História

Mão inglesa – Origem e países que utilizam a via esquerda no trânsito

Carros de 35% dos países circulam pela via esquerda, ou mão inglesa. Mas qual o origem e como funciona esse sistema de trânsito?

A resposta pode parecer óbvia, mas se você perguntar ‘de que lado da estrada você dirige? a resposta depende de qual país se está falando. Cerca de 75% da população mundial dirige o veículo do lado direito da estrada, embora a maior parte do Reino Unido e suas colônias utilizem a mão inglesa. Mas você sabe o que esse sistema de circulação no trânsito significa e por que alguns países o adotaram? Continue lendo para descobrir.

Origem da mão inglesa

Mão inglesa: origem e países que utilizam a via esquerda no trânsito
Fonte: Pinterest

Ainda que o ato dirigir de determinada maneira na estrada tenha começado principalmente como um costume, essa prática foi fortemente influenciada pela maioria das culturas. Para esclarecer, acredita-se que a prática remonte à Roma antiga. Ou seja, os romanos dirigiam suas carroças e carruagens com a mão esquerda, liberando a direita para que pudessem usar armas e se defender contra os ataques inimigos. Assim, ao longo da maior parte da história, antes da invenção do carro, as pessoas viajavam pelo lado esquerdo da estrada.

Posteriormente, após os veículos de quatro rodas serem inventados, as leis de regulamentação de trânsito começaram a se tornar mais comuns. Dessa forma, a maioria dos países escolheu utilizar a mão direita, enquanto em 1835 a Grã-Bretanha e suas colônias tornaram obrigatório o uso da mão esquerda. Outra grande influência, foi Napoleão Bonaparte que ajudou a espalhar a cultura na Europa. Portanto, após a Primeira Guerra Mundial, mais países estavam dirigindo na mão inglesa.

Henry Ford, ao desenhar os primeiros carros, ganhou grande admiração da sociedade ao construir seu Modelo T com o motorista do lado esquerdo do carro. Como resultado, os motoristas teriam que dirigir no lado direito da estrada para que seus passageiros pudessem sair do carro no meio-fio e não no tráfego em sentido contrário. Todavia, a maioria dos países seguiu o exemplo da América, como Canadá, Itália e Espanha na década de 1920, Europa Oriental na década de 1930 e Escandinávia na década de 1960.

Continua após a publicidade

Países que utilizam a mão inglesa

Mão inglesa: origem e países que utilizam a via esquerda no trânsito
Fonte: Pinterest

No século 20, houve um movimento em direção à harmonização das leis rodoviárias na Europa. Isto é, o início de uma padronização gradual começou em relação à via de direção esquerda para a direita. Com efeito, os últimos europeus a mudarem da esquerda para a direita foram os suecos que corajosamente fizeram a mudança durante a noite no Dagen H (Dia H), em 3 de setembro de 1967. Por isso, às 4h50 daquele dia, todo o tráfego na Suécia parou por dez minutos antes de reiniciar, desta vez dirigindo pela direita .

Atualmente, além da Grã-Bretanha, outros países dirigem do lado esquerdo da estrada. Dessa maneira, o Japão, graças à criação de uma ferrovia com a ajuda dos britânicos, teve seus bondes construídos no lado esquerdo, o que influenciou fortemente suas leis de trânsito para dirigir no lado esquerdo da estrada.

Continua após a publicidade
Mão inglesa: origem e países que utilizam a via esquerda no trânsito
Fonte: Pinterest

Curiosamente, as Filipinas já foi um país que dirigia com a mão esquerda sob o domínio americano. Depois disso, mudou para o volante à direita quando foi colonizado pelo Japão. Hoje, 35% dos países ainda trafegam pela mão inglesa, são eles:

Lugares que utilizam o tráfego pela esquerda na Ásia

Bangladesh, Butão, Brunei, Timor Leste, Hiong Kong, Indonésia, Índia, Japão, Macau, Malásia, Nepal, Paquistão, Cingapura, Sri Lanka, Tailândia.

Continua após a publicidade

Lugares que utilizam o tráfego pela esquerda na África

Botswana, Quênia, Lesoto, Malaui, Moçambique, Namíbia, África do Sul, Suazilândia, Tanzânia, Uganda, Zâmbia, Zimbábue.

Lugares que utilizam o tráfego pela esquerda na Oceania

Austrália, Ilha Christmas (Austrália), Ilhas Cocos (Austrália), Ilhas Cook (Nova Zelândia), Fiji, Kirbati, Nauru, Nova Zelândia, Niue, Ilha Norfolk (Austrália), Papua Nova Guiné, Ilhas Pitcairn (Reino Unido), Ilhas Salomão , Tokelau (Nova Zelândia), Tonga Tuvalu.

Lugares que utilizam o tráfego pela esquerda na Europa

Chipre, Guensey (RU), Irlanda, Ilha de Man (RU), Jersey (RU), Malta, Reino Unido.

Lugares que utilizam o tráfego pela esquerda na América

Guiana, Suriname.

Continua após a publicidade

Índias Ocidentais

Anguilla (Reino Unido), Antígua e Barbados, Bahamas, Barbados, Ilhas Virgens Britânicas (Reino Unido), Ilhas Cayman (Reino Unido), Dominica, Granada, Jamaica, Monsterrat (Reino Unido), São Cristóvão e Navis, Santa Lúcia, São Vicente e Granadinas, Trinidad e Tobago, Ilhas Turcas e Caico (Reino Unido), Ilhas Virgens (EUA).

Ilhas do Oceano Atlântico

Bermuda (Reino Unido), Ilhas Malvinas (Reino Unido), Santa Helena, Ascensão e Tristão da Cunha (Reino Unido), Geórgia do Sul e Ilhas Sandwich do Sul (Reino Unido)

Ilhas do Oceano Índico

Maldivas, Maurício, Seychelles

Leia também: Carro elétrico – História e características dos veículos movidos a energia

Continua após a publicidade

Fontes: Minutos Seguros, Sinal de trânsito, Roda nos pés, Abril

Fotos: Pinterest

Próxima página »

Escolhidas para você