Curiosidades

Feijão carioca: de onde surgiu e porque recebe esse nome

Apesar de ter esse nome, o feijão carioca não tem origem no Rio de Janeiro e nem mesmo é o mais consumido dentro do estado.

Por P.H Mota

Comer arroz e feijão quase diariamente compõe a dieta de boa parte dos brasileiros, mas existe uma diferença básica desse consumo dependendo da região do país. Enquanto 60% dos habitantes preferem consumir o feijão carioca, o restante aposta no feijão preto.

Também conhecido como carioquinha, a variante não é a mais popular nos estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Espírito Santo e – por mais chocante que seja – Rio de Janeiro.

Além disso, o feijão carioca também não nasceu no estado do Rio, o que gera uma grande dúvida de porque ele leva esse nome.

Origem do feijão carioca

Feijão carioca - de onde surgiu surgiu e porque recebe esse nome
Nutrindo Ideias

Atualmente, existem algumas teorias que apontam para a origem do nome carioquinha para o tipo de feijão. Entre elas, duas são mais populares, sendo uma mais romântica e fantasiosa.

Nessa versão, a sugestão é que as listras do grão de feijão lembram a aparência do famoso calçadão de Copacabana. Ou seja, a partir dos cruzamentos que gerou a variedade preferida dos brasileiros, foi possível desenhar o visual de uma das paisagens cariocas de mais destaque no Brasil e no mundo.

A história, no entanto, não passa de uma versão divertida e fictícia para tentar explicar a associação. Na verdade, a origem do nome pouco tem a ver com o calçadão ou outras características do Rio de Janeiro.

Produção de carioquinha

Feijão carioca - de onde surgiu surgiu e porque recebe esse nome
Canal Rural

Durante a década de 70, um produtor da região de Campinas (SP) apresentou a pesquisadores do Instituto Agronômico de Campinas (IAC) um grão diferente de feijão. Encontrado em sua plantação, o grão tinha coloração marrom clara com a presença de alguma listras mais escuras.

Na mesma época, pesquisadores do IAC já trabalhavam para tentar desenvolver novos tipos de feijão para o mercado. Assim que o produtor local apresentou o grão, então, foram feitos testes que revelaram uma variante mais produtiva e mais resistente a doenças.

O nome surgiu da associação com a cor de uma raça de porco já criada na região, chamada de carioca. A partir de 1971, então, o IAC apresentou oficialmente o feijão carioca, distribuindo amostras para o cultivo de outros produtores.

Desde esse período, já foram desenvolvidas outras 42 variações desse mesmo tipo de feijão.

Enfim, gostou dessa matéria sobre feijão carioca?

Fontes: G1, Vapza, Tudo Gostoso

Imagens: Sabores Ajinomoto, Nutrindo Ideias, Canal Rural

Próxima página »

Escolhidas para você