Como acontece a cremação de cadáveres?

Com os cemitérios cada vez mais cheios, a cremação tem se mostrado uma opção mais viável para o “repouso final” após a morte. Mas, mesmo se tornando cada vez mais comum, esse processo ainda é um tabu para muita gente. Isso porque, ao ser cremado, o corpo se torna apenas um punhado de cinzas, que pode ser guardado em um pequeno pote ou receber outro destino escolhido pela família do falecido.

Bom, para quem nunca conseguiu imaginar o que acontece na cremação de cadáveres, o mistério será resolvido hoje. Ao contrário do que você pode estar imaginando, o processo vai muito além da simples queima do corpo sem vida e segue algumas técnicas para que tudo saia de acordo com o esperado.

Saiba como ocorre:

1.

3

 

Depois de devidamente identificado, a primeira coisa, a ser feita com o corpo é o congelamento. Nessa etapa, o cadáver é mantido refrigerado a 4°C numa câmara fria. O tempo mínimo de espera é de 24 horas a partir da data do óbito, que é um período para contestação judicial ou verificação de erros médicos; mas o prazo máximo para a cremação pode chegar a 10 dias.

2.

8

 

O corpo deve ser cremado junto com um caixão, chamado de ecológico por não ter químicas, como verniz e tintas. Retira-se o vidro, as alças e os metais. Há lugares, no entanto, em que o corpo é lacrado em caixas de papelão.

3.

2

 

A cremação em si é feita em um forno, com duas câmaras, pré-aquecido a 657°C graus. Os gases produzidos na primeira câmara, são direcionados para a segunda e, em seguida, são queimados de novo, a 900°C graus. Isso garante que o que sai pela chaminé do crematório não polui o meio ambiente.

4.

1

 

Dentro do forno fica o queimador, dispositivo que recebe uma chama a gás como se fosse um maçarico e regula a temperatura conforme a necessidade. Quando o corpo e o caixão entram em combustão, o queimador é desligado. O corpo se queima por ter carbono em sua composição e existem entradas de ar nas laterais que servem para alimentar esse processo. O queimador só é acionado novamente quando todo esse “combustível” natural for queimado.

5.

7

 

O primeiro processo da desintegração do corpo é a desidratação. Em seguida, quando toda água se evapora, a cremação propriamente dita se inicia.

6.

cinzas

 

Aproximadamente duas horas depois, todo o corpo fica carbonizado. Os ossos são triturados;

7.

9

 

Em seguida, toda cinza vai para um saco, que pode ser colocado na urna de escolha da família. Por sua vez, a urna pode ser levada para casa ou embora, pode guardada numa sepultura, no cemitério. Há ainda quem prefiram as bio-urnas, onde é possível plantar uma árvore, como você já viu nessa outra matéria do Segredos do Mundo.

8.

urna

 

Pinos e próteses ortopédicas são entregues em um outro saco, inteiros;

OBS: Para a cremação, o falecido deve ter manifestado, em vida, este desejo através de “Declaração de Vontade”, devidamente registrada em cartório. Caso seja uma escolha da família, a autorização para cremação é concedida por um parente de primeiro grau, na ordem sucessória (cônjuge, ascendente, descendente e irmãos maiores de 18 anos) e testemunhada por duas pessoas, além da apresentação do atestado de óbito assinado por dois médicos.  Já, no caso de morte violenta, a cremação só ocorre mediante autorização judicial. 

O vídeo abaixo mostra, passo-a-passo todo o processo de cremação de cadáveres. Assista:

Fonte: Folha de São Paulo