Curiosidades

Qual é origem e a história do Oscar e a evolução da premiação

A história do Oscar tem início na década de 20 e passa por transformações que definiram e foram definidas pela história do cinema.

Por P.H Mota

A história do Oscar está diretamente ligada ao processo de expansão pelo qual a indústria do cinema passou nos Estados Unidos, na década de 20. Na época, grandes nomes do cinema decidiram criar uma organização para administrar os filmes feitos em Hollywood.

Em 11 de maio de 1927, então, foi fundada a Academia de Artes e Ciências Cinematográficas ou Academy of Motion Picture Arts and Science, com a sigla Ampas. Entre os principais apoiadores da ideia, estava um dos chefes da MGM, Louis Meyer. O primeiro presidente, no entanto, foi Douglas Fairbanks, um dos principais atores do início do século XX.

A primeira cerimônia de premiação da organização só veio a acontecer dois anos depois, num jantar com a presença de 270 pessoas.

História do Oscar

História do Oscar: origem e evolução da premiação

Continua após a publicidade

Apesar de receber popularmente o nome de Oscar, o prêmio tem o título oficial de “Academy Award of Merit”. As origens para o apelido são incertas e contam com várias histórias. Uma delas diz que uma secretária executiva da Academia, Margaret Herrick, brincou que a estatueta parecia-se com seu tio Oscar, criando o apelido.

Outra versão sugere que a ideia partiu do crítico de cinema Sidney Skolsky. A fim de humanizar o prêmio, o crítico teria feito a sugestão à Academia com base nos espetáculos de Vaudeville, onde comediantes brincavam com regentes com a frase Você tem um charuto, Oscar?”.

No entanto, uma terceira versão sugere que a ideia partiu da atriz Bette Davis, que comparou a estatueta a seu marido, Harmon Oscar Nelson.

Independente da versão para a origem, o nome passou a ser adotado oficialmente na cerimônia de 1934.

Continua após a publicidade

A estatueta tem a forma de um cavaleiro segurando uma espada, com cinco raios que representam as cinco áreas originais da Academia: diretores, atores, escritores, produtores e técnicos.

O desenho é uma criação de Cedric Gibbons, mas a primeira escultura ficou a cargo de George Stanley.

Cada troféu mede 34,29 cm, tem 3,85 kg e possui 92,5% de estanho e 7,5% de cobre. Além disso, todas estatuetas passam por um banho em platina e ouro de 14 quilates, com um valor estimado em $200. Simbolicamente, no entanto, o valor de prestígio profissional, popular e publicitário é imensurável.

Evolução da cerimônia

História do Oscar: origem e evolução da premiação

Continua após a publicidade

A primeira edição da história do Oscar aconteceu em 1929 e durou apenas 15 minutos. Durante o evento, produções dos dois anos anteriores participaram da disputa. Apesar da crise econômica provocada pelo início da Grande Depressão e do crash da Bolsa de Nova York, a indústria do cinema estava repleta de produções, que movimentaram o evento.

A projeção da cerimônia, entretanto, passou a ganhar mais força a partir da década de 50. Isso porque, em 1953, o Oscar passou a ser uma atração de televisão (que hoje já chega a mais de 200 países. Além do alcance de transmissão, o acréscimo de novas categorias também ajudou a valorizar o evento.

A categoria de melhor filme estrangeiro, por exemplo, ajudou a internacionalizar o prêmio e trazer audiência de públicos fora dos EUA. Além disso, a Academia passou a investir em apresentadores irreverentes e populares, como Whoopi Goldberg e Billy Crystal.

Atualmente, o Oscar ainda representa grande relevância dentro da comunidade cinematográfica, mas os números de audiência nem sempre dão o retorno esperado. Por causa disso, a Academia está em busca de oferecer modificações que garantam o interesse na premiação, especialmente para públicos mais jovens.

Continua após a publicidade

Movimentos sociais no Oscar

História do Oscar: origem e evolução da premiação

A história do Oscar também passa por alguns momentos de problemas sociais e históricos. A primeira atriz negra a vencer como melhor atriz coadjuvante (Hattie McDaniel, por Mammy, em E o Vento Lenvou) não pôde sentar à mesa com colegas brancos.

Além disso, mesmo após sua morte, ela não teve o último desejo atendido. A atriz pediu que seu corpo fosse enterrado no cemitério Hollywood Forever, o que não foi possível pela proibição de sepultamento de negros no local.

Somente 51 anos após sua premiação, em 1940, uma negra voltou a subir ao palco da cerimônia. Em 1991, Whoopi Goldberg ganhou destaque por sua participação em Ghost. Apesar disso, ainda hoje somente uma negra venceu o prêmio de atriz na categoria principal: Halle Berry.

