Mundo Animal

Lagartos: características, habitat, tipos, alimentação

Os lagartos são um dos maiores, mais diversos e difundidos grupos de répteis encontrados na Terra. Vamos conhecer tudo sobre eles!

Os lagartos são um grande grupo de diversos répteis contendo aproximadamente 5.500 espécies. Eles possuem pele escamosa e geralmente se distinguem das cobras por terem olhos que podem ser fechados e pernas, embora nem todos os lagartos tenham essas características. Continue lendo para saber mais sobre os lagartos.

Características dos lagartos

Em geral, os lagartos têm cabeça pequena, pescoço curto e corpo e cauda longos. Ao contrário das cobras, a maioria dos lagartos tem pálpebras móveis.

Porém, como as cobras, um lagarto estica a língua para pegar partículas de cheiro no ar e depois puxa a língua para trás e coloca essas partículas no céu da boca, onde existem células sensoriais especiais. Assim, o lagarto pode usar essas “pistas” olfativas para encontrar comida ou um companheiro, ou para detectar predadores.

Os lagartos têm pele seca e escamosa que não cresce com seus corpos. Em vez disso, a maioria dos lagartos troca, ou muda, sua pele velha para abrir caminho para o novo crescimento de pele por baixo.

Continua após a publicidade

Além disso, as escamas desses répteis variam, dependendo de seu habitat. Os lagartos têm escamas lisas para que a lama não grude neles; algumas espécies de lagartos têm placas ósseas, chamadas osteodermos, sob suas escamas para proteção adicional contra terrenos acidentados.

Origem dos lagartos

Os lagartos apareceram pela primeira vez na Terra há mais de 300 milhões de anos. Eles são répteis e estão mais intimamente relacionados às cobras.

Em 2013, um grupo de pesquisadores no México descobriu os restos de um fóssil de lagarto de 23 milhões de anos, que provavelmente é uma nova espécie pertencente ao gênero Anolis. No entanto, isso não é tudo.

Outros achados de rastros fósseis que datam de 315 milhões de anos revelaram marcas de escamas e dedos atribuídos ao Hylonomus. Esta antiga criatura parecida com um lagarto é o réptil mais antigo conhecido pelo homem, e definitivamente se parece com um lagarto.

Continua após a publicidade

Comportamento

A maioria desses répteis está ativa durante o dia, quando sua visão binocular aguda pode ser usada com maior vantagem. A visão é necessária para a maioria das espécies não escavadoras.

A família Gekkonidae, no entanto, é composta predominantemente por espécies que são mais ativas do anoitecer ao amanhecer. Em conjunto com a atividade noturna, as lagartixas são altamente vocais e se comunicam pelo som, enquanto a maioria dos outros lagartos é essencialmente muda.

Esses répteis gastam um tempo considerável para obter comida, geralmente insetos. Alguns deles, como lagartos iguanianos, tendem a pousar imóveis em locais familiares e esperar por presas.

Eles detectam suas presas usando pistas visuais e a capturam com a língua em um processo conhecido como preensão lingual. Aliás, em alguns casos, suas línguas podem se estender até o dobro do comprimento do corpo.

Continua após a publicidade

Por fim, os lagartos iguanianos usam seu sistema quimiossensorial bem desenvolvido em um processo chamado olfação vômero, bem como pistas visuais. Esses lagartos não usam a língua para capturar presas; em vez disso, eles agarram suas presas em suas mandíbulas.

Tipos de lagartos

Os principais tipos de lagartos incluem:

Lagarto-de-contas

O lagarto-de-contas é uma das duas únicas espécies que usam um veneno muito forte.

Anolis carolinensis

Este é um tipo de réptil muito interessante. Outro nome que você pode ouvir é o Camaleão Americano.

Continua após a publicidade

Camaleão

O Camaleão é um tipo de lagarto muito popular devido ao fato de ter a capacidade de mudar de cor com base na localização.

