Mundo Animal

20 curiosidades sobre o Gato de Pallas, o felino mais expressivo do mundo

O Gato de Pallas (Otocolobus manul) é um felino selvagem conhecido por seu rosto fofo e muitas outras características impressionantes.

Os gatos de Pallas ou Manul são felinos nativos da Ásia central e podem ser encontrados no oeste da China. Esses mini gatos selvagens são adaptados a ambientes frios e áridos e vivem em estepes de grande altitude, desertos alpinos e terras rochosas. Ademais, eles moram em cavernas ou fendas cavadas por outros animais.

Os gatos de Pallas são uma das espécies felinas mais antigas e foram nomeados pelo naturalista Peter Simon Pallas. Esses felinos pesam cerca de 3 a 5 quilos e têm pelos extremamente grossos adequados para seu clima frio. Suas caudas são especialmente espessas. Quando abordados por predadores, eles se escondem em fendas.

Infelizmente, a caça de gatos de Pallas por sua pele e o envenenamento de pikas levaram a uma queda drástica em sua população. A espécie está listada como “Ameaçada de Extinção” pela UICN (União Internacional para a Conservação da Natureza).

Características do gato de Pallas

Continua após a publicidade

As características mais exclusivas que diferenciam os gatos de Pallas dos gatos domésticos são os olhos, as orelhas e suas expressões. As orelhas desses animais são menores e ficam mais abaixo na cabeça do que os gatos domésticos.

Aliás, orelhas pequenas ajudam a reservar o calor em climas frios. Além disso, suas pupilas são redondas e não se contraem em uma fenda estreita. Esses traços exclusivos também tornam o manul o felino mais expressivo do mundo.

Os Manul, são animais crepusculares, o que significa que estão ativos durante o amanhecer e o anoitecer. Alimentam-se principalmente de roedores, pikas (animais semelhantes a coelhos) e pássaros.

Esses felinos compartilham o mesmo hábito de dormir que os gatos domésticos. Ao longo do dia, eles tentam tirar uma soneca o máximo que podem. Se não estão dormindo, gostam de observar e observar pequenas criaturas em movimento.

Continua após a publicidade

Uma vez que seu corpo arredondado os torna maus corredores, eles ficam à espreita fora de tocas para emboscar suas presas, usando a vegetação circundante e as rochas como cobertura. Ademais, eles também foram vistos “pescando” suas presas em fendas rasas.

20 curiosidades interessantes sobre o gato de Pallas

Gato de Pallas: 20 curiosidades sobre o felino mais expressivo do mundo

1. O gato de Pallas pode atingir de 45 a 66 centímetros de comprimento e 2 a 5 kg de peso. Ademais, sua cauda tem geralmente 20 a 30 cm de comprimento.

2. A cor da pele depende da estação. Em suma, o gato de Pallas é coberto por uma pelagem cinza prateada durante o inverno e uma pelagem cinza-avermelhada durante o verão. Manchas pretas podem ser vistas na testa, listras pretas nas bochechas e faixas pretas concêntricas na cauda.

Continua após a publicidade

3. O manul tem o pelo mais longo de todas as espécies de gatos. A pelagem densa e longa (especialmente na barriga e na cauda) evita a perda de calor do corpo em um ambiente gelado.

4. O gato de Pallas tem rosto achatado e olhos grandes com pupilas circulares (a maioria dos gatos tem pupilas verticais).

5. O gato de Pallas tem orelhas pequenas e posicionadas baixas. Graças às cores camufladas do pelo e do tamanho e posição das orelhas, a presa dificilmente identifica os gatos de Pallas nas estepes abertas.

Continua após a publicidade

6. O gato de Pallas é um animal crepuscular (ativo ao entardecer e amanhecer).

7. O manul é carnívoro (comedor de carne). Sua dieta é baseada em pikas, ratazanas, esquilos, bem como pássaros, lagartos e insetos.

8. O gato de Pallas caça como um predador de emboscada (usando o elemento surpresa) ou espera perto das tocas até que a presa apareça.

9. O manul dorme durante o dia nas cavernas, fendas nas rochas ou tocas abandonadas de vários mamíferos.

Continua após a publicidade

10. O gato de Pallas é um animal territorial, ou seja, os machos ocupam territórios maiores do que as fêmeas. O tamanho do território do manul depende do habitat.

Outros fatos sobre o Manul

11. Os gatos de Pallas usam o cheiro para marcar seus territórios. Além disso, esses felinos produzem vários sons para comunicação. Desse modo, eles são capazes de ronronar, uivar e rosnar.

12. O gato de Pallas é uma criatura solitária, exceto durante a temporada de acasalamento, que ocorre de fevereiro a março.

Continua após a publicidade

13. A gestação em fêmeas dura de 66 a 75 dias e termina com 3 a 6 gatinhos. Os bebês são cobertos por pelos densos e felpudos ao nascer. Além disso, eles permanecem escondidos em tocas protegidas durante as primeiras semanas de sua vida.

Com 4 meses de idade, os gatos de Pallas estão prontos para se juntar à mãe na caçada.

14. Esses felinos atingem a maturidade sexual com a idade de 10 a 11 meses.

15. O gato manul pode sobreviver de 8 a 10 anos na natureza e até 11 anos em cativeiro.

Continua após a publicidade

16. Nos estágios iniciais de classificação, Peter Pallas erroneamente inferiu que os manuls eram parentes dos gatos persas. Mais tarde, observando várias características, os especialistas concluem que o parente mais próximo do gato selvagem pode ser o leopardo.

Gato de Pallas: 20 curiosidades sobre o felino mais expressivo do mundo

17. Esses felinos vivem principalmente na Armênia, Azerbaijão, China, Índia, Irã, Cazaquistão, Quirguizia, Mongólia, Paquistão, Turcomenistão e Uzbequistão.

18. A população de manul na Rússia de 1990 a 2000 era de 3.000 a 3.650 espécies.

Continua após a publicidade

19. Nos últimos anos, o manul desapareceu da região do Cáspio e do leste de seu habitat na China.

20. Por fim, nos últimos 10-15 anos, o gato manul quase desapareceu das estepes abertas e o seu habitat encontra-se agora em áreas isoladas.

Então, gostou de saber mais sobre esse bichinho fofo e selvagem? Pois, leia também: Cobra ou serpente? Existem diferenças? Principais curiosidades

Continua após a publicidade
Próxima página »

Escolhidas para você