Conheça os efeitos devastadores da cocaína no corpo

Uma das drogas mais perigosas, a cocaína é extraída da planta Erythroxylon coca, encontrada na América do Sul e Central. Produzida em laboratório, ela é uma droga sintética e também considerada psicotrópica, pois, atua diretamente no sistema nervoso central.

Essa substância de efeitos devastadores, geralmente é consumida por aspiração, mas também pode ser injetada ou ingerida. Sendo que, depende da forma como é consumida pode trazer mais ou menos riscos à saúde.

Sobre o potencial de vício da cocaína, estudos comprovam que ao começar a usar a substância, torna-se quase impossível livrar-se física e mentalmente deste pó branco.

Isso acontece porque ela cria alterações no corpo, atuando nas terminações nervosas, já na parte cerebral, cria uma euforia facilmente tolerável, exigindo assim cada vez mais, um consumo maior em busca da mesma sensação.

Mas, claro, as consequências desse tipo de vício são devastadoras, independentemente da frequência ou quantidade de uso, como você confere abaixo.

Efeitos da cocaína no corpo

À medida que viaja pela corrente sanguínea até chegar ao cérebro, a cocaína vai destruindo o corpo, afetando diretamente os órgãos. Os mais afetados, são:

Coração: causando arritmia, aumento da frequência cardíaca e da pressão arterial e infarto;

Rins: podendo levar a falência renal súbita;

Trato gastrointestinal: causando úlceras e perfurações estomacais e intestinais;

Pulmão e sistema respiratório: causando danos pulmonares permanentes e perfuração das vias respiratórias;

Cérebro: levando a derrame e convulsões.

Efeitos da cocaína a curto prazo

Abaixo, alguns dos possíveis sintomas a curto prazo.

• Morte súbita
• Convulsões
• Ataques epiléticos
• Perda de apetite
• Pupilas dilatadas
• Náuseas
• Distúrbios no sono
• Alucinações
• Euforia intensa
• Pânico
• Comportamento bizarro e violento

Efeitos da cocaína a longo prazo

• Destruição dos tecidos nasais (quando cheirada)
• Danos nos rins, fígado e pulmões
• Insuficiência respiratória (quando fumada)
• Cáries profundas
• Perda de peso
• Disfunções sexuais
• Depressão severa
• Transtorno de humor

Como é o tratamento para dependentes da cocaína?

O tratamento é realizado de forma multiprofissional, onde são adotas medidas psicoterapêuticas e farmacológicas, sendo realizado em parceria com a equipe de profissionais, amigos e familiares do dependente.

Sendo que, o objetivo principal do tratamento é de manter o indivíduo em abstinência da droga, para com isso, tratar os primeiros sintomas e os problemas de saúde derivados do uso da cocaína, preferencialmente esse tratamento é ambulatorial, entretanto em alguns casos ocorrerá a internação para o tratamento.

Entretanto, essa internação deve ocorrer somente sobre orientação médica, uma vez que muitos pacientes estão mais propensos a aceitar um tratamento sem internação.

Mas, claro, uma vez realizado o tratamento, muitos dependentes estão sujeitos a recaídas. Para evitar que isso ocorra, é preciso que os dependentes em recuperação evitem situações que facilitem a utilização da droga e priorizem uma mudança radical no estilo de vida.

Tenso, não? Você sabia que a cocaína poderia destruir a vida das pessoas de tantas maneiras? Não deixe de comentar!

Agora, falando em drogas, você precisa conferir ainda: 5 substâncias mais viciantes do mundo.

Fontes: Mundo Sem Drogas, Opas, Brasil Escola, Exame Toxicológico