Sauromalus

O Chuckwalla ou Sauromalus é uma das maiores espécies de lagartos. Existem 5 subespécies deste lagarto que foram identificadas.

Basiliscus basiliscus

O Basilisco comum é um tipo de réptil que você encontrará em algumas regiões do planeta.

Dipsosaurus dorsalis ou Iguana-do-deserto

Eles são capazes de se adaptar muito bem em um clima quente e seco.

Continua após a publicidade

Lagarto-de-pescoço-babado

O lagarto-de-pescoço-babado também é chamado de dragão australiano devido à aparência física dele.

Iguana Marinha de Galápagos

É uma das poucas espécies de lagartos que vivem ao redor do mar e que é classificada como réptil marinho.

Lagartixa

A lagartixa é uma espécie muito pequena de lagarto. Existem mais de 1.500 subespécies diferentes.

Monstro-de-gila

O monstro-de-gila é uma espécie de réptil que as pessoas têm medo por causa de seu tamanho grande e sua aparência exótica.

Continua após a publicidade

Iguana Verde

A Iguana verde é muitas vezes referida como a Iguana comum. É uma das maiores espécies de lagartos.

Lagarto-de-chifres

Esta é uma espécie endêmica do oeste da América do Norte. Esse tipo de réptil usa uma técnica muito estranha para enganar predadores: soltar sangue pelos olhos.

Dragão-de-komodo

De mais de 5.600 espécies de lagartos, o dragão-de-komodo é o maior. São animais encontrados exclusivamente na Indonésia e são os maiores lagartos de todo o mundo.

Esse animal, quando adulto, pode atingir três metros de comprimento e pesar 160 kg. Além disso, eles matam suas presas por meio dos ferimentos causados por seus dentes e pelo veneno por eles produzidos.

Continua após a publicidade

Habitat e Alimentação

Os lagartos podem ser encontrados em todos os continentes, exceto na Antártida, e vivem em todos os habitats, exceto em áreas extremamente frias e oceanos. Aliás, a maioria desses animais vive no chão, mas outros podem fazer sua casa em uma árvore, em tocas ou na água.

Diferentes espécies de lagartos comem diferentes tipos de alimentos. Eles se alimentam de uma grande variedade de alimentos, incluindo frutas e vegetação, insetos, pequenos mamíferos, pássaros e anfíbios, carniça e até (no caso de grandes lagartos predadores) grandes presas, como veados e outros grandes animais.

Reprodução

A maioria dos lagartos põe ovos, embora algumas espécies sejam capazes de gerar um lagarto sem pernas que se assemelha a uma pequena cobra. Os vermes lentos se reproduzem a partir de ovos que a fêmea incuba dentro de seu corpo. O período de incubação é de cerca de 90 a 100 dias.

Em lagartos menores que põem ovos, as fêmeas põem de 8 a 12 ovos de casca mole em uma ninhada (um conjunto de ovos postos ao mesmo tempo).

Continua após a publicidade

Algumas espécies, como o Dragão-de-komodo, cavam um buraco no chão e põem de 20 a 40 ovos. Em seguida, cobre-os com sujeira. Os ovos eclodem em cerca de 7 meses. Os filhotes comem principalmente insetos e vivem em árvores.

Por fim, os camaleões põem ovos brancos, ovais e de casca dura, que são enterrados na areia quente até eclodirem.

Fontes: Mundo Ecologia, Guia Animal, Infoescola

Então, achou interessante este conteúdo? Pois, saiba mais sobre outros animais aqui:

Continua após a publicidade

Onça-parda, quais as características desse felino?
Víbora azul, extremamente bonita e rara
Besouro rola-bosta: TUDO sobre os insetos que guiam bolas de cocô
Ave mais perigosa do mundo foi criada por humanos há 18 mil anos
Tigre-dourado é uma das variações de cores mais raras entre felinos

Próxima página »

Escolhidas para você