História

Empusa – Origem e curiosidades sobre o demônio da mitologia grega

A empusa apareceu originalmente na mitologia grega clássica como um monstro feminino assustador enviado pela deusa Hécate.

Por Adelina Lima

-

A Empusa é talvez uma das criaturas menos conhecidas da mitologia grega. Dessa forma, ela não aparece em nenhum mito tradicional ou lenda popular famosa da Grécia.

No entanto, sua aparência assustadora e seu hábito horrendo de se banquetear com sangue e carne humanos é alvo de lendas narradas por diversas culturas ao redor do mundo.

A Empusa é frequentemente retratada como uma bela mulher, que se transforma em uma criatura com dentes afiados, cabelo flamejante e (em algumas interpretações) com asas de morcego.

Para os gregos, a Empusa era considerada uma semideusa sob o controle da deusa Hécate, a divindade associada a encruzilhadas e caminhos de entrada.

Assim, a Empusa costumava seduzir jovens que viajavam sozinhos e quando estivessem vulneráveis, ela devorava a carne e bebia o sangue de suas vítimas. Continue lendo e saiba mais sobre essa criatura mitológica.

A Empusa na Mitologia Grega

Fonte: Pinterest

A Empusa, como espectro de Hécate, é provavelmente mais conhecida por sua aparição em As Rãs de Aristófanes, onde ela aterroriza o deus Dionísio enquanto ele viaja para o submundo.

No mito grego, esse demônio feminino é geralmente descrito como tendo uma perna protética, feita de latão e a outra perna de burro; da cintura para cima.

Em seu aspecto humano, ela é retratada com manchas e marcas horríveis na pele. Ademais, acreditava-se que este demônio habitava as águas e a terra ao longo da costa.

Outras representações do monstro grego

Empusa: origem e curiosidades sobre o demônio da mitologia grega
Fonte: Pinterest

A crença neste monstro também é relatada em outras culturas antigas da região mediterrânea. Os pastores fenícios atribuíam-lhe a culpa pelos acidentes que aconteciam com seus animais, alegando que ela aparecia de repente, matava-os e desaparecia novamente.

Por conseguinte, histórias modernas descrevem toda uma raça desse tipo de vampiro que aterrorizavam a costa norte-africana na Líbia. Com o passar dos anos, as descrições desse demônio feminino mudaram consideravelmente e eram frequentemente confundidas com Lâmia.

Lâmia era filha de Belus e uma rainha da Líbia a quem Zeus concedeu a capacidade de arrancar os próprios olhos sempre que quisesse. Aliás, ela e Zeus tinham um caso, motivo pelo qual Hera matou todos os filhos originados dessa relação extraconjugal, exceto Cila.

Como resultado, Lâmia enlouqueceu e devorou ​​todas as crianças que pôde, tornando-se um demônio assim como a empusa. Dessa forma, ela enganava mães e pais, para roubar e devorar seus filhos. Inclusive, mais tarde ela é descrita como uma serpente com cabeça e seios de mulher.

Empusa e Súcubos

Fonte: Pinterest

Atualmente, em muitas culturas ao redor do mundo, o termo empusa se tornou uma palavra geral para descrever demônios noturnos associados ao sono.

Como as empusas se alimentavam enquanto suas vítimas dormiam, eram creditadas a elas a produção dos fenômenos de paralisia do sono e, nos tempos medievais, eram associadas às entidades demoníacas Súcubos (demônios sexuais que gostavam de atacar e abusar de vítimas adormecidas).

Gostou de saber mais sobre a empusa? Então, conheça também Hécate, quem é? Origem e história da deusa da mitologia grega

Fontes: Aminoapps, Spirit, Portal dos Mitos, Mistérios Fantásticos

Fotos: Pinterest

Próxima página »

Escolhidas para você