de que o paciente retorne do coma sem sequelas é maior. Ou caso haja sequelas, como na fala, por exemplo, ela seja reversível com tratamentos como fisioterapeuta e fonoaudiólogo.

Acredita-se que durante o coma, o paciente fica com a função cerebral reduzida a 50%. Ou seja, é o mesmo que dizer que o cérebro reduz suas funções cerebrais, para então focar no lugar exato que precisa ser reparado.

Duração do estado de coma

Imagem: Curiosa Mente

Não há como deduzir com exatidão o tempo que o estado de inconsciência irá durar. No entanto, com o passar do tempo, se o paciente não responde ao tratamento, há a possibilidade de que ele não retorne do coma.

Por isso, o tratamento do coma é basicamente, tentar reverter à causa que levou o paciente a tal estado de inconsciência.

Continua após a publicidade

Mas, o estado de coma não é o mesmo que inconsciência temporária ou desmaio. E para diferenciar um do outro, os médicos observam o tempo. Portanto, se durar mais de uma hora, é considerado coma.

Entretanto, dependendo do caso, o estado de coma pode evoluir para um possível óbito ou para um estado vegetativo. Ou seja, o paciente pode despertar, mas, permanece inconsciente e não reage aos estímulos.

Quer dizer que, quanto mais tempo o paciente fica em coma profundo, maiores são as chances de permanecer em estado vegetativo.

Tipos de coma

Imagem: Incrível

Há dois tipos de coma, o natural e o induzido, sendo que o natural acontece quando a pessoa é acometida por uma doença grave, problemas no metabolismo ou lesões cranianas.

Continua após a publicidade

Contudo, há tratamentos específicos para a maioria dessas causa, que vai depender da evolução do quadro clínico do paciente. Portanto, nesses casos a chance de que o coma se reverta é maior.

Já no caso de coma induzido, ele é causado por medicamentos aplicados pelo médico, e o objetivo é fazer com que o cérebro seja aliviado.

Portanto, quando existe uma lesão no cérebro que esteja prejudicando ou aumentando os danos cerebrais, a pressão intracraniana aumenta, o que pode deixar sequelas.

Por isso, o paciente é colocado em coma induzido, para que possa aliviar o cérebro na área afetada e impedir que mais danos aconteçam, ajudando na recuperação.

Continua após a publicidade

No caso de coma induzido, ele pode ser revertido, assim que o medicamento for interrompido.

Causas

Imagem: Maxi Educa

Entre as principais causas do estado de coma estão:

  • Traumatismo craniano
  • Reações tóxicas de medicamentos ou substâncias
  • Tumores
  • Doenças vasculares como AVC
  • Doenças infecciosas como a meningite

O coma é causado quando as células nervosas sofrem muitos danos. Entretanto, se houver grande perda dessas células nervosas, o paciente pode ficar em estado vegetativo ou ter morte cerebral.

A morte cerebral ou morte encefálica é diagnosticada quando o encéfalo sofre um dano irrecuperável. Quando isso acontece, todas as funções do encéfalo param, e o paciente tem uma parada respiratória seguida por uma parada cardíaca.

Continua após a publicidade

Em casos de morte encefálica, por ser irreversível, é permitido que os aparelhos do paciente sejam desligados.

O que os pacientes sentem durante esse estado

Imagem: Meio Norte

De acordo com neurologistas, o paciente durante o coma não sentem nada e não demonstram qualquer tipo de percepção. Porém, há alguns neurologistas que não concordam totalmente com essa hipótese.

Alguns médicos acreditam que os pacientes em estado de coma podem ouvir e perceber o que acontece a sua volta, mesmo que minimamente. Porém, ainda não foi comprovado cientificamente que isso é possível.

Mas, isso não impede que familiares falem com a pessoa em coma, pois, mesmo não obtendo resposta, é uma forma de manter a pessoa mais próxima. O que pode fazer bem para ambos os lados.

Continua após a publicidade

Se você gostou dessa matéria, veja também: Como sobreviver a um ataque cardíaco se você estiver sozinho.

Fontes: UOL, Nova Escola, Brasil EscolaGZH Comportamento.

Imagens: UOL, Notícias de saúde, Notícias de saúde, Curiosa Mente, Incrível, Maxi EducaMeio Norte.

Continua após a publicidade
Próxima página »

Escolhidas para você