Continua após a publicidade

Em 2016, atores e cineastas negros criaram o movimento Oscar So White e decidiram boicotar a premiação. O diretor Spike Lee e o casal Will Smith e Jada Pinkett Smith, por exemplo, foram alguns dos principais nomes que apoiaram a causa.

Antes disso, Marlon Brando também protestou contra a Academia, quando foi indicado ao melhor ator por Don Corleone, em O Poderoso Chefão. Brando se recusou a comparecer e enviou a ativista indígena Sacheen Littlefeather em seu lugar. Quando a mulher subiu ao palco para receber o prêmio, entretanto, foi interrompida com 45 segundos de discurso.

Recentemente, movimentos como #MeToo e Time’s up ganharam destaque ao questionar casos de abuso sexual na indústria do cinema. Além disso, mulheres têm destacado a participação reduzida em indicações como a de melhor direção, por exemplo. Ainda que o total de indicações da história do Oscar ultrapasse 450, somente sete mulheres concorreram ao prêmio.

Em 2018, Natalie Portman anunciou os indicados à categoria e destacou que eram todos homens, enquanto usava uma luva com o nome das diretoras esnobadas.

Continua após a publicidade

Situações especiais

História do Oscar: origem e evolução da premiação

Com uma história centenária, o Oscar jamais deixou de acontecer, desde sua primeira edição. Mesmo em períodos como da Segunda Guerra Mundial, por exemplo, a cerimônia perdurou. Nessa ocasião, no entanto, a estatueta foi feita de gesso por conta da escassez de matéria prima.

Um outro momento histórico ocorreu em 2017, quando o prêmio de melhor filme foi anunciado com erro. Apesar do anúncio para La La Land, o verdadeiro vencedor era Moonlight, mas o erro só foi percebido quando todo a equipe do primeiro filme estava celebrando no palco.

Outros momentos marcantes envolvem, por exemplo, o tombo de Jennifer Lawrence antes de subir no palco, a dança de Glenn Close em 2021 e a leitura de uma cola em italiano pelo compositor Ennio Morricone.

Continua após a publicidade

História do Brasil no Oscar

História do Oscar: origem e evolução da premiação

Ao longo dos mais de cem anos de história do Oscar, algumas produções e artistas do Brasil concorreram em diversas categorias. A última disputa ocorreu em 2020, quando Democracia em Vertigem concorreu na categoria de melhor documentário.

Antes disso, entretanto, O Pagador de Promessas (1963), O Quatrilho (1996), O que é isso, Companheiro? (1998) e Central do Brasil (1999) já disputaram como melhor filme estrangeiro.

O maior número de indicações aconteceu com os filmes Cidade de Deus (2004) e O Beijo da Mulher-Aranha (1986), que receberam quatro indicações cada um.

Continua após a publicidade

No entanto, o momento mais histórico para o Brasil talvez seja a indicação de Fernanda Montenegro na categoria de melhor atriz, por Central do Brasil, em 1999. A atriz acabou perdendo para Gwyneth Paltrow, por sua atuação em Shakespeare Apaixonado.

Quem vota no Oscar

História do Oscar: origem e evolução da premiação

Desde o início da história do Oscar, a seleção dos filmes é feita pelos membros da Academia. A princípio, esse número era de apenas 26 membros, mas hoje ele passa de 8 mil pessoas.

Cada categoria, entretanto, recebe votos somente de membros que possuem conhecimento técnico da área específica. Sendo assim, o número total de votantes varia dependendo de cada especificação. Apesar disso, as categorias de melhor filme e melhor filme estrangeiro podem receber votos de todos os membros, sem exclusão.

Continua após a publicidade

Recentemente, a Academia tem tentado convidar membros que garantam maior diversidade ao grupo. Até 2012, 94% eram brancos e 77% homens, sendo que mais de 50% deles tinham mais de 60 anos. Desde então, os convites tentam incluir mais mulheres e pessoas de outras etnias, a fim de garantir diversidade nas indicações e nos vencedores.

Últimos vencedores de melhor filme

História do Oscar: origem e evolução da premiação

  • 2011: O Discurso do Rei (The King’s Speech)
  • 2012: O Artista (The Artist)
  • 2013: Argo
  • 2014: 12 Anos de Escravidão (12 Years a Slave)
  • 2015: Birdman
  • 2016: Spotlight
  • 2017: Moonlight
  • 2018: A Forma da Água (The Shape of Water)
  • 2019: Green Book
  • 2020: Parasita (Gisaenhchung)
  • 2021: Nomadland

Próxima página »

Escolhidas para você