Curiosidades

Edifício Copan – História, curiosidades e características

O Edifício Copan é um edifício bastante conhecido por sua estrutura em forma de S. Mas, ele possui mais curiosidades, no mínimo, intrigantes.

O Edifício Copan faz parte de um seleto grupo de obras arquitetônicas que se tornaram icônicas, ou por sua história, ou estética e materiais usados.

A obra tem um formato de S, o que faz chamar bastante atenção, trazendo um ar mais leve dentre as linhas retas que existem no local.

Entretanto, o projeto traz mais curiosidades além da sua estética peculiar. Confira mais detalhes, em seguida.

História do Edifício Copan

Edifício Copan - História, curiosidades e características
Imagem: Pinterest

Tudo começou na década do 50, tempo que São Paulo passava por um grande crescimento mobiliário. Primeiramente, o projeto foi encomendado pela Companhia Pan-Americana de Hotéis, que originou o nome do prédio.

Tinha como objetivo, homenagear a cidade de São Paulo por seu IV Centenário. No projeto original, o Edifício Copan se tratava era pra ser um edifício residencial com 30 andares e o outro, um hotel com 600 apartamentos. A primeira ideia era para que os dois prédios fosse ligados por uma marquise no térreo. Uma vez que teria cinema, garagem, comércio e teatro, porém, somente o edifício Copan residencial foi construído.

Edifício Copan - História, curiosidades e características
Imagem: Arquivo arq

Isso, por causa de imprevistos acontecidos, como por exemplo, a demora na aprovação do alvará de construção. E por conseguinte, problemas financeiros nos primeiros incorporadores do empreendimento. Tendo sua conclusão no ano de 1966.

O número de apartamentos foi alterado durante a construção da obra, pulando de 900 para 1160. Essas mudanças causaram um impacto na execução do projeto, principalmente, por causa do tamanho dos apartamentos. Essas alterações aconteceram a partir de 1957, assim que o Banco Bradesco adquiriu os direitos de construção do Edifício Copan.

Pós inauguração

Edifício Copan - História, curiosidades e características
Imagem: Gazeta do povo

Assim que inaugurado, ele passou a ser um dos metros quadrados mais expansivos da cidade de São Paulo. Naquele tempo, quem morava no centro era considerado glamouroso. A partir dos anos 80, entretanto, com a chegada de vários edifícios no centro da cidade, o Copan entrou em uma fase de degradação.

Os elevadores estavam estragados, paredes todas desgastadas, lixo por todas as partes, chegando a tornar o local um ponto de prostituição e tráfico de drogas. De 1986 em diante, moradores começaram a administrar o edifício, ao invés da imobiliária.

Fazendo assim, com que o edifício recuperasse seu valor para com os moradores da cidade. No ano de 2012, o Edifício Copan se tornou patrimônio da capital paulista.

Arquitetura

Edifício Copan - História, curiosidades e características
Imagem: Blog do imóvel

Ele é, inegavelmente, icônico pelo formato de sua arquitetura. Ele possui um formato em S, contrastando com a paisagem, possuindo muitos ângulos retos. Sendo uma das características mais conhecidas do arquiteto responsável, Oscar Niemeyer.

Ele parece ser apenas um grande bloco, porém, a fachada possui 6 blocos ligados pelo piso. Possuindo além dos apartamentos, 72 lojas e um cinema ocupado atualmente por uma igreja. O Edifício Copan possui 20 elevadores e 221 vagas para automóveis, no subsolo.

Uma característica marcante do edifício, é a utilização de brises. Ele oferece não só proteção solar e conforto térmico, como também, auxiliou no realce da fachada ondulada. Recurso utilizado previamente por Oscar Niemeyer no Edifício Montreal, uma das primeiras obras feitas por ele em São Paulo.

O edifício foi construído com alvenaria e concreto armado. No seu revestimento, foram utilizados pastilhas cerâmicas.

Mudança de arquiteto

Edifício Copan - História, curiosidades e características
Imagem: Mundo engenharia

Por causa da demora, o projeto do edifício passou por muitas modificações durante seu processo. Especula-se que todas as mudanças realizadas fizeram com que Oscar perdesse o ânimo pelo projeto. Ele partiu para Brasília, para acompanhar as obras da nova capital do Brasil. Assim que ele saiu, o arquiteto Carlos Lemos assumiu a execução da obra do Copan.

Vários questionamentos foram feitos se o edifício, conhecido hoje, é realmente um projeto de Oscar Niemeyer. Porém, o próprio Carlos já afirmou que o projeto é de Niemeyer.

Curiosidades

Edifício Copan - História, curiosidades e características
Imagem: Trip feeling
  • Oscar Niemeyer não foi a primeira pessoa a ser escolhida para o projeto do Copan. Primeiramente, foram realizadas conversas com arquitetos norte-americanos. Porém, por causa de desavenças entre os envolvidos, a escolha final foi para o escritório de Niemeyer e Lemos.
  • O Edifício Copan é tão grande, que possui CEP próprio: 01046-925.
  • Possui 115 metros e 120 mil metros quadrados de área construída, sendo o maior prédio residencial feito com concreto armado do Brasil.
  • Existe uma grande variedade de moradores no edifício, uma vez que este possui desde kitnetes à espaços com mais de 200 metros quadrados.
  • Acontece uma visitação no edifício de segunda a sexta, às 10:30h e às 15:30h. Basta se dirigir ao bloco F, 15 minutos antes do início da visitação. É possível ter uma vista panorâmica da cidade durante as visitas de aproximadamente 20 minutos.

Características

Edifício Copan - História, curiosidades e características
Imagem: Folha

Ele é responsável por ser um marco na paisagem da capital. Mesmo por quem nunca entrou nele, sabe dizer de longe, as curvas que o compõem. No térreo, entretanto, sua galeria de volume marrom se conecta com a rua por cinco acessos, que são praticamente as únicas aberturas desenhadas.

As portarias de cada bloco são independentes entre si, surgindo de forma discreta próximo às entradas, entre as vitrines das lojas. A galeria acompanha a inclinação do chão da cidade. Em suma, a continuidade do revestimento do piso e da ausência de degraus levam o usuário à rua interna formada.

Edifício Copan - História, curiosidades e características
Imagem: Nelson Kon

Seu relevo natural é dissolvido aos poucos pelos pavimentos superiores da base, atingindo a laje plane horizontal dos trinta e dois pavimentos tipo em que as 1160 unidades habitacionais são distribuídas. Foi previsto pilares arredondados e bojudos até chegar no solo dois a dois.

Por fim, esses pilares, no térreo, configuram uma espécie de espinha dorsal, revelando de forma sutil, a forma do S da lâmina de apartamentos.  O Copan acaba sendo uma mistura entre fantástico e prosaico. Você pode ver claramente como as curvas dos blocos de apartamentos surgem, e ao mesmo tempo, acolhem a existência do edifício, os afastando dos vizinhos.

E então? Gostou da matéria? Confira também: Muralha da China – O que é, origem, arquitetura e cultura

Fontes: Viva decora, Archdaily

Imagem de destaque: Folha

Próxima página »

Escolhidas para você