Curiosidades

20 curiosidades sobre o Carnaval que você precisa conhecer

O Carnaval é uma festa gigantesca, comemorada mundialmente e marcada por curiosidades incríveis que você vai descobrir a seguir

No Brasil, o carnaval é praticamente comemorado em todas as cidades do país. Além disso, a festa milenar acontece 40 dias antes da Páscoa e é marcada por muita folia, diversão, cores e música. É por isso que hoje no Segredos do Mundo trazemos para você 20 curiosidades do carnaval que irão surpreendê-lo. Continue lendo para descobri-las!

20 curiosidades sobre o Carnaval que você precisa conhecer

1. O carnaval é uma tradição milenar

O carnaval no Brasil realmente evoluiu com o tempo. Baseia-se na tradição católica romana de desfrutar de uma festa antes da Quaresma. O carnaval percorreu um longo caminho para se tornar uma espécie de evento hedonista em todo o país. Portanto, é a última festa para os foliões antes da Quarta-feira de Cinzas começar seguida dos 40 dias da Quaresma.

2. O carnaval veio para o Brasil com os portugueses

Em suma, o carnaval desembarcou no Brasil com as primeiras caravelas portuguesas. No país, o carnaval foi chamado de Entrudo devido à influência dos portugueses que, em 1723, trouxeram jogos e festas carnavalescas.

Muitos atribuem o início do nosso carnaval à festa feita pelo povo para comemorar a chegada da Família Real. As pessoas saíram festejando pelas ruas com música, usando máscaras e fantasias.

Aliás, os carros alegóricos chegaram em 1786, por ocasião do casamento de Dom João com Carlota Joaquina. Até o surgimento das primeiras escolas de samba, predominavam no carnaval carioca os cortejos carnavalescos das chamadas “sociedades”. O primeiro clube a desfilar, em 1855, chamava-se Congresso das Sumidades Carnavalescas.

3. A Ásia é o único continente sem carnaval

Diz-se que a Ásia é o único continente sem Carnaval. Mas acreditamos que isso não seja inteiramente verdade, já que o Japão celebra o chamado Awa Odori. É uma das mais antigas tradições japonesas, embora não seja realizada em fevereiro, mas em agosto.

4. Recife abriga o maior bloco carnavalesco do mundo

O grande momento do Carnaval do Recife acontece com o tradicional desfile do Galo da Madrugada. Criado em 1978, é considerado pelo Guinness Book o maior bloco carnavalesco do mundo.

5. Carnaval vem de ‘festa da carne’

A palavra carnaval vem da palavra italiana carnevale, de carne (carne) e levare (retirar). Refere-se às grandes festas da carne que eram realizadas na Idade Média antes da Quaresma: um período religioso em que a carne não podia ser comida.

Ademais, há também outra teoria que diz que a origem da palavra deriva das celebrações egípcias chamadas carrus navalis.

6. O Rei Momo e sua relação com a festa

Outra curiosidade do carnaval é que nas festas você provavelmente já viu ou ouviu falar de um personagem conhecido como Momo, Rey Momo ou Dios Momo.

Nós explicamos para você: Momo era o Deus do sarcasmo e das piadas na mitologia grega, parte das divindades que eram celebradas na transição entre o inverno e a primavera.

Assim, a figura de Momo transcendeu séculos, continentes e culturas, constituindo parte essencial dos carnavais latino-americanos.

7. O carnaval mais antigo do mundo

Sobre este assunto há opiniões diferentes…alguns dizem que o mais antigo é o de Veneza e outros dizem que é o japonês Awa Odori. No entanto, há outro carnaval na Europa Oriental que pode ser o carnaval mais antigo do mundo.

Estes são os festivais kukeri’ que normalmente são realizados na Bulgária no final de janeiro e ainda hoje. Assim, esses carnavais têm uma tradição de 4.000 anos, quando os trácios, ancestrais dos búlgaros, se vestiam para essas festividades.

Os “kukeri”, ou seja, os jovens da aldeia, solteiros ou recém-casados, vestem-se com peles de animais, chocalhos, paus, fitas coloridas. Além disso, eles também usam máscaras de madeira para afastar os maus espíritos.

8. O maior carnaval do mundo

Certamente, o maior carnaval do mundo acontece no Rio de Janeiro, mas outros estados do Brasil como a Bahia também celebra a festa com muita intensidade. Além dessas, as cidades com mais cores e ritmo são Nice, Nova Orleans, Veneza e Colônia.

9. O Carnaval de Santa Cruz é recordista do Guinness

Essa é outra das curiosidades sobre o carnaval. Em 1987, houve um concerto de Celia Cruz na Plaza de España, com a orquestra Billo’s Caracas Boys, com a presença de 250.000 pessoas. Com efeito, o Guinness Book of Records registrou o evento como o maior encontro de pessoas em uma praça ao ar livre para assistir a um concerto.

10. Dois dos carnavais mais famosos da Europa provavelmente estão relacionados entre si

Diz-se que os primeiros carnavais de Cádiz foram feitos pelas colônias de mercadores venezianos que ali se estabeleceram no século XV.

11. Na Espanha, os carnavais costumam terminar com o “enterro da sardinha”

Em suma, o rei Carlos III organizou uma festa na quarta-feira de cinzas para lembrar a todos que se abstivessem de comer carne durante a quarentena. E para garantir a presença de todos, organizou um grande banquete de sardinhas. Infelizmente, as sardinhas estavam podres e exalavam um cheiro horrível.

Por isso, o rei ordenou que todas fossem enterradas e todos acompanhavam o enterro com risos e zombarias. Diz-se também que foi no século XIX, quando alguns estudantes de Madrid decidiram organizar um funeral de sardinha para simbolizar a chegada da Quaresma.

12. Sinônimo de ‘pegação’

Além de folia, o carnaval no Brasil também é sinônimo de ‘pegação’. Aliás, em anos anteriores, o Ministério da Saúde brasileiro entregou mais de 11 milhões de preservativos no Rio de Janeiro, Salvador e Recife durante o carnaval.

13. Em Colônia (Alemanha) um carnaval acontece em datas inusitadas

Começa lá em 11 de novembro, ou seja, no dia 11 do 11º mês, mas não é só isso: as festas começam a uma hora curiosa: 11:11 da manhã.

14. Carnaval e o Dia de São Valentim são comemorados ao mesmo tempo

Que eles tenham alguns dias em comum não é coincidência. O ancestral comum de ambas as datas é o festival romano “Lupercália”, realizado em 15 de fevereiro.

15. Origem das máscaras típicas venezianas

Estamos falando daquelas máscaras venezianas com nariz comprido em forma de bico. Isso ocorre porque durante os anos da peste negra que atingiu Veneza, essas máscaras eram usadas pelos médicos. Eles os carregavam assim para colocar lenços perfumados para ajudá-los a superar o mau cheiro dos doentes.

16. Semelhança com o Halloween

As tradições e brincadeiras de carnaval nas aldeias antigas costumavam ser bastante semelhantes às doçuras ou travessuras do Dia das Bruxas, em que os moradores se vestiam de várias maneiras e batiam nas portas dos vizinhos para surpreendê-los. No entanto, quando alguém os reconhecia, eles tiravam suas máscaras e muitas vezes eram brindados com um doce ou chocolate.

17. Disfarces de carnaval

A razão mais “moderna” encontrada para essa questão é que, durante a Idade Média, a nobreza italiana usava disfarces e máscaras para proteger sua identidade. Dessa forma, podiam descer para festejar com o povo, misturando-se com as demais classes sociais e curtindo tranquilamente a folia.

18. Tentaram acabar com o carnaval

Uma das curiosidades carnavalescas menos conhecidas é que ao longo da história foram várias as ocasiões e os personagens que tentaram proibir sua celebração.

Exemplo disso foram as decisões dos reis Felipe II e Felipe IV da Espanha (embora suas ordenanças não tivessem maior efeito) para “preservar a fé moral e católica”; assim como a ditadura de Franco do século XX na Espanha e a decisão que Napoleão tomou de conquistar Veneza no século XVIII por medo de sofrer um ataque.

19. Diferentes datas para a folia

Você já se perguntou por que a festa de carnaval cai em datas diferentes a cada ano e quais critérios eles usam para defini-los?

Em suma, desde o Concílio de Nicéia, em 325 d.C., ficou acertado que a forma de calcular quando celebrar a ressurreição de Jesus seria celebrando a Semana Santa na semana seguinte à primeira lua cheia da primavera.

Assim, para obter a data do carnaval de acordo com o calendário católico, teríamos apenas que subtrair 47 dias da data em que celebraríamos a Páscoa. Sem dúvida uma das curiosidades mais importantes do carnaval.

20. Culturas carnavalescas antigas

Por fim, a verdade é que ninguém sabe ao certo em que ano ou em que cultura surgiu a tradição carnavalesca, mas foram encontrados alguns indícios que podem nos ajudar a situar uma data de origem estimada há 5.000 anos, entre a Suméria e o Egito.

Várias culturas antigas celebrou um feriado na época de transição entre inverno e primavera, cujo momento seria entre os nossos meses atuais de fevereiro e março; essas culturas costumavam usar ritos religiosos para pedir aos deuses uma boa colheita.

Então, gostou de saber essas curiosidades sobre o carnaval? Pois, não deixe de ler: Carnaval de Veneza – Origem, história, características e atrações

Próxima página »

Escolhidas para você