Curiosidades

Quem foi Dona Beja, a mulher mais famosa de Minas Gerais

Dona Beja foi uma célebre personalidade de Araxá, Minas Gerais, durante o início do século XIX, especialmente por seu charme e beleza.

Por P.H Mota

Ana Jacinta de São José ficou famosa na região de Araxá, Minas Gerais, durante o século XIX. Mais conhecida como Dona Beja, ela chegou a receber o título de moça mais bela do local em que vivia.

Beja nasceu em Formiga, no dia 2 de janeiro de 1800, e morreu em Bagagem, em 20 de dezembro de 1873. Ao longo da vida chamou atenção por irritar mulheres e encantar homens graças a seu charme e beleza.

Sua história ficou tão marcada na história que ganhou uma adaptação em telenovela. Em 1986, a Rede Manchete exibiu Dona Beija, inspirada na vida da personalidade histórica.

História

Dona Beja: quem foi a mulher mais famosa de Minas Gerais

Continua após a publicidade

Nascida em Formiga, Ana Jacinta chegou em Araxá aos 5 anos de idade, na companhia da mãe do avô. Foi ele, inclusive, que lhe deu o apelido Dona Beja, em referência à doçura e a beleza da flor beijo.

Durante a adolescência em 1815, Beja foi raptada por Joaquim Inácio Silveira da Motta, ouvidor do Rei, depois que ele se encantou com a beleza dela. Seu avô tentou evitar o sequestro, mas acabou morto em conflito durante o episódio. Dessa maneira, a jovem foi forçada a viver como amante do ouvidor.

Por dois anos, ela viveu na Vila do Paracatu do Príncipe, até que voltou para Araxá. O retorno aconteceu depois que Dom João VI pediu o retorno do ouvidor para o Rio de Janeiro, separando os dois.

Fama de Dona Beja

Dona Beja: quem foi a mulher mais famosa de Minas Gerais

Continua após a publicidade

Enquanto vivia em Paracatu, Beja acumulou uma fortuna que lhe permitiu construir uma casa de campo de destaque no retorno a Araxá. A “Chácara do Jatobá” ficou famosa como luxuoso bordel da região, onde dormia com um homem diferente a cada noite.

Diferente de outras damas de outras meretrizes, no entanto, ela tinha o poder de decidir com quem dormir. Entre os critérios de escolha, por exemplo, estava a disponibilidade para pagar bem.

Foi assim que Dona Beja fico famosa na região, atraindo homens de lugares remotos que iam atrás de seus encantos. Por outro lado, a sociedade local considerava que ela tinha comportamento duvidoso e colocava em risco os valores éticos.

Família

Dona Beja: quem foi a mulher mais famosa de Minas Gerais

Continua após a publicidade

De acordo com os relatos históricos, certo dia o homem que estava destinado a ser seu marido, antes do sequestro, apareceu na Chácara. Seu Manoel Fernando Sampaio, então, acabou escolhido por Beja. A noite entre os dois acabou resultando na gravidez da primeira filha da mulher, Tereza Tomázia de Jesus.

Anos mais tarde, ela uma segunda filha. Joana de Deus de São José foi fruto de um caso com outro amante e motivou Beja a deixar a cidade. Junto das duas crianças então, foi embora de Araxá e deixou o bordel, indo viver em Bagagem.

Uma vez que a cidade estava em alta por conta da riqueza local de diamantes, Beja aproveitou para construir uma propriedade e trabalhar com garimpo.

Dona Beja morreu em 20 de dezembro de 1873, de nefrite, inflamação dos rins sem cura na época.

Continua após a publicidade
Próxima página »

Escolhidas para você