O que acontece se carregar o celular com carregador de outro aparelho?

Desde que os celulares passaram a ser nossos “companheiros inseparáveis” e a acumular aquela quantidade de funções que nos deixam fascinados, carregar o celular passou a ser tão importante quanto nos alimentar e o carregador, consequentemente, se torno um acessório indispensável. Mas, e quando, por fatalidade do destino, esquecemos nossos próprios carregadores? O que fazer?

Se você é daqueles que não se preocupa com as consequências e prefere arriscar o uso de um carregador qualquer, de outro aparelho, que ficar sem bateria, fique sabendo que esta matéria é para você. Isso porque, embora a gente tente ignorar, a verdade é que nunca sabemos ao certo se carregar o celular com outro carregador que não o original pode trazer algum tipo de problema para o aparelho. Não é verdade?

E a resposta para este dilema não é tão exata quanto a maioria de nós imagina: depende da situação. Isso porque existem detalhe que precisam ser observados antes de sair usando um carregador aleatório para carregar o celular, como a entrada, que precisa ser compatível; e a capacidade de corrente, tanto do carregador quando a do celular.

1

Antes x agora

Basicamente, no passado, cada marca fabricava seu próprio carregador, com um tipo específico de entrada (que poderia ser a USB ou não), de tensão e de capacidade de corrente. Se um aparelho fosse carregado com o acessório de outra marca, muito provavelmente, ocorreriam problemas e o celular estaria comprometo.

3

Hoje em dia, no entanto, as coisas já não acontecem mais assim. Como você já deve ter percebido, existem um certo padrão nas entradas dos carregadores, como microUSB, USB, USB Type-C e Lightning, característico dos iPhones, por exemplo.

5

Os carregadores também costumam corresponder a um padrão de tensão, sendo que a maioria gira em torno dos 5 volts, como Samsung (5V), Motorola (5,1V) e ASUS (5V); mas a amperagem, ou seja, a capacidade de corrente pode varia bastante de uma marca para outra, indo de até 0,7 amperes até 2 amperes.

Corrente igual ou superior

E é essa última parte que é problemática, sabia? Para que você possa carregar o celular com um carregador alheio, é preciso que a corrente seja igual à capacidade máxima exigida pelo celular ou superior. Mesmo ultrapassando o limite de amperes, o celular não estará em risco, uma vez que usará somente o necessário para recarregar a bateria e descartará o restante.

6

Por outro lado, se o carregador foi com corrente menor do que a usada pelo aparelho, a situação fica mais complicada. Isso pode reduzir a vida útil da bateria e não vai ser eficiente na hora de carregar. Se você estiver usando o aparelho enquanto ele carrega, por exemplo, vai notar que a bateria não estará sendo preenchida, apenas demorando mais para descarregar.

O que observar antes de carregar o celular

Então, de forma resumida, o que você precisa saber antes de carregar o celular com outros carregadores é que a tensão elétrica precisa ser igual à do seu aparelho. A capacidade de corrente, ou seja, a amperagem do carregador, também precisa ser observada e precisa ter intensidade igual ou maior que a do seu smartphone.

4

E, uma regra final: jamais utilize carregadores ou cabos “piratas”. Por mais que eles prometam os mesmo números que os originais entregam, tanto em tensão quanto em corrente, eles não têm qualquer garantia disso e podem colocar sua segurança e a segurança de seu celular em risco.

E, falando em cabos e carregadores, essa outra matéria também é bastante curiosa: Para que serve aquele cilindro no cabo do laptop?

Fonte: TecMundo