Saúde

Consumo de sal causa reação no cérebro que pode provocar Alzheimer

O consumo de sal causa reação no cérebro referente a interação entre as ações neurais e a elevação do movimento do sangue nesta região.

O consumo de sal causa uma reação no cérebro referente à interação entre as ações neurais e a elevação do movimento do sangue nesta região. A descoberta foi feita por pesquisadores da Georgia State University.

Portanto, segundo o estudo, publicado no Call Reports, houve a confirmação de que o excesso na hora de consumir sal pode alterar as respostas das funções de destaque do corpo. Ou seja, há grandes chances de provocar distúrbios neurológicos em situações agravantes.

A pesquisa seguiu com o princípio do hipotálamo. Em seguida, trouxe técnicas de cirurgia e neuroimagem de alta tecnologia.

Sobre a pesquisa

Consumo de sal causa reação no cérebro que pode provocar Alzheimer

O intuito foi avaliar o comportamento do acoplamento neurovascular. Ou seja, o processo natural do organismo que provoca a elevação quantidade de oxigênio e nutrientes que se transformam no crescimento do fluxo sanguíneo em uma parte específica do corpo.

De acordo com os cientistas, essa maneira apresenta sinais eficientes para identificar os distúrbios neurológicos. Sendo assim, se torna um dos pioneiros em exames de reconhecimento em alterações no cérebro.

Continua após a publicidade

Apesar de nos dias atuais existirem peritos em neurologia que são aptos a apontar como o aspecto do fluxo sanguíneo se altera em resposta a estímulos visuais e auditivos, por exemplo, ainda não era o bastante. Por isso, não havia muita informação sobre os efeitos negativos provocados pelo próprio corpo.

Aplicação do sal no estudo

Consumo de sal causa reação no cérebro que pode provocar Alzheimer

Com o uso do sal, os cientistas tiveram conclusões extraordinárias. Portanto, mostraram impactos divergentes com a diminuição do fluxo sanguíneo. Isso aconteceu depois que houve a liberação do hormônio vasopressina. Sendo assim, o principal responsável pelo acúmulo de sal.

De acordo com o professor de neurociência e líder da pesquisa, Javier Stern, a escolha do sal foi por conta dos níveis de sódio. Ele reforça ainda que o consumo de sal causa reação no cérebro porque o órgão liga uma quantidade de meios para abaixar o nível de sódio.

Por isso, o professor ficou surpreso ao ver vasoconstrição. Ou seja, que é totalmente o contrário do que grande parte das pessoas relatou ao sentir no córtex em reflexo a um estímulo sensorial.

Resultados alarmantes

Continua após a publicidade

O consumo de sal causa reação no cérebro como, por exemplo, a redução no fluxo sanguíneo. Portanto, pode causar hipóxia, que é quando há pouco transporte de oxigênio para os tecidos do corpo. Ainda segundo a pesquisa, se esses efeitos tiverem ligação com o hipotálamo a possibilidade de ter desmaios, dores de cabeça, sonolência e Alzheimer são grandes.

Javier Stern conta também que quando se entende melhor o funcionamento do consumo de sal que causa reação no cérebro é mais fácil de tratá-lo. Além disso, as chances de melhorar a saúde de pessoas com hipertensão por conta do excesso de sódio aumentam também.

Essas novas informações com a pesquisa vem em forma de alerta para aqueles com hipertensão. Razão disso, é que entre 50% e 60% dessas doenças têm relação com o acúmulo excessivo de sal.

Sendo assim, provocam o acréscimo da pressão sistólica e diastólica nas artérias. Por isso, com essa nova descoberta, pesquisadores procuram formas de entender condições neurodegenerativas, depressão e obesidade.

Leia também sobre O que é a ‘matéria escura’ da alimentação, que pode ajudar na prevenção do câncer!

Continua após a publicidade
Próxima página »

Escolhidas